Todo o potencial gastronômico de Quito

0

“Os sabores de Quito são uma experiência indescritível que seduz os paladares mais exigentes. A gastronomia quitenha conta com uma proposta variada, que compila os produtos tradicionais de nossos antepassados, obtendo, assim, pratos únicos e diferentes em cada mesa. É uma mescla de sabores, cores e texturas que seduz os visitantes. Sorvetes de ‘paila’ (feitos em um recipiente de bronze típico da região), figos com queijo, ‘locro’ (sopa de carne com vegetais) e outras sopas são algumas das montagens proporcionadas por Quito”. Lendo a descrição de Veronica Sevilla, gerente geral da Quito Turismo, a respeito das comidas do local, fica mais fácil entender o porquê de elas serem um destaque e de contribuírem para intensificar o turismo na região.

Localizado no Equador, o lugar tem atraído diversos olhares internacionais. A sua proposta gourmet é capaz de reunir várias características especiais, incluindo as receitas já bem aceitas há anos, mas sem se desprender das técnicas que se fazem presentes na cozinha de hoje. Como resultado, são originados pratos que, além de atraírem pelo paladar, encantam por suas muitas cores e pela sua sofisticação.

“Desde a mais casual a mais elegante e exclusiva, a oferta culinária de Quito se destaca pela versatilidade. Há inúmeros restaurantes na cidade que modificam as receitas tradicionais equatorianas e as fundem com novas técnicas para criar pratos novos. Quito também tem um dos melhores lugares para degustar o melhor chocolate do mundo. Os visitantes podem desfrutar do chocolate Pacari ou Republica del Cacao, cujos sabores se misturam para gerar experiências: picante, ácido e salgado”, ressalta Veronica.

Essa inspiração atual acontece por causa de uma nova perspectiva para a história e para a tradição da gastronomia típica do Equador. Por meio dela, não são somente resgatados, mas também reinterpretados, os saberes dos indígenas, dos pescadores e dos agricultores. A estrutura dos sabores históricos é mantida e há, ainda, o respeito à biodiversidade.
“A cozinha de Quito é uma combinação de sabores e aromas requintados que se originou nos tempos pré-hispânicos, se agregou no período colonial, maturou-se na fase republicana e agora incorpora técnicas culinárias contemporâneas. Os sabores de Quito vivem uma nova era em que chefs, cozinheiros, pesquisadores, empresas privadas e instituições públicas têm definido esforços em resgatar a história e autenticidade para propor uma nova oferta turística que deslumbra o mundo”, diz Veronica.

Turismo

Como o setor gastronômico de Quito é capaz de impactar bastante o turismo, Veronica explica que, por isso, a cidade dá muita importância à qualidade dos estabelecimentos. Dessa forma, visa proporcionar aos visitantes experiências que sejam novas e saborosas.
“Quito promove sabores únicos para o mundo, fazendo com que turistas enxerguem a gastronomia como um ponto importante no desenvolvimento da cidade”, salienta a profissional.

E um dos estabelecimentos de destaque é o Quitu (cujo significado é “centro do mundo”), que fica localizado na zona de Las Casas e está inserido em um ambiente que é simples e também acolhedor. O local foi inaugurado no ano de 2016 e tem como chef-fundador Juan Sebastián Pérez.

Para criar o menu de degustação do local, que tem a capacidade de remeter a uma viagem gastronômica pelo Equador, o profissional viajou cinco vezes pelo país. Com isso, ele conseguiu unir os sabores da amazônia, das comunidades agrícolas costeiras e, ainda, da serra.

Uma das características que faz com que seja possível a inovação no estabelecimento é, de acordo com o chef-fundador, o uso de técnicas de cozimento novas em cada ingrediente.
Outro lugar de destaque em Quito é o Urko (a palavra significa montanha), que trabalha com ingredientes nativos, orgânicos e sazonais e fica localizado na rua Isabel la Católica, no bairro La Floresta. Uma das características dos pratos feitos pelo chef Daniel Maldonado é a criatividade. Ele se inspira nas lembranças, em perfumes e em diversos locais para compor as suas receitas, mas, principalmente, na grande quantidade de produtos alimentícios fornecidos pela terra.

