Tendência: O sabor do poder

0

Ouro em produtos alimentícios leva às mesas atratividade e sofisticação

Entre as infinidades de comidas exóticas espalhadas pelo mundo gastronômico, o ouro também faz parte da culinária e harmoniza com alguns produtos, deixando-os mais atraentes e “poderosos”. O elemento químico passa por um processo de higienização para deixá-lo comestível. Ele é encontrado em doces, sobremesas e até em bebidas alcoólicas.

Doces
A Brigadeiros by Cousin’s tem, nas prateleiras da sua cozinha envidraçada, ingredientes nobres como o ouro, fleur de sel, herbes de Provence e rosas cristalizadas comestíveis. Instalada em Perdizes, bairro da capital paulista, sua charmosa loja oferece mais de 60 sabores de brigadeiros elaborados com chocolates suíço, belga e francês.
“Utilizamos ouro comestível no acabamento de nossos doces da confeitaria clássica francesa”, diz a chef e proprietária Giulianna Loduca Scalamandré. O menu é criado pela profissional semanalmente. Ela é formada em Pâtisserie (espécie de padaria francesa especializada em bolos e doces) pela École Lenôtre, primeira escola de gastronomia da França.
O ouro comestível na Brigadeiros by Cousin’s vem em flocos, pétalas ou folhas. “Temos também o pó dourado (que não é ouro), que dá um efeito bem bacana nas finalizações dos doces”. Giulianna garante que todos os clientes se encantam com os doces decorados com o metal. “É um atrativo para os clientes saberem que no doce tem ouro”.

Sophia, doce criado pela chef Giulianna Loduca Scalamandré. Macaron com creme de pistache e framboesa decorado com pétala e ouro comestível


Produto

Existe até cachaça com ouro, bebida genuinamente brasileira. A ideia da cachaça Middas nasceu quando o empreendedor Leandro Dias morava na cidade de Toronto, no Canadá. Lá, depois de um curso de negócios, o jovem começou a estudar a possibilidade de criar uma cachaça inovadora, capaz de atender e suprir os desejos de consumidores exigentes.
A garrafa da Middas é importada da indústria francesa Saverglass, famosa por fornecer frascos com design inovador para o mercado mundial de bebidas alcoólicas. É fornecido com a garrafa um frasco com flocos de ouro comestível de 23 quilates, importado da Alemanha. O ouro deve ser misturado ao produto, transformando-o não só visualmente, mas trazendo ao seu paladar a mais pura sensação de prazer e luxo. O nome da cachaça é inspirado no Rei Midas, detentor do poder de transformar tudo o que tocava em ouro.
“A partir desse conceito, elaboramos um produto interativo, onde o próprio consumidor pode dar seu toque, adicionando o ouro à cachaça. Esse é o grande diferencial dessa cachaça, produzida para os mais exigentes consumidores”, conta Leandro Dias, CEO e fundador da Middas Cachaça.
A marca com flocos de ouro chegou ao mercado com o propósito de chamar a atenção dos brasileiros para a qualidade do item. Adicionar ouro passa a mensagem ao consumidor final de que ela é tão boa que até merece ser apreciada com ouro.
“O nosso principal público-alvo é aquele que quer presentear alguma pessoa especial, com um produto único, mas também pode ser usada em comemorações como festas de aniversário casamentos etc.”, complementa o CEO.
Existem duas versões: uma delas é a Middas Cachaça, que é armazenada por dois anos em dornas de amendoim do campo, uma madeira rara, considerada a rainha das madeiras para envelhecimento de cachaça. A outra é a Middas Reserva do Proprietário, um blend exclusivo de cachaças envelhecidas por no mínimo três anos em barris de carvalho francês, carvalho americano, amburana e jequitibá rosa. Essa é uma edição limitada a mil garrafas por ano e que só utiliza barris de primeiro uso, ou seja, o perfil sensorial de aromas e sabores é extremamente complexo.
As duas versões possuem premiações em Miami, Nova York, Los Angeles Bruxelas, China e Brasil. Os flocos de ouro são importados e passam por um tratamento laboratorial para retirar todas as impurezas. “Nós temos certificado da União Européia de que o ouro sofreu análise em laboratório”.

