Setor de sorvete cresce em faturamento

0

O setor de sorvetes deve encerrar o ano com o faturamento de R$ 25,7 bilhões, com crescimento de 11,7% em relação a 2014, é o que afirma uma pesquisa feita pela consultoria Canadean, a pedido da Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (Abis).

Embora tenha apresentado crescimento no faturamento, o setor de sorvetes devem manter a produção e consumo praticamente estáveis. No primeiro semestre do ano, o faturamento avançou 2,6%, devido ao período de altas temperaturas. A partir de agosto, a aceleração começou a ser sentida de forma mais intensa e o poder aquisitivo para a compra da sobremesa diminuiu.

“No início do ano estávamos bastante otimistas. Fechar perto da estabilidade é negativo porque interrompe uma subida rápida desde 2003”, conta Eduardo Weisberg, presidente da Abis. Nos dez anos até 2013, o consumo de sorvetes subiu 80% na mesa dos brasileiros, chegando a 1,24 bilhão de litros.

Apesar de sexto país no ranking de consumo, o Brasil representa apenas 3,1% do consumo. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos são consumidos 22 litros de sorvete por ano, enquanto no Brasil são 6,43 litros.

De acordo com o presidente da Abis, a dificuldade ainda está em convencer o brasileiro a consumir sorvete fora do verão. “Os lançamentos e as campanhas sobre a qualidade e o valor nutritivo ajudaram muito, mas restam tabus, como a ideia de que aumenta a chance de resfriados”, relata.

A Abis projeta que em 2016 a produção de sorvetes seja de aproximadamente 1,3 bilhão de litros. “Nesta época, era para estar faltando produto em estoque, mas a demanda está menor. Eu espero estar enganado, mas 2016 será mais um ano difícil”, diz Weisberg.

Fonte: Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezesseis + vinte =