Sempre mais

0
Sempre mais

Mesmo em meio à crise, vendas de chocolates aumentaram. Afinal, o que explica tanto sucesso do produto?

De acordo com uma pesquisa da agência Kantar, quase 83% dos lares brasileiros compraram chocolate no ano passado. O número representa um aumento de 1,5% em relação a 2019. O item continua um sucesso ao longo dos anos no país e no mundo. Mas, afinal, o que o torna tão atrativo?

Combinação única

Anderson Freire, Diretor de Marketing, Pesquisa e Desenvolvimento da Arcor do Brasil, destaca que “por ser mais do que um produto, o chocolate desperta prazer, sentimentos e bem-estar, uma combinação única que proporciona momentos agradáveis ao alcance de todos. Algumas características inconfundíveis como cremosidade e sabor garantem ao chocolate o status de produto amado por muitos”, diz.

Sempre mais
Anderson Freire, Diretor de Marketing, Pesquisa e Desenvolvimento da Arcor do Brasil, destaca que “por ser mais do que um produto, o chocolate desperta prazer, sentimentos e bem-estar, uma combinação única que proporciona momentos agradáveis ao alcance de todos”

Segundo Anderson Freire, a Arcor está sempre em busca de inovações. “A Arcor é uma empresa de vanguarda e por isso estamos sempre buscando inovações e ampliando as frentes de atuação com soluções que agregam valor através do sabor e da qualidade do nosso portfólio. Exemplos disso são os últimos lançamentos deste ano que contemplam a barra de chocolate amargo 70% cacau e as gotas nos sabores chocolate ao leite e meio amargo, da Linha Profissional, e o tablete no sabor chocolate branco com morango e o mais recente lançamento, o tablete amargo 70% Crunchy, da Linha Regular – produtos que reforçam nossa estratégia contínua de expansão no mercado nacional na categoria”, afirma.

Anderson Freire também comenta sobre os próximos momentos do mercado de chocolates. “Com a flexibilização das medidas de restrição da pandemia, podemos esperar uma diversificação nos hábitos de compra dos consumidores, que antes se concentrava nos supermercados, para outros segmentos do varejo, como lojas de conveniência, padarias e restaurantes. Isso influenciará diretamente o comportamento de consumo, voltando a estar no radar do consumidor itens de impulso e menores apresentações. A perspectiva é que o setor de chocolates continue em crescimento, justamente por estar ligado ao emocional e às sensações de prazer e felicidade. Isso nos apresenta uma junção de produtos ligados à saudabilidade com o bem-estar emocional, a chamada ‘indulgência permitida’, em que cada vez mais as pessoas atrelam o prazer de comer um chocolate aos benefícios emocionais”, afirma ele.

Mercado

Andrei Martinez, Gerente Tree to Store da Cacau Show, fala sobre os motivos do sucesso crescente do chocolate no mundo.

“Se considerarmos que o chocolate é o produto mais utilizado na confeitaria, no mundo, não é difícil entender porque ele faz tanto sucesso. Aliado a isso tem crescido o consumo de chocolates com maior teor de cacau e sabemos que o cacau em si faz muito bem para o nosso organismo e o seu consumo provoca a liberação de neurotransmissores e hormônios que promovem uma sensação de bem-estar, como serotonina, dopamina e endorfinas”, destaca.

Sempre mais
“A nossa meta de 2021 é abrirmos 500 lojas novas e em 2022 estamos com uma meta bastante ousada, para superar este número”, diz Andrei Martinez, Gerente Tree to Store da Cacau Show

Nesse cenário, Andrei Martinez salienta que a inovação é um dos pilares da Cacau Show. “Lançamos em média 1,2 produtos por dia útil. Em 2020, a pandemia teve um impacto maior para nós, pois os shoppings ficaram fechados, dificultando significativamente o acesso dos nossos clientes aos produtos. Mas ao longo de 2020 mesmo iniciamos um trabalho de ampliação de canais de venda, como e-commerce, venda direta através de revendedores, o que vem fazendo de 2021 um ano excelente de vendas. Estamos sempre buscando formas de chegar até o nosso consumidor e fidelizá-lo, mesmo falando de um mercado de muita concorrência e fácil acesso. O nosso programa de fidelidade Cacau Lovers tem sido um sucesso, e nossos consumidores que são Cacau Lovers têm acessos a promoções e ações diferenciadas, e já estamos com mais de 5 milhões de clientes cadastrados”, afirma.

