Um picolé único

0
Um picolé único

Com mais de 300 combinações, com quatro bases, oito recheios e oito coberturas, os picolés da Kekala revolucionariam o segmento de sobremesas congeladas no país

Segundo o dicionário Michaelis, picolé é um sorvete soalidificado em uma das extremidades de um pauzinho que lhe serve de cabo. Mas, para a Kekala, é muito mais do que essa definição. Essa marca brasileira inovou na forma de fazer e vender picolé.

Primeira do Brasil e do mundo

A Kekala Custom Picolé é a primeira marca do mundo de picolés 100% customizados, ou seja, os clientes personalizam todo o produto, escolhendo base, recheio e cobertura. É também a primeira marca do mundo em que o cliente pode rechear o picolé na hora. E isso tudo em uma vitrine exclusiva.

Originalmente de São Paulo, capital, os estudos para fundação da empresa iniciaram em 2017, e o lançamento oficial foi em 2019. A Kekala tem forte presença em grandes shoppings, e já são mais de 45 unidades em funcionamento em diversos estados do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Pará, Pernambuco e Ceará.

Amanda Tonon, fundadora e CEO da Kekala, destaca que esse é um negócio extremamente inovador. “É um sucesso nas redes sociais, onde os clientes sempre apontam: é o melhor picolé do mundo! É uma experiência de consumo. O cliente participa do processo de criação do próprio picolé, podendo colocar a sua identidade nele e testar diferentes sabores a cada visita”, ressalta.

Combinações

Na Kekala, os clientes, com quatro bases, oito recheios e oito coberturas, podem escolher entre mais de 300 combinações.

Um picolé único
A Kekala tem forte presença em grandes shoppings, e já são mais de 45 unidades em funcionamento em diversos estados do Brasil

“Usamos os melhores ingredientes, garantindo uma verdadeira explosão de sabores. Aqui é possível rechear seu picolé com Nutella, Ovomaltine, Leite Moça, entre outros”, afirma Amanda Tonon.

As bases são: leitíssimo, chocolate, morango e açaí. As coberturas são: chocolate ao leite, chocolate branco, chocolate amargo, Ferrero, Ninho, Ovomaltine, Rafaello e um sabor sazonal. Os recheios são: Nutella, Leite Moça, Ovomaltine, chocolate ao leite, trufa branca, trufado, Ninho e pistache. O preço de venda é entre R$ 9,90 e R$ 14,90. E os mais pedidos são: Bombom de Nutella: picolé de chocolate com cobertura de chocolate ao leite e recheio de Nutella; Ninho com Nutella: picolé de leitíssimo com cobertura de Ninho e recheio de Nutella; Ferrero: picolé de leitíssimo, cobertura de Ferrero e recheio trufado.

“É gratificante ver o brilho nos olhos dos clientes ao receber o picolé da Kekala. Sempre foi um sonho para a marca oferecer uma experiência única e ter a certeza que está entregando um objeto de desejo exatamente como o cliente imaginou. Vemos que, depois de muito estudo e trabalho, alcançamos esse objetivo”, destaca Amanda Tonon.

Inovação em um segmento centenário

A empresa nasceu em um mercado extremamente tradicional e que há muito tempo não recebia uma inovação como esta.

“Somos uma marca extremamente inovadora que revolucionou o segmento centenário de picolés. A marca lida com o consumidor atual, pois seu DNA é jovem e entende que os consumidores possuem desejos e vontades muito diferentes das pessoas de dez anos atrás, por exemplo. Hoje, as pessoas não querem apenas consumir, elas querem ter uma experiência e contar sobre isso – daí que surge a oportunidade de ser instagramável. E a Kekala conquistou tudo isso oferecendo qualidade, personalização, tendência, insumos de primeira e experiência de consumo”, diz Amanda Tonon.

Empreendedorismo

Um picolé único
“Hoje, as pessoas não querem apenas consumir, elas querem ter uma experiência e contar sobre isso”, destaca Amanda Tonon, fundadora da Kekala

Desde os 16 anos, Amanda Tonon empreende com familiares e parceiros, o que possibilitou a ela agregar experiência para lançar sua marca própria aos 22, a Kekala Custom Picolé.
A Kekala foi elaborada desde o início para ser um modelo de franquias. Sua primeira unidade foi lançada no fim de 2019. Apenas em 2020, a empresa faturou mais de R$ 6 milhões. O franqueado sempre foi o foco desse processo. “Queríamos oferecer um negócio inovador e tão bem estruturado, com sucesso iminente.”

E de fato, esse sucesso foi comprovado, já que a primeira unidade foi inaugurada no fim de 2019, antes da pandemia, e mesmo durante a crise sanitária, continuou dando lucro aos empreendedores da marca e crescendo em número de unidades.

“Não temos apenas uma boa ideia, mas, sim, uma estrutura de negócio capaz de sustentá-la e com resultados bem defendidos. É importante ressaltar que na Kekala não são comercializados apenas picolés, mas, sim, entregues experiências únicas e valor aos consumidores”, salienta Amanda Tunon.

A franquia na prática

Lilian Nunes Moreira, proprietária da Kekala de Joinville (SC), conta que a sua franquia está situada no Garten Shopping. “Aqui existe a venda presencial e pelo iFood. Quando é por delivery, os picolés são embalados em isopor que aguenta, em média, 40 minutos de viagem fora do congelador”, relata ela.

A experiência de Lilian Nunes tem sido muito positiva com a marca. Ela reforça que o mercado de alimentação sempre foi forte “e picolés são uma escolha da maior parte dos brasileiros no que tange à sobremesa congelada”.

Lilian Nunes afirma que “a vantagem em ser um franqueado da Kekala é por entregar um produto inovador e abranger todos os públicos, do novo ao mais velho, que procuram por uma deliciosa, diferenciada e surpreendente sobremesa. Digo ainda que o retorno financeiro do franqueado é considerável e satisfatório”, diz. “Está sendo minha primeira experiência com franquia, mas ela é muito fácil de ser aplicada”, afirma Lílian Nunes.

O futuro da marca

De acordo com Amanda Tonon, em um breve espaço de tempo, a meta é ter unidades da Kekala em todos os estados do Brasil e expandir a marca para territórios internacionais.

“Com a chegada da pandemia, nós tínhamos duas opções: desesperarmo-nos ou estruturarmo-nos para aproveitar o período como oportunidade de crescimento. E escolhemos a segunda alternativa. Mesmo no momento mais crítico da pandemia, a Kekala continuou dando lucro para seus franqueados e foi o momento em que mais nos fortalecemos. Além disso, somos a prova de que é possível inovar mesmo em um segmento tão tradicional, como o de picolés e sorvetes, que há muito tempo não recebia um produto tão inédito quanto a Kekala”, destaca ela.


KEKALA
www.kekala.com.br
Instagram: @kekalaoficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

6 + 5 =