Já o restaurante Zazú, liderado pelo chef David Picco, foi eleito pelo Lonely Planet como “o ápice da cozinha equatoriana moderna” e conquistou o título “Cinco Diamantes” pela Academia Culinária da América. Uma das características do lugar é a variedade de ceviche oferecida.

São dois menus para degustação: um deles conta com 5 pratos e o outro com 7. Eles estão em constante renovação, conforme a disponibilidade de ingredientes, uma vez que o lugar trabalha com itens frescos da estação. Entre as opções estão mariscos, pescados, cogumelos, porco, risoto, cordeiro, entre outros.

“Quito é um destino único para experimentações, desde sentir o doce aroma de uma deliciosa ‘canelazo’ (bebida alcoólica quente) até a ‘fanesca’ (guisado de feijão e peixes secos), prato tradicional das festividades da Páscoa. O turismo gastronômico é um ponto importante para se experimentar na capital do Meio do Mundo. Os produtos frescos e originais fazem com que Quito faça a diferença no território. A cultura gastronômica marca as experiências de uma cidade antiga e moderna que seduz com milhares de novos sabores. Existem novas propostas para a culinária em diferentes bairros da cidade, que convidam a saborear pratos semelhantes, mas com um toque autêntico”, diz Veronica.

Aliás, autenticidade é o que não falta ao bar e restaurante Theatrum Quito, que fica localizado no segundo andar do Teatro Nacional Sucre e que também foi qualificado com “Cinco Diamantes” pela Academia Culinária da América. Esse teatro é um dos mais antigos de ópera na América do Sul e conta com uma vista para o Centro Histórico do município.
A decoração é um dos atrativos do Theatrum Quito. Pelo estabelecimento, são encontradas cortinas da cor vermelha e candelabros. A especialidade do restaurante é o polvo que é grelhado com vegetais, folhas verdes e tomate-cereja com molho pesto.

Atuação

Tendo todas essas questões em vista, a Empresa Pública Metropolitana de Gestão de Destino Turístico, Quito Turismo, “tem o compromisso de desenvolver e promover turisticamente o Distrito Metropolitano de Quito para o benefício do visitante local, nacional e estrangeiro, lembrando também das práticas de qualidade, sustentabilidade e inovação na comunidade e cidade. Nossa missão é facilitar e gerar o desenvolvimento e promoção do turismo e indústria de reuniões corporativas do Distrito Metropolitano de Quito, em aliança com empresas públicas e privadas em benefício da cidade”, diz Veronica. “Quito tem vários desafios e objetivos, entre os quais se baseia a consolidação de um dos principais destinos de turismo de negócios, tornando-se um destino para se experimentar, para ser descoberto pelo mundo. O principal desafio é ser vista aos olhos do mundo pelas belezas naturais, históricas, culturais e gastronômicas e, no momento, estamos trabalhando em várias ações que farão isso acontecer”, ressalta a profissional.

Conquistas

E várias dessas características de Quito são reconhecidas mundo afora inclusive por órgãos e títulos importantes, o que torna o lugar cada vez mais atrativo. “Quito é uma cidade que já consolidou várias conquistas e prêmios ao longo da história pelas belezas naturais e patrimônio cultural. Foi eleita como Primeiro Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) em 1978. Além disso, já conquistou várias menções em revistas de prestígio como o Lonely Planet, NatGeo Traveler, CondeNast e, em 2016, recebeu, pelo quarto ano consecutivo, o prêmio de Destino Líder da América do Sul pelo World Travel Awards. Quito desponta como um destino de excelência e que brilhará aos olhos do mundo. Quito é uma cidade mágica para se descobrir e experimentar pelos sabores, cores, texturas que a tornam única. Quito está de portas abertas para novas experiências para o mundo. Uma cidade que dorme entre montanhas e que com sorrisos e canções se eleva até tocar o céu”, finaliza Veronica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

12 − 8 =