Revolução no mercado

0
Revolução no mercado

Chocolate da Cacao Barry, WholeFruit vem conquistando paladares do mundo todo com sua inédita forma de produção

No riquíssimo universo dos chocolates, há um tipo que vem se destacando atualmente no mercado nacional e mundial. Produzido pela Cacao Barry, empresa francesa fundada em 1842 em Paris, o WholeFruit EvocaoTM é uma inovação na indústria do chocolate mundial.

Apenas cacau

Revolução no mercado
Juliana Lippe, da Cacao Barry, diz que o WholeFruit EvocaoTM foi inspirado por 30 cozinheiros e confeiteiros em todo o mundo, incluindo os brasileiros Diego Lozano e Renata Arassiro

Juliana Lippe, gerente de marketing gourmet de importados da Cacao Barry no Brasil, inicia contando que muito mais do que uma inovação, o chocolate WholeFruit é uma revolução.
“A sua criação é o resultado de uma longa reflexão das equipes Cacao Barry, com a contribuição de 30 dos melhores chefs do mundo, sobre a forma de repensar o chocolate como um todo e de considerar o ‘cacau’ como o que realmente é: uma fruta. É uma novidade que responde perfeitamente às tendências e aspirações atuais de indulgência saudável das gerações centennial e millennial”, diz ela.

Juliana Lippe explica que foi necessária uma mudança de perspectiva sobre séculos de fabricação de chocolate para perceber que 100% do que está no fruto de cacau é tudo necessário para se fazer um grande chocolate. “Os conceitos mais simples são os mais poderosos e os mais difíceis de alcançar, não é mesmo?!”, indaga.

WholeFruit

O WholeFruit (fruto inteiro, em português) foi anunciado pela primeira vez em setembro de 2019 e foram quase dois anos para as equipes técnicas concretizarem este conceito, buscando atender às altas expectativas dos chefs em torno da indulgência saudável sem comprometer o sabor. Inspirado por esses 30 cozinheiros e confeiteiros em todo o mundo, incluindo os brasileiros Diego Lozano e Renata Arassiro, esse empreendimento foi fortalecido ainda mais pelo feedback exclusivo recebido do grupo internacional unido em uma jornada criativa conjunta inédita no desenvolvimento de um produto.

Revolução no mercado
“A sua criação é o resultado de uma longa reflexão das equipes Cacao Barry, com a contribuição de 30 dos melhores chefs do mundo, sobre a forma de repensar o chocolate como um todo e de considerar o ‘cacau’ como o que realmente é: uma fruta”, diz Juliana Lippe, gerente de marketing gourmet de importados da Cacao Barry no Brasil

Juliana Lippe ainda conta que o WholeFruit EvocaoTM foi lançado mundialmente em junho de 2021 por meio de um evento online com os chefs que ajudaram a criar o chocolate.
“Nesta etapa, somente os embaixadores da Barry Callebaut receberam amostras do produto. E, no final de agosto, recebemos a primeira remessa como um dos poucos países com o privilégio de provar em primeira mão. Inicialmente, além do Brasil, Espanha, França, Itália, EUA, Canadá e Japão receberam a novidade. Ele foi chegando em ondas em mais países até o fim do ano passado”, conta.

O WholeFruit é o primeiro chocolate Cacao Barry feito do fruto de cacau 100% puro. É de origem sustentável e tem um rótulo curto e limpo (clean lable): sem açúcares refinados, sem lecitina, sem baunilha. Esta identidade única, segundo Juliana Lippe, confere ao produto um perfil aromático incomparável que abre muitas novas possibilidades de sabor a explorar.

A produção no Brasil para o food service

Há 175 anos, a Cacao Barry tem usado todo o seu know-how e experiência para oferecer chocolates aos profissionais de gastronomia. No Brasil, a Cacao Barry dispõe de duas linhas de chocolate, chamadas Puretè e Origine, cacau em pó, pastas à base de castanhas para recheios e coberturas, coberturas, base crocante para criação de pralinés, além do chocolate WholeFruit EvocaoTM.

“Nossos produtos têm embalagens desenvolvidas para o food service. Os chocolates em gotas vêm em pacotes de 1kg a 5kg, por exemplo. Os preços podem variar de acordo com a região do Brasil, distribuidores, lojas especializadas em confeitaria ou diretamente com nossos representantes comerciais para pacotes fechados em maiores quantidades”, afirma Juliana Lippe.

Mais do WholeFruit

Sobre o WholeFruit EvocaoTM, a acidez natural e as notas frutadas, que lembram frutas exóticas, o tornam um chocolate poderoso sem comparação com o que está disponível no mercado hoje, segundo Juliana Lippe.

