Pudim: a sobremesa atemporal

0
Pudim: a sobremesa atemporal

Tradicional receita ganhou diferentes versões nos últimos anos, sendo produto destaque no mercado artesanal e industrial

Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) aponta que, na hora de escolher a sobremesa, 69% dos brasileiros consultados preferem pudins, chocolates, gelatinas, entre outros doces. Além disso, pelo menos 60,6% das pessoas entrevistadas afirmaram que consomem sobremesa com frequência, sendo que 9% alegaram também que comem doce após as refeições porque esse hábito “já faz parte da cultura brasileira”.
Nesse cenário, o pudim, atemporal sobremesa, ganhou diferentes versões nos últimos anos e virou a grande aposta de investimento no mercado artesanal e industrial.

Produção

A Mr. Bey, empresa pertencente ao Grupo Mr. Bey Alimentos, produz e vende pudim de leite condensado com calda de caramelo desde junho de 2015. Patrícia Arriel Suguiuti, supervisora de melhorias contínuas da marca, diz que a “Mr. Bey foi criada pelo desejo de levar às pessoas produtos deliciosos de uma forma prática sem deixar de lado a qualidade e o toque artesanal que fazem toda a diferença quando falamos de sobremesas premium. Ao oferecermos um pudim pronto de leite condensado para o nosso consumidor, estamos cumprindo esse objetivo e agregamos uma opção a mais de sobremesa para ele dentro do nosso portfólio. As pessoas não querem comer só petit gateau ou torta holandesa de sobremesa. E, para ser referência no segmento de bens de consumo, você precisa oferecer um mix de produtos que atenda os desejos do seu público-alvo nas mais variadas ocasiões. A produção do pudim da Mr. Bey é conduzida com um rigoroso controle de qualidade, desde as análises das matérias-primas de primeira qualidade oriundas de fornecedores qualificados, controle do processo produtivo até a liberação do produto acabado a fim de garantir um produto de qualidade e seguro para o consumo. Os principais ingredientes são leite condensado, leite integral, ovo integral e calda de caramelo”.
Conforme Suguiuti, “os diferenciais do pudim Mr. Bey são a qualidade dos ingredientes, produto com uma receita caseira tradicional produzido em escala industrial, manutenção das características sensoriais até o final do shelf-life, processo produtivo auditado e certificado pela norma IFS (International Featured Standards) Food, pré-requisito para exportação a vários players de mercado em todo mundo. O pudim Mr Bey, após descongelado, pode ser consumido imediatamente sem a necessidade de acompanhamentos”, ressalta.
Sobre o atual mercado de fabricação e venda industrial de pudim, a supervisora de melhorias contínuas da Mr. Bey avalia que, “no Brasil, há um movimento de mercado atual favorável para esse tipo de produto. Anteriormente, especialmente na década de 90, víamos uma inundação de ofertas de flans, que entendemos entregar uma experiência de consumo inferior ao que o brasileiro reconhece como um pudim de verdade. Atualmente, com o consumidor voltando seus olhos e seus hábitos para alguns itens específicos do segmento de sobremesas refrigeradas e congeladas, há boas oportunidades para o pudim ser uma grande vedete desse segmento. Pudