Quais as perspectivas dos chefs de cozinha durante a pandemia?

0

Em meio à pandemia de COVID-19, empresários, dos mais diversos segmentos, têm vivenciado diferentes perspectivas. E apenas presenciar os desdobramentos da crise não basta. Também é necessário se adequar às constantes mudanças, principalmente diante das limitações no mercado causadas pelos números crescentes de contágio pelo novo coronavírus.
Neste cenário, profissionais da área de alimentação fora do lar repensam suas estratégias para minimizar os prejuízos decorrentes do isolamento social. No entanto, esse panorama vai muito além de investir grande parte dos esforços em serviços de delivery ou de take-out, em que a refeição é pedida para ser retirada no estabelecimento.
O fato é que, além dos empresários, alguns profissionais de cozinha, como os chefs, têm se descoberto em outras vertentes. Uma delas é o ensino online. Em meio à quarentena, o chef pode investir em videoaulas para ensinar os interessados tanto em aprender a cozinhar quanto aos que pretendem se especializar ainda mais. Dessa forma, o profissional divulga o seu trabalho, ganha relevância no mercado e, assim, aumenta as chances de procura de contratantes.
Outra modalidade em expansão é o personal chef, em que o profissional oferece seus serviços gastronômicos e os executa na casa do cliente ou em algum outro local predeterminado por ele. Antes solicitado para eventos específicos ou festivos, esse tipo de serviço tem crescido durante o período da pandemia.
Isso porque, diante das limitações causadas pelo cenário de COVID-19, como o fechamento em massa do comércio, boa parte dos consumidores acaba buscando formas alternativas de experiência que vão além de pedidos em domicílio.
Com isso, os chefs se veem diante do desafio de explorar a oportunidade: oferecer seus serviços de cozinhar pratos personalizados na residência do cliente, ainda que preparados inicialmente no restaurante e finalizados em seu destino final. Vale lembrar que todo o processo, que envolve desde a compra de ingredientes até a limpeza da cozinha, fica por conta do profissional e de sua equipe.
Já outros chefs apostam em estratégias de venda disponibilizando opções do cardápio a preço reduzido para viagem. Esse tipo de ação prorroga a fidelidade de clientes conhecidos e também aproxima novos consumidores, que muitas vezes não tinham acesso ao menu por algum motivo.
Independentemente das constantes mudanças causadas pela pandemia de COVID-19, não há como negar que, para sobreviver às novas perspectivas de mercado, é necessário se adaptar. Do contrário, tanto empresários quanto profissionais do ramo de alimentação fora do lar poderão estar vulneráveis às crises que acometem o cenário comercial como um todo.
Por isso, é hora de se reinventar e tornar o seu trabalho e habilidades ainda mais conhecidos no mercado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − um =