Talento e Foco

Natália Camacho, da Leão Alimentos e Bebidas, mostra como o talento alinhado ao foco pode resultar em uma carreira de sucesso

0

Combinando uma boa dose de talento na profissão com persistência e comprometimento, Natália Montanini Camacho conseguiu alavancar sua carreira. Atualmente, a profissional trabalha na indústria alimentícia, como Gerente de Trade Marketing e Merchandising da Leão Alimentos e Bebidas.
Para chegar onde chegou, a profissional contou a Food Service News os maiores desafios vividos ao longo do tempo e como ela conseguiu superá-los. Foi um longo caminho trilhado por Natália, passando por grandes empresas do mercado nacional e internacional.
Apaixonada pelo o que faz, a administradora usa seu amor pela profissão no dia a dia na empresa, que tem como objetivo levar os melhores produtos para os clientes. Para Natália, os profissionais precisam ter uma
FS MULHER | por Redaçãosérie de qualidades para trabalhar na área de trade marketing, como pró-atividade e comprometimento com o trabalho. Além disso, ter foco na carreira pode ajudar a alavancar melhores resultados como profissional.
Atualmente, Natália carrega em seu currículo uma das marcas mais importantes de alimentação no Brasil e no mundo, a Coca-Cola, dona da Leão. Além disso, a profissional é exemplo de como ter planejamento e persistência pode fazer a diferença no mercado de trabalho.

Food Service News: Como você começou sua carreira?
Natália Montanini Camacho: Na verdade, comecei trabalhando aos 17 anos como professora de inglês, assim que entrei na faculdade. Tinha feito oito anos de escola e depoismorei fora, então aproveitei para ganhar um dinheirinho e continuar praticando. Trabalhei com isso por mais de dois anos, mas, como estava estudando administração, precisava entrar no ramo. Foi então que, aos 20 anos, comecei meu primeiro estágio na empresa Ford, na área de estratégia de produto. É um mercado bastante interessante e sempre há novos modelos. Um ano depois, surgiu outra oportunidade de estágio, agora na GE, mais precisamente na área de Healthcare, em um mercado e escopo de função completamente diferentes, como trabalhar em eventos médicos. Como me formei, meu contrato de estágio se encerrou, e começou a procura pelo primeiro emprego. Foi quando ingressei no ramo de alimentos e nunca mais saí. Atuei com marketing de produtos na Parmalat, com marketing na Café Iguaçu e com trade marketing na Ajinomoto. Apaixonei-me por esse ramo! Da Ajinomoto, fui para a General Mills e, então, vim para a Leão Alimentos e Bebidas.

FSN: Quais os maiores desafios na sua carreira?
NMC: Acredito que o maior desafio em qualquer carreira é manter o foco para conseguir o que quer. Há situações que vão ser mais difíceis e é nesse momento que temos que juntar toda força que temos para continuar seguindo até onde queremos chegar, sempre com motivação e vontade. Hoje, tenho alguns desafios mais direcionados. Por exemplo, como gerente, meu maior desafio é conseguir ajudar as pessoas que trabalham comigo diretamente a se desenvolverem tanto profissional como pessoalmente. Procuro constantemente aprender com cada pessoa que trabalha comigo, pois sempre alguém tem algo a acrescentar, e tentar influenciá-las para que no futuro todos possam subir posições. Como profissional de trade marketing, meu objetivo é conseguir ajudar a empresa a crescer, trazendo novas ideias e desenvolvendo ações que nos ajudem a nos diferenciarmos no PDV [ponto de venda], que cada vez exibe mais produtos, embora as pessoas passem cada vez menos tempo.

FSN: Quais as maiores vantagens e aprendizados no seu trabalho?
NMC: Eu amo o que faço! O dia a dia do trade marketing é bastante agitado e temos desafios e oportunidades todos os dias. Por ser uma área bem próxima a de vendas, temos um trabalho bastante dinâmico e eu adoro isso. Temos sempre que nos superar, estar antenados e atentos às oportunidades que passam voando por nós. Acho que essa é a maior vantagem do trade marketing. É claro que temos uma programação, calendário e fluxo de trabalho, mas também lidamos com situações diferentes dia após dia. Então, é um aprendizado constante.

FSN: Atuar na área de alimentação requer muitas diferenças em relação às outras áreas?
NMC: Em minha opinião, a indústria alimentícia tem um papel muito importante, pois estamos falando de algo que está na mesa dos brasileiros todos os dias e, muitas vezes, por serem produtos de consumo diário, temos uma grande responsabilidade em buscar atender às expectativas de nossos consumidores todos os dias, levando inovação, praticidade e tudo mais que eles esperam dos nossos produtos, indo muito além dos altos padrões de qualidade que já entregamos, mantendo nossos preços justos e acessíveis a todos. É um dos mercados mais importantes para a geração de empre20
newsgos e que vem se mantendo firme mesmo durante este cenário de restrição econômica que estamos vivenciando. Olhando desta forma, é muito gratificante ver como posso me realizar profissionalmente em uma indústria que tem um papel relevante na economia e na vida das pessoas.

FSN: Qual conselho você daria para quem quer seguir uma carreira na sua área e está começando agora?
NMC: Meu conselho é estudar bastante, conhecer todas as opções de indústrias e carreiras que existem atualmente e imaginar aonde você quer chegar, sempre com foco em seu objetivo final. Além disso, buscar pessoas que possam te ajudar, prestar atenção nos exemplos (tanto ruins quanto bons) dos colegas, escutar os conselhos que serão dados durante o percurso, feedbacks, broncas e elogios, pois no fim tudo vai fazer parte do seu desenvolvimento profissional. Além disso, trabalhar sempre com muita integridade, honestidade e, principalmente, empatia. Acho que, durante todo esse percurso, é muito importante manter e respeitar nossos valores acima de tudo. E, é claro, tentar se divertir, afinal passamos muitas horas do nosso dia em nosso trabalho. Por isso, é importante buscar fazer aquilo que te faz bem.

FSN: Quais qualidades você julga essenciais para trabalhar nessa área?
NMC: Pró-atividade, comprometimento e empatia. É um dia a dia bastante intenso e precisamos realmente estar focados no resultado na empresa como um todo. O trade marketing é responsável por boa parte das ferramentas que a área de vendas usa nas negociações com clientes. E cada dia é um cliente novo e uma ideia nova. Então, precisamos realmente estar bem comprometidos com a empresa.

FSN: Quais são seus planos para a carreira?
NMC: Na minha visão, o trade marketing ainda é uma área que tem bastante oportunidade de desenvolvimento no Brasil e meu maior objetivo é fazer parte desse desenvolvimento. Como? Desenvolvendo-me, aprendendo cada vez mais e transmitindo isso de alguma forma, seja por meio de inovações no ponto de venda, seja influenciando internamente as pessoas que trabalham direta ou indiretamente comigo, ou ainda externamente, através de uma entrevista em que podemos mostrar um pouco da área. E, quem sabe, um dia me tornar referência no assunto.

FSN: Como é trabalhar, atualmente, na Leão Alimentos e Bebidas?
NMC: Estou gostando muito! Além de ser uma empresa centenária, com líderes realmente inspiradores e produtos de altíssima qualidade, é uma empresa com bastante foco em resultado e em que todos trabalham por um único objetivo. Isso ajuda muito no dia a dia. O espírito colaborativo que permeia todas as áreas e cargos é fundamental para o sucesso do negócio. Além de tudo isso, também temos a força da marca Coca-Cola por trás, que é uma das marcas que qualquer profissional de marketing e trade marketing admira e deseja ter no currículo.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezessete − um =