“Pela primeira vez um chocolate revela em profundidade todos os sabores e frescor natural do cacau in natura. Aqui no Brasil, apesar de não ser costume em todo o país, temos o privilégio de ter o cacau como fruta disponível em alguns mercados, sobretudo no Nordeste. Quem já tomou suco de cacau ou provou a polpa fresca, é transportado imediatamente para esta memória gustativa quando prova o EvocaoTM”, completa.

O produto tem 40% menos açúcar que a maioria dos chocolates amargos e ao leite, uma vez que o dulçor é proveniente da frutose presente na polpa do próprio cacau. Ele também tem um sabor bem diferente do tradicional, com uma acidez e frescor característicos da fruta in natura.

A dica de Juliana Lippe para chefs e confeiteiros é experimentar combinações com diferentes frutas, castanhas, ervas e especiarias para desvendar novas possibilidades de sabor e harmonização, com receitas que também possam explorar o universo plant based.

“O WholeFruit EvocaoTM está conectado também com princípios de sustentabilidade, reduz em 25% o desperdício da fruta de cacau e proporciona aos agricultores uma renda adicional para uma melhor qualidade de vida”, destaca ela.

O cacau como protagonista do chocolate

O grupo Barry Callebaut, líder mundial na fabricação de produtos à base de chocolate e cacau, o qual a Cacao Barry integra, domina todas as etapas da cadeia de valor, desde o fornecimento de matérias-primas até a produção dos chocolates.

Revolução no mercado
Brownie WholeFruit da Cacao Barry

“E a Cacao Barry reflete bem esse potencial e valores. Temos expertise centenária em processamento de cacau e também produção de chocolates de alto nível. Todos os chocolates de origem da Cacao Barry têm compradores cativos entre os chefs e confeiteiros, com destaque para o Java (36% de cacau) e Ghana (40% de cacau) – todos ao leite”, diz Juliana Lippe.

Já a linha Puretè, como diz Juliana Lippe, destaca e homenageia os agricultores de cacau, com destaque para os produtos Alunga (41% de cacau) e Ocoa (70% de cacau). Essa linha também traz a inovação como ponto central, com a fermentação de qualidade: um olhar detalhado no entendimento da fermentação do cacau para obter os melhores sabores e dar aos agricultores uma renda melhor. “E o WholeFruit EvocaoTM teve uma receptividade enorme. Um indicador de que os chefs estão antenados com a tendência de sustentabilidade na confeitaria e empenhados em testar novidades, participar de tendências e oferecer lançamentos ao público”, diz Juliana Lippe.

O chocolate e o mercado brasileiro

Diante da fama e do sucesso da empresa, Juliana Lippe fala que a marca tem uma responsabilidade enorme, pois 25% de todos os produtos que contêm chocolate e cacau consumidos no mundo são feitos com criações e soluções da Barry Callebaut. “É um desafio muito grande manter um nível de qualidade tão alto em larga escala, atendendo mercados diferentes”, afirma ela.

Para a marca, o mercado brasileiro de chocolates tem muito a ser explorado e reverenciado com riquíssimas produções com a fruta.

Revolução no mercado“O Brasil tem uma história recente no movimento bean to bar (do grão à barra), mas já possui excelentes produtores que entregam chocolates ótimos que valorizam e ajudam a formar os pequenos produtores da Bahia e Amazônia. Torcemos muito para o desenvolvimento deste mercado, assim como o industrial, pois sempre há espaço para crescimento e aperfeiçoamento de produtos e marcas. O consumo per capita de chocolate no Brasil ainda é pequeno quando comparado a outros mercados, como países europeus. Temos bastante perspectiva de crescimento e o público só tem a ganhar, aprendendo mais sobre o chocolate, prestando atenção à qualidade dos produtos que consome, valorizando a cadeia do cacau no Brasil. Enfim, quanto mais volume e qualidade consumidos, melhor para os produtores e para a roda girar em benefício de todos”, salienta Juliana Lippe.

O que vem por aí

A Cacao Barry tem um compromisso de longa data com a sustentabilidade. O “Forever Chocolate”, movimento lançado em novembro de 2016, é o plano da companhia de tornar o chocolate sustentável até 2025. “Além disso, todas as marcas do grupo possuem um pipeline robusto de inovações, ou seja, em breve traremos novidades para o mercado brasileiro, sim”, diz Juliana Lippe.

A Cacao Barry faz parte do grupo suíço Barry Callebaut, que emprega mais de 12.500 pessoas em mais de 40 países e vende seus produtos para 137 países. Com um portfólio abrangente, a marca atende alguns públicos principais: produtores de alimentos e bebidas (fabricantes globais, regionais e locais de alimentos à base de chocolate), chefs e artesãos (profissionais como confeiteiros, chocolatiers, padeiros, restaurantes, hotéis e catering).


CACAO BARRY
www.cacao-barry.com
Instagram: @cacaobarrybrasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezesseis − 1 =