Um gás a mais

Brasil consome 14,33 bilhões de litros de refrigerantes por ano; empresas buscam inovações para os produtos dessa área

1

Quando o assunto são as bebidas não alcoólicas, indiscutivelmente, os refrigerantes são uns dos produtos mais consumidos. Com uma extensa gama de itens ofertados, essas bebidas, fabricadas por várias marcas no país e no mundo, têm sabores e tamanhos variados, tradicional ou zero açúcar, e são fáceis de serem encontradas em praticamente qualquer estabelecimento que venda alimentos no país.

Com base no estudo “Análise de Consumo Alimentar Pessoal no Brasil”, da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2011, os brasileiros consomem mais de 15 milhões de litros de refrigerante por dia. No mundo inteiro, por ano, são consumidos em média 89,8 litros de refrigerante por pessoa. Só nos Estados Unidos, são ingeridos aproximadamente 49,78 bilhões de litros por ano. No Brasil são 14,33 bilhões. Refrigerantes mundialmente famosos estampam em suas embalagens marcas memoráveis de tradição, sabor e refrescância.

O Sistema Coca-Cola Brasil é o maior produtor de bebidas não alcoólicas do país e atua em sete segmentos – água, café, chás, refrigerantes, néctares, sucos e bebidas esportivas – com uma linha de mais de 140 produtos, entre sabores regulares e versões zero ou de baixa caloria. Com informações da Assessoria de Imprensa da Coca-Cola Brasil, em 2017 serão investidos R$ 3,2 bilhões, 10% acima da média dos últimos cinco anos. De tantas bebidas feitas pela companhia, as marcas mais famosas de refrigerantes são: Coca-Cola (Coca-Cola, Coca-Cola zero açúcar, Coca-Cola com Stevia e 50% menos açúcar), Sprite (Sprite e Sprite zero), Fanta (Uva e Laranja, também nas versões zero), Kuat (Kuat e Kuat zero).

Cada refrigerante da marca possui um perfil de consumidor diferente. Fanta alcança o público mais teen, por exemplo, porém todos acima de 12 anos. Já está em vigor a nova estratégia mundial de marca única Coca-Cola, que começou com a unificação da publicidade de todas as versões de Coca-Cola e agora tem seu ápice com a mudança das embalagens.

Dentro da estratégia, está também o aumento da presença das opções Coca-Cola original, zero açúcar e com Stevia e 50% menos açúcares nos pontos de venda. A empresa anunciou um incremento de 50% na distribuição das três versões em todo o país. Já estão nos mercados de todo o Brasil essas três versões de Coca-Cola em embalagens redesenhadas. O disco vermelho está no centro da identidade visual acompanhado da cor de cada uma: original, toda vermelha; zero açúcar, com preto; e Stevia e 50% menos açúcares, com verde. Mas a novidade não está apenas na embalagem. A Coca-Cola Zero, já disponível em todo o país, está com novo sabor e passa a se chamar Coca-Cola zero açúcar. Sem adicionar ou alterar qualquer ingrediente, apenas com um novo equilíbrio de aromas, chegou-se a um sabor ainda mais atraente para as pessoas que desejam opções sem calorias.

E tem mais novidade: com toques cítricos que potencializam refrescância em épocas de altas temperaturas, Coca-Cola Laranja e Coca-Cola Limão Siciliano chegam para reforçar a plataforma premium da marca e já estão sendo distribuídas no Brasil, com exceção da região Norte, em edição limitada. Esses dois lançamentos foram comercializados em apenas dois países – Japão e Turquia – antes de desembarcarem no Brasil. Em formato sofisticado – latas sleek de 310 ml – a novidade por aqui é a redução de quase 30% de açúcar em relação à Coca-Cola original. A fórmula traz a mistura de açúcar e adoçantes. Outros lançamentos de sabores sazonais e novas embalagens estão previstos como parte da estratégia da companhia de ampliar o portfólio e oferecer mais opções aos consumidores.

