Venda de sucos integrais crescerá 36% até 2018

0

A categoria de sucos integrais deve crescer 36,3% no período entre 2016 e 2018, com aproximadamente 10,8% de aumento anual, chegando a 492 milhões de litros. O avanço dessa categoria é mais lenta que o triênio anterior, onde o crescimento apresentado foi de 30% por ano entre 2012 e 2015.

O levantamento foi feito pela Tetra Pak Juice Index, pesquisa global sobre as tendências de sucos prontos para beber, realizada pela Tetra Pak. Essa é a nona edição do estudo, sendo a primeira vez em que são estudados exclusivamente sucos integrais.

O volume de sucos naturais prontos para beber apurados em 2015 ainda é inferior em relação ao consumo total de sucos integrais, proporcionais a 12,6% do mercado brasileiro. O consumo de sucos naturais feitos na hora chega a 2,5 bilhões de litros por ano.

De acordo com a pesquisa realizada pela Tetra Pak, o consumo de sucos feitos na hora e embalados tendem a continuar na mesma proporção. A pesquisa também apontou que alguns sucos tendem a crescer mais, são eles: funcionais, como antioxidantes e detox; com frutas e verduras; nos sabores cranberry, manga e água de coco; e bebidas totalmente naturais, sem a adição de açúcar e conservantes.

No Brasil, os fabricantes têm aprovado essas tendências e apostado nelas para ganhar mercado. Exemplo disso é a Sucos Del Vale, da Coca Cola Company, que entrou no mercado de sucos integrais desde janeiro de 2015. Outra marca presente nesse segmento é a Do Bem, comprada pela Ambev, com sucos prontos para beber e 100% integrais.

A água de coco, com 62% das vendas de sucos integrais no Brasil, deverá continuar crescendo nos próximos anos, de acordo com a pesquisa feita pela Tetra Pak. Em segundo lugar, o suco de laranja, com 28,9% do mercado, deve enfrentar dificuldades para continuar se desenvolvendo.

Fonte: Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × um =