Sucesso no delivery

0
Sucesso no delivery

Pandemia da Covid-19 gerou mudanças significativas no mercado de sorvetes no País

A necessidade de adotar o distanciamento social, causada pela pandemia da Covid-19, mudou drasticamente o dia a dia da população mundial, refletindo assim em novos hábitos gerais, como alterações nas formas de se relacionar e consumir.

Entre as principais alterações, se viu o boom dos serviços de delivery, tanto no setor de alimentação quanto em outros. Produtos já frequentemente oferecidos pelas empresas tiveram uma intensificação na demanda e outros, não tão comuns, passaram a aparecer nas opções de entrega em casa.

Esse foi o caso do sorvete, uma das guloseimas preferidas do brasileiro, que chega a consumir de seis a oito litros do produto por ano, segundo a Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (Abis).

Essa paixão nacional pelo produto resultou numa adesão das empresas e consumidores ao delivery do alimento, mantendo assim o mercado em funcionamento.

Chegou para ficar

Thiago Cebollini, sócio-proprietário e diretor de marketing do Let’s Poke, conta que a empresa começou a trabalhar com sorvetes já no início da pandemia da Covid-19 e que os clientes logo aderiram à sobremesa.

Sucesso no delivery
“Já investíamos discretamente antes da pandemia em delivery, mas agora, com aumento das vendas, acreditamos que é um caminho a não mais parar e investir com promoções, divulgações do delivery com linhas especiais”, destacam Suelen Ferrari e Débora Tesoto, fundadoras da Davvero Gelato

“Lançamos nossos sorvetes logo no início da pandemia, entre março e abril de 2020. O Let’s Poke já possuía o delivery como um canal de vendas desenvolvido com bons volumes de vendas, mas faltava em nosso cardápio uma sobremesa autoral e muito gostosa. Quando abrimos as vendas nos apps de entrega, imediatamente nossos clientes passaram a incluir o sorvete como opção de sobremesa para os pokes. Tivemos uma resposta imediata e hoje 90% das vendas dos sorvetes estão concentradas no delivery”, destaca ele.
Thiago Cebollini afirma que a parceria com um chef renomado para a criação dos sorvetes Let’s Poke traz aos clientes um produto de primeira linha, além de uma opção de sobremesa que antes da pandemia da Covid-19 não existia no cardápio.

“Nossos sorvetes foram desenvolvidos em uma parceria exclusiva com o Chef Francisco Sant’Ana, referência mundial na elaboração e produção de sorvetes especiais. São produtos de altíssima qualidade, supercremosos e saborosos. Do ponto de vista do consumidor, o lançamento ofereceu aos nossos clientes uma ótima opção de sobremesa para os pokes que servimos. Para o Let’s Poke, agregou valor ao cardápio da rede com sabores exclusivos, como o sorvete vegano de manga e o sorvete de cheesecake com calda de maracujá e castanha de caju caramelizada com gergelim (a castanha é um ingrediente exclusivo do nosso cardápio, adorado por nossos clientes, que incorporamos para a receita deste sorvete)”, ressalta.

O empresário afirma que mesmo em um período pós-pandemia, o investimento em sorvetes delivery seguirá em alta e que continuarão nos cardápios do Let’s Poke, inclusive com o lançamento de novos sabores.

“Os sorvetes vieram para ficar, com certeza. Além de muito bons, eles possuem um ótimo desempenho de vendas e preencheram uma lacuna importante que tínhamos em nosso cardápio: uma sobremesa autoral e muito gostosa que casa perfeitamente com o poke. Hoje possuímos três sabores (vegano de manga, cheesecake com calda de maracujá e castanha de caju caramelizada com gergelim e o gianduia com crocante de avelãs) e pretendemos lançar mais opções ao longo dos próximos meses”, relata ele.

Experiência gastronômica

Amanda Freires, da Petit Potê, conta que com a pandemia da Covid-19, os pedidos de sorvete por delivery aumentaram.

“A entrega via delivery aumentou sim”, destaca ela. “Para a empresa, além de poder continuar a oferecer os nossos produtos aos nossos clientes, podemos continuar trabalhando, ajudando os nossos colaboradores e movimentando a economia. A Petit iniciou em São Paulo com as encomendas via retirada e delivery, e assim pretendemos seguir, inclusive com a grande novidade: o nosso próprio delivery”, salienta.

Investimento certeiro

Suelen Ferrari e Débora Tesoto, fundadoras da Davvero Gelato, contam que também observaram um aumento dos pedidos de sorvete via delivery durante o período pandêmico, dando assim comodidade aos clientes e rendendo novos caminhos para a sorveteria dentro do mercado. “Sim, aumentaram bastante, foi mais um braço que se ampliou em nosso setor”, afirmam.

As fundadoras da Davvero Gelato ressaltam ainda que seguirão investindo no delivery no período pós-pandemia, oferecendo novos serviços relacionados às entregas em domicílio.
“Com certeza! Já investíamos discretamente antes da pandemia em delivery, mas agora, com aumento das vendas, acreditamos que é um caminho a não mais parar e investir com promoções, divulgações do delivery com linhas especiais”, destacam.

Davvero Gelato
www.davvero.com.br
Petit Potê
www.petitpote.com.br
Let’s Poke
www.letspoke.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × quatro =