Comercialização

A Ambev é uma empresa brasileira de bebidas com sede em São Paulo e presente em 18 países. Guiada pela inovação, a companhia busca sempre novos sabores e formas de surpreender seus consumidores. Além das cervejas, o portfólio conta ainda com refrigerantes, chás, isotônicos, energéticos e sucos. Quando o assunto é refrigerante, a Ambev possui 11 rótulos, com destaque para a família de Guaraná Antarctica, Sukita e a Linha Clássica, composta por Soda Antarctica, Citrus e Água Tônica.

A Assessoria de Imprensa da Ambev informa que o Guaraná Antarctica é uma bebida genuinamente brasileira, com origem amazônica, que conquistou o coração de brasileiros e estrangeiros com seu sabor único e autêntico. Os produtos da família Guaraná são distribuídos em mais de um milhão de pontos de venda de todo o Brasil e está presente nas casas dos brasileiros há mais de 95 anos. Atualmente disponível nas versões regular, Zero e Black, o produto é encontrado em diversos tamanhos, entre eles, latas de 269ml, 350ml, garrafas de vidro retornáveis de 290ml e 1l, e garrafas plásticas de 237ml, 600ml, 1,5l, 2l, 2,5l, 3,3l.

Os produtos da Linha Clássica, por sua vez, são sabores que construíram uma relação especial e duradoura com os brasileiros, o que é traduzido em suas embalagens que representam o resgate à história dessas marcas que se misturaram ao cotidiano dos consumidores do país por gerações. Assim, Soda Antarctica, Citrus e Água Tônica podem ser encontrados nas versões lata 350ml e pet de 1,5l e 2l. Já Sukita está presente no mercado nos sabores laranja e uva e disponível nos tamanhos lata 350ml e garrafa pet 2l.
A marca mantém a liderança isolada no segmento de guaranás e é líder absoluta da categoria no Brasil. O empresário que comercializa os refrigerantes da Ambev pode contar com a consultoria do time de vendas da companhia.

Grupo

A Brasil Kirin é uma das integrantes de um grupo global presente em mais de 15 países. As marcas são distribuídas para mais de 600 mil pontos de venda, de onde partem para milhões de lares em todo o país. A equipe da empresa é comprometida com a inovação e em levar produtos de alta qualidade aos seus consumidores. Entre as principais marcas estão cervejas como Schin e Devassa, refrigerantes Viva Schin e Itubaína, bebida mista Skinka, e energético K Energy Drink, além de carta de cervejas especiais, com Baden Baden, Eisenbahn, e Kirin Ichiban. “Viva Schin é uma das maiores marcas de refrigerante do Brasil, tendo importante participação de mercado em todo o país. Destaca-se ainda mais no norte e nordeste, chegando a ser a segunda maior marca em volume em alguns mercados, como a Bahia”, conta Lúcio Esteves Neto, gerente de Marketing de Marcas não alcoólicas da Brasil Kirin. São oito sabores no total (Guaraná, Cola, Laranja, Limão, Uva, Citrus, Guaraná Zero e Pop, esse último, um guaraná diferenciado, com outro apelo sensorial, disponível nos estados do Maranhão e Piauí), divididos em 4 opções de embalagens (Pet 2l, Pet 1l, Lata 350ml e Minipets), atendendo as mais variadas ocasiões de consumo do mercado.

Atualmente, a marca vem ampliando sua distribuição e disponibilizando mais sabores e embalagens para diferentes regiões, sempre em linha com as principais tendências do mercado e demandas do consumidor. “Oferecemos um produto de altíssima qualidade por um preço bastante racional, e essa excelente relação de custo-benefício é um dos principais pilares na proposta da marca. O consumidor pode escolher por uma marca consolidada, nacional, produzida por uma das maiores empresas de bebidas do país e pagar um preço justo por isso”.

