Sorveteria aposta em formatos diferentes de franquia

0

A sorveteria Courdicrema foi lançada em 2012 e agora chegou ao formato de franquias. A rede oferece cinco opções diferentes de negócio e, segundo a empresa, possui um sorvete que é produzido de acordo com uma técnica desenvolvida na Itália, há décadas atrás.

A marca foi criada pelo italiano Fábio Lampugnami e pela nutricionista brasileira Renata Florim. Os dois se conheceram nos Estados Unidos, quando Lampugnami atuava em uma rede de cafeterias no Oriente Médio. A ideia inicial era abrir um negócio na América do Norte, porém o conceito que o Brasil era um bom país para empreender chamou atenção dos empresários e resolveram montar a sorveteria em dezembro de 2012.

Segundo Lampugnami, a ideia inicial era montar uma rede de franquias, porém montaram seis unidades próprias antes de começar a franquear. Nas opções existem cinco modelos diferentes de negócio. Dentre as operações fixas, estão disponíveis versões em lojas de rua, shoppings e quiosques. Já dentre as opções móveis, estão as unidades em kombis e carrinhos.

O italiano afirma que os sorvetes produzidos pela Courdicrema não levam leite e emulsionantes em sua composição, o que deixa o produto sem gorduras. Além disso, os sorvetes são feitos com frutas que possuem maior grau de maturação, o que propicia a extração de maior quantidade de frutose e diminui a quantidade de açúcar a ser adicionado.

O preço do sorvete varia entre R$11 para as unidades com duas bolas e R$15 para as uma quantidade extra de sorvete, com chocolate belga quente.

A unidade de negócio mais em conta é a opção em carrinhos, que custam R$170 mil. Já os modelos em lojas de rua possuem o preço mais elevado, com valor de R$ 610 mil.

Fonte: Revista PEGN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × 1 =