Um estouro!

0
Um estouro!

Pesquisa aponta que Brasil é o segundo país que mais consome pipoca em todo o mundo; versão gourmet é a moda da vez

Um estouro!
“O mercado absorveu muito bem nosso modelo de negócio”, afirma Elaine Silva, diretora de expansão da franquia PopCorn Gourmet

Uma pesquisa realizada pela empresa Maia Research Analysis, líder mundial em consultoria de mercado internacional, classifica o Brasil como o segundo país que mais consome pipoca em todo o mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. O levantamento, divulgado no ano passado pela Tia Pipoca Gourmet, primeira empresa de pipoca de calda quente do Brasil, diz que, só em 2018, os brasileiros consumiram aproximadamente cerca de 260 mil toneladas de pipoca, o que movimentou US$ 628 milhões de dólares. Além disso, o estudo traz a projeção de que, até 2024, o consumo nacional de pipoca irá chegar a 385 mil toneladas, o que equivale a cerca de US$ 850 milhões de dólares.
A mesma pesquisa revela ainda que a região Sudeste é a que mais consome pipoca, com 56%, seguida da região Sul, 16%, Nordeste, 13%, Centro-Oeste, 9%, e Norte, 5%. Sendo que, em 2018, a região Sudeste foi a responsável pela venda de 148 mil toneladas de pipoca e a região Sul por aproximadamente 44 mil toneladas. Já a região Nordeste comercializou 35 mil toneladas, Centro-Oeste 24 mil toneladas e a Norte uma média de 14 mil toneladas.
O perfil dos consumidores brasileiros de pipoca também foi avaliado pela Maia Research Analysis. O resultado apurado é que 63% dos consultados preferiram consumir pipoca pronta, ou seja, a industrializada que é vendida no pacote, durante o ano passado. Já os outros 37% dos consumidores escolheram a pipoca de micro-ondas. Com isso, o consumo da pipoca industrializada em 2018 foi de 169 mil toneladas e da pipoca de micro-ondas de 97 mil toneladas.
Diante desse expressivo potencial do mercado de pipoca no Brasil, o investimento no produto só vem aumentando ano a ano. Consequentemente, surgiram muitas marcas especializadas no ramo e variações de pipocwas em relação às tradicionais com sal e manteiga, com destaque para as chamadas pipocas gourmet, que são aquelas que têm sabores mais sofisticados e até doces.

PopCorn Gourmet

Um estouro!
De olho na expansão do mercado de pipocas no Brasil, as amigas e empreendedoras Kátia Gomes e Milena Pieroni criaram a marca Pic Poc em setembro de 2016 com a intenção de suprir a demanda de pipocas gourmet personalizadas

Elaine Silva é diretora de expansão da franquia PopCorn Gourmet. Chef de cozinha, ela também é a responsável pela criação e elaboração de receitas e conceito da marca.
A PopCorn Gourmet produz e vende pipoca gourmet há cerca de quatro anos. No entanto, em pouco tempo, cresceu consideravelmente, o que possibilitou a abertura de novas unidades e a ampliação do negócio como um todo. A marca comercializa vários sabores de pipoca, como chocolate branco com leite em pó, chocolate trufado, ovomaltine, coco, churros com doce de leite, cookie, capuccino, paçoca com especiarias, creme de avelã, caramelo com flor de sal, bacon e lemon pepper.
A criação da marca PopCorn Gourmet surgiu depois que Silva, que é neta de um cozinheiro com uma merendeira de escola pública, se formou em jornalismo e, na sequência, em gastronomia. Desde a sua segunda graduação, ela recebia seus clientes com compotas de doces de Goiás, mas sentiu a necessidade de criar um doce autoral para um buffet que tinha desde agosto de 2000. Assim, a chef, que já trabalhou no Palácio do Governador, onde comandou importantes missões do Governo e ampliou sua rede de relacionamentos, iniciou pesquisas incansáveis sobre pipoca. Seu foco era aprender como fabricar pipocas doces de maneira exclusiva para que elas fossem capazes de substituir seus doces de compota. “Eu queria criar um doce que fosse resultado das minhas vivências, viagens e experiências gastronômicas”, conta Silva.
Para a chef, o grande sucesso da PopCorn Gourmet está no preparo da pipoca gourmet que fabrica. “Elaboramos a técnica perfeita, em que conseguimos uma maior expansão do milho. Não temos resíduos de milhos que não estouram e as pipocas são cobertas com um mix de sabores muito interessante. São supercrocantes, bonitas e preparadas de maneira artesanal. Trabalhamos com milho americano e usamos chocolate em quase todas as nossas receitas”, ressalta.
A diretora de expansão também afirma que “o mercado absorveu muito bem nosso modelo de negócio. Temos operação em quase toda parte do Brasil. O produto é lucrativo e alinhando a técnica perfeita, marketing, planejamento estratégico e modelo de negócio bem elaborado. Abrimos nosso negócio no auge da crise, entre 2014 e 2015. Provavelmente, demoramos um pouco mais a expandir, o que consideramos positivo, pois fomos crescendo de maneira lenta e saudável”, avalia.
Silva enfatiza ainda que a popularidade da pipoca entre os brasileiros também vem ao encontro do mercado gourmet do produto. “Todo mundo gosta de pipoca. Atendemos desde crianças a idosos, mas nosso maior consumidor são mulheres, entre 20 e 40 anos, seguido dos jovens entre 13 e 19 anos”.