Um dos projetos que reforçam a preocupação com a qualidade é o Programa Açúcar na Medida da companhia. Durante três anos, Viva Schin retirou 13 mil toneladas de açúcar das fórmulas dos seus produtos sem alterar o sabor. “Apenas uma empresa com domínio total do processo produtivo e compromisso com a qualidade pode realizar ações como essa”, reitera Criar Imagem para redes sociais para o Dia das Mães – 14 Maioi. Por ser uma marca que conta com diversos sabores e embalagens, suas vendas dividem-se de maneira muito parecida com o que se vê no mercado como um todo. O gerente diz que os sabores guaraná, cola e laranja são os campeões de venda para a Brasil Kirin e para o mercado, mas os demais sabores têm um papel importante de complementar o portfólio e oferecer opções ao público.

Bebida famosa do fabricante, a Itubaína – terceira maior marca do mercado paulistano – oferece sabor único. Popularmente conhecido por “tubaína”, o líquido consiste em uma base de guaraná com aroma de tutti-frutti. “Com Viva Schin, o varejista garante a oferta de um produto de excelente qualidade, de uma marca consolidada nacionalmente e com preço justo de compra e venda”, afirma Lúcio.

Disponibilidade

“A Agua da Serra tem o privilégio de trabalhar com produtos icônicos como a Laranjinha, Framboesa e Guaraná. São oito sabores que se diferenciam pelo aspecto da leveza”, diz Jamile Niehues, gerente de Marketing da marca. A Agua da Serra nasceu como uma empresa familiar há 73 anos. As bebidas estão disponíveis nos tamanhos 200ml em vidro retornável e não retornável, além de garrafas pet de 250ml, 600ml, 1l e 2l. A marca tem uma política de preços ligada à natureza do produto: é casual, leve, divertido e deve ser acessível. Jamile revela que a marca está passando por um extenso planejamento estratégico e de reposicionamento.

“Estamos redescobrindo nossa essência e iremos potencializá-la junto ao público”. Dos oito sabores, a Laranjinha conta com um fã-clube. “Ela faz parte da história de várias gerações e desfruta de um grau de afinidade raro, visto apenas em produtos cult ligados à moda. Ela tem uma combinação muito especial entre leveza, sabor e cor, o que torna a experiência de consumo marcante”, esclarece. Sobre a vantagem do empresariado revender os refrigerantes, Jamile garante: “ter Agua da Serra no ponto de venda é uma atitude de valorização do público. O empresário sinaliza que compreende seu cliente e valoriza o seu gosto. Nosso trabalho no B2B (transações comerciais entre empresas) é de parceria plena, sempre atuando para garantir a procura apaixonada pelo nosso produto”.

Informação

Igor Castro, diretor técnico da Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (Abir), informa que, atualmente, o setor de bebidas não alcoólicas gera 122 mil empregos diretos e 1,5 milhão de empregos indiretos no Brasil. Além disso, é responsável por mais de R$ 10 bilhões em recolhimento de impostos. “Nos últimos anos, o portfólio de bebidas sem álcool tem sido ampliado em grande escala, oferecendo aos consumidores diferentes alternativas. Hoje, podem ser encontrados produtos com diferentes sabores, ocasiões para consumo, ingredientes etc.”, completa.

Esse setor tem desenvolvido uma série de ações para incentivar o consumo consciente e hábitos saudáveis. Além de apoiar iniciativas de promoção de práticas como esportes, tem oferecido opções de formatos, ingredientes e redução de calorias para apoiar a tomada de decisão de acordo com o perfil de cada consumidor. A Abir busca garantir a prosperidade do segmento, assim como cooperar e participar como membro ativo de associações congêneres de setores econômicos correlacionados para produzir dados estatísticos, técnicos, econômicos, educacionais e quaisquer outros referentes à produção de bebidas não alcoólicas.

1 Comentário

  1. Eu acho que ultrapasso e muito essa meta de média 89,8 litros de refrigerante,
    ultimamente tenho reduzido e muito este volume, pois não acho mais o
    GUARAPAN na formula original, que seria o de saber de maçã.
    Percebo nas redes sociais assim como na Página oficial do GUARAPAN no Facebook,
    muitos fãs do GARAPAN assim como eu pedem o retorno do mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 + treze =