A garrafa da Middas é importada da indústria francesa Saverglass, famosa por fornecer frascos com design inovador para o mercado mundial de bebidas alcoólicas. É fornecido com a garrafa um frasco com flocos de ouro comestível de 23 quilates, importado da Alemanha


Itens

E tem também mais chocolate com ouro. “Utilizamos embalagem transparente onde o design e o brilho do chocolate e do ouro ficam visíveis e em destaque. A apresentação de nossos produtos é fundamental. Realçar os detalhes enaltecendo os ingredientes é uma das expertises da marca”, apresenta Renata Arassiro, chef e proprietária da loja que leva seu nome situada no bairro Campo Belo, São Paulo (SP).
Por que utilizar ouro? Para Renata, o ouro é um produto nobre que exerce fascínio por seu brilho, beleza e valor. A ideia de usar ouro é porque o metal, por si só, é um diferencial. “Um produto com ouro é um produto nobre, o mais ‘top’ de um cardápio. Uma peça com matéria-prima, design e elementos de maior valor é um destaque dentro de um leque de outros produtos”.
Com dez anos no mercado, a marca registrada da loja é o uso que faz de ingredientes típicos brasileiros desenvolvendo sabores complexos e exclusivos. A Renaya Arassiro desenvolve diversos produtos com chocolate – desde trufas a esculturas de grande porte. Personalização de itens para eventos com uso de matéria-prima belga é mais uma especialidade.

Propriedades
Maria Cristina Gomes Trovó, nutricionista funcional, esclarece que, por se tratar de um metal, não é propriamente metabolizado pelo organismo e tampouco possui características nutricionais propriamente ditas. “Os benefícios da ingestão do ouro ainda não foram explorados pela ciência. Alguns estudos vêm explorando a administração do ouro em nanopartículas via endovenosa visando o combate de alguns tumores, porém a eficácia pela via oral não foi mensurada”.

Segundo um estudo realizado na Índia, não foi encontrado danos ao fígado, também seu consumo não resultou alterações em relação à ureia, creatinina e ácido úrico. No entanto, faltam estudos tanto para verificar os benefícios de sua ingestão quanto os possíveis malefícios. A nutricionista conta que qualquer pessoa pode consumir o ouro, porém deve-se ficar atento às quantidades. “O importante é não abusar”.
Seu consumo deve ficar abaixo de 0,1mg para adultos, com peso médio de 75kg, para evitar intoxicação, o chamado aurismo, que pode ser associado a lesões cutâneas e disfunção dos rins. “Por ser um metal ainda pouco estudado, aconselho evitar seu consumo por gestantes, nutrizes (amamentadoras), crianças e idosos”. O ouro não altera o paladar do prato, nem seu valor nutricional, somente enriquece a decoração.

Mix

A Casa Santa Luzia é um empório que conta hoje com cerca de 30 mil itens na loja. O mix de produtos inclui um expressivo número de produtos importados, em grande parte trazidos pela própria empresa. De forma geral, as bebidas e alimentos vêm de fornecedores da Europa, Estados Unidos e América do Sul. Localizada no bairro Jardim Paulista, em São Paulo (SP), a Casa reafirma a cada dia sua tradição em excelência em atendimento e qualidade. Simone Monteiro, coordenadora de marketing da Casa Santa Luzia, conta que lá são vendidos três produtos com ouro: Cachaça Middas; Cerveja Golden Queen Bee 750ml (com ouro 24 quilates) e Saquê Cho – Tokusen Kuromatsu Yamadanishiki Gold com flocos de ouro (720ml).

Matéria-prima

Para quem precisa da matéria-prima, a empresa Folha de Ouro pode ser uma boa opção. Situada em São Paulo, mas com loja online funcionando em site próprio, a Folha de Ouro importa os produtos de uma empresa que os fornece com o certificado FDA, que é um órgão do governo dos Estados Unidos com a função de controlar os alimentos e medicamentos, através de diversos testes e pesquisas.
“À pronta-entrega oferecemos o produto em formato de folhas na medida de 8x8cm que, por conta de sua delicadeza, estão separadas uma a uma. O formato pode ser modelado conforme a habilidade do confeiteiro ou chef. Vendemos cada caderno com cinco folhas por R$ 100,00. Um valor pequeno em relação ao quanto esse produto valoriza um prato, bebidas, geleias, azeites e doces finos para festas de bodas, casamentos, aniversários etc. Esporadicamente, temos também o ouro em flocos à disposição. Também é possível importar o ouro gourmet em diversos formatos, como em pó, pétalas ou flocos”, conta Karen Janosek Salgado da Cunha, responsável pela empresa.
A Folha de Ouro é procurada por uma variedade de profissionais, sendo eles chefs renomados, fabricantes de bebidas finas, spas, fabricantes de chocolates finos e confeiteiros.

BRIGADEIROS BY COUSIN´S
www.brigadeirosbycousins.com.br
CACHAÇA MIDDAS
www.middascachaca.com.br
CHOCOLATIER RENATA ARASSIRO
www.renataarassiro.com.br
EMPÓRIO CASA SANTA LUZIA
www.santaluzia.com.br
FOLHA DE OURO
www.folhadeouro.com
NUTRICIONISTA CRISTINA TROVÓ
www.cristinatrovo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

12 + dezoito =