O gerente também destaca as expectativas e planos da Cacau Show. “O consumo de chocolates também está associado às condições financeiras da população. À medida que a pandemia vai sendo controlada e que a economia for melhorando, a tendência é que o consumo de chocolate siga crescendo. Além disso, o setor segue sempre se renovando. Nos últimos anos, tem crescido o consumo de chocolates com mais teor de cacau e feitos diretamente a partir da amêndoa, no conceito bean to bar (da amêndoa do cacau à barra do chocolate). Há alguns anos iniciamos uma linha de chocolates com este conceito, a Bendito Cacao, e estamos trabalhando cada vez mais para ampliar essa linha. Em dezembro de 2020, lançamos o tablete Bendito Cacao Dedo de Deus, com cacau produzido na nossa fazenda que fica em Linhares, no ES. E nos próximos anos vamos ampliar significativamente a produção de liquor/massa de cacau com amêndoas próprias. Fora isso, a nossa meta de 2021 é abrirmos 500 lojas novas e em 2022 estamos com uma meta bastante ousada, para superar este número”, diz ele.

Por fim, Andrei Martinez comenta sobre o que é preciso ter em mente ao se trabalhar com o chocolate. “Primeiramente tem que se ter conhecimento do perfil do consumidor que você deseja atingir, pois você pode trabalhar com chocolate de diversas formas e para diversos públicos de classes sociais distintas. Como chocolate é um produto aceito e consumido por 95% da população, mesmo que esporadicamente, é um mercado que ainda pode ser bastante explorado. No conceito bean to bar você pode produzir seu próprio chocolate, em uma pequena indústria, mas também pode comprar o chocolate base pronto, no mercado e a partir dele produzir bombons, trufas, tabletes com adições, puros, sem contar uma vasta linha de confeitaria que combina maravilhosamente com chocolate. O chocolate pode se tornar um presente para qualquer ocasião e todas as datas comemorativas do ano. E a inovação não precisa acontecer necessariamente só no produto, mas também na embalagem e na forma de entregá-lo”, afirma.

Caminhos do sucesso

Mariana Marcussi, gerente de Marketing Chocolates Nestlé, comenta sobre o aumento das vendas de chocolate no Brasil, colocando a indulgência como a causa principal.

“Sobretudo, o chocolate tem um papel emocional de trazer conforto, podendo aliviar a ansiedade”, destaca ela.

Sempre maisDe acordo com a gerente de marketins, a Nestlé também promoveu uma série de inovações no mercado.“Inovamos nosso portfólio de homebaking para além do cacau em pó e cobertura, trazendo gotas forneáveis, mistura para brownie e muitos conteúdos com Receitas Nestlé. Em tabletes, reposicionamos os tabletes Alpino trazendo 4 novas receitas, lançamos 3 novos sabores de Talento Dark. Este segmento cresceu o dobro do segmento regular e mantivemos nossas marcas na mídia (KITKAT, Garoto, Nestlé, Alpino e Talento). A perspectiva é de seguir crescendo, sempre trazendo inovações para a categoria”, afirma ela.

Mariana Marcussi destaca os principais pontos para se obter sucesso no mercado de chocolates. “Qualidade, disponibilidade e comunicação são essenciais para o sucesso da categoria. Qualidade para priorizar a experiência do consumidor, sobretudo com relação ao cacau. E disponibilidade do produto no ponto de venda, levando em conta a jornada do shopper com materiais de ponto de venda relevantes e embalagens que se destaquem. Por fim, a comunicação para destacar a marca num cenário extremamente competitivo também é muito importante”, ressalta ela.


Arcor
www.arcor.com.br
Cacau Show
www.cacaushow.com.br
Nestlé
www.nestle.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − 6 =