Zini Brasil usa know how italiano para produzir farinha de empanados

0

Por Redação FSN – 6 de agosto de 2014

A tradicional farinha para milanesa teve suas origens na Itália, antes de avançar para diversos lugares do mundo. Entretanto, na época de seu surgimento, não havia preocupação com relação ao colesterol ruim e aumento de peso que o excesso de consumo deste alimento causava.

Por conta disso, no final dos anos 1980, Pompeo Vezzani desenvolveu um novo método de produzir a farinha de empanamento que conserva todas as qualidades e vantagens da farinha de rosca, porém reduzindo em até 70% a quantidade de óleo absorvido na fritura.

Dessa maneira foi criado o FIOCCOPAN, farinha para empanamento lipófobo. Essa mesma tecnologia, segundo garante a Zini Brasil, foi transferida da matriz italiana da Zini para sua fábrica em São Paulo. Segundo explica a empresa, o óleo na fritura adere só à superfície externa do FIOCCOPAN, eliminando a penetração por capilaridade nos alvéolos internos, como acontece utilizando pão tradicional.

A Zini ainda garante que o produto mantém a qualidade dos empanados, não sendo necessário o uso de uma toalha de papel para secar sua casca. Além disso, ele é mais econômico que a fritura tradicional.

A Zini Brasil Indústria de Alimentos está estabelecida desde 1998 na unidade fabril no bairro do Limão, em São Paulo e, atualmente, dividi-se em seis setores operacionais: a ZINI – Empanamento Lipófobo, ZINI – Fibras “sem amargor”, ZINI – Polentas, ZINI – Massas Frescas “ciao geladeira”, ZINI – Molhos e Cremes e ZINI – Fornos ecológicos Serving Machines.

Fonte: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × um =