Pic Sweet Delícias Gourmet

Um estouro!De olho na expansão do mercado de pipocas no Brasil, as amigas e empreendedoras Kátia Gomes e Milena Pieroni criaram a marca Pic Poc em setembro de 2016 com a intenção de suprir a demanda de pipocas gourmet personalizadas, que ainda era pouco explorada.
“Por dois anos, reinventamos o mercado, trazendo sabores diferenciados e embalagens personalizadas para nossas pipocas, que são feitas artesanalmente, com milho especial e ingredientes selecionados. Atendendo a pedidos de nossos clientes e sentindo a necessidade do mercado de novas delícias, em 2018, nós ampliamos o nosso cardápio e, além de pipocas, passamos a produzir minissuspiros, deliciosos biscoitinhos e amendoim praliné também feitos de forma artesanal e com muito carinho! E a ótima aceitação dos nossos novos produtos personalizados nos fez perceber que precisávamos evoluir também o nosso conceito de mercado e, principalmente, o nosso nome. Por esse motivo, em 2019, a Pic Poc se transformou em Pic Sweet Delícias Gourmet”, diz Pieroni, que atua como sócia-proprietária da empresa.
Conforme Pieroni, ela e sua sócia trabalham, hoje, com “diversas opções de pipocas gourmet, todas doces. Temos os sabores tradicionais, como chocolate branco com leite ninho, caramelo com flor de sal, nutella, churros, limão siciliano, frutas vermelhas, e a pipoca trufada, que é caramelizada e, depois, banhada uma a uma no chocolate”, diz. “Em datas especiais, como a Páscoa, temos ainda bombom de pipoca e ovo de páscoa de pipoca. Buscamos inovar a cada dia, trazendo sempre novas delícias para os nossos clientes! Por isso, utilizamos milho especial na fabricação das pipocas e todas elas são feitas artesanalmente, sem o uso de conservantes, tornando-as ainda mais saborosas e especiais. O nosso foco é a pipoca gourmet personalizada. Temos diversas opções de embalagens e as entregamos personalizadas no tema do evento, seja ele particular, seja ele corporativo. Temos também uma charmosa food bike que alugamos para os eventos”, destaca.
A sócia-proprietária partilha ainda que a venda mensal da Pic Sweet Delícias Gourmet gira “em torno de R$ 8 mil/mês. Média de lucro anual de R$ 80 mil. Nosso público são grandes empresas que buscam brindes corporativos personalizados para ações promocionais, clientes, parceiros, colaboradores, fornecedores e também eventos particulares, como festas infantis, 15 anos, casamentos, batizados, nascimentos, lembrancinhas de maternidade, entre outros. A Pic Sweet atua somente no ramo de eventos. Não trabalhamos com a venda em estabelecimentos. O nosso foco é realmente o produto personalizado para o cliente”, ressalta.
Por fim, Pieroni reforça que “pipoca é um alimento que nunca sai de moda. Há quantos anos está no mercado? Desde os primórdios se come pipoca. Pipoca sempre foi e sempre será gostosa! Sempre foi e sempre estará em alta! Não acredito que cairá em desuso, que seja ‘modinha’ como alguns alimentos gourmets que começaram em alta e estão caindo no esquecimento. Mas, claro, temos que sempre inovar para não deixá-la perder espaço para outras delícias que sempre surgem por aí”, alerta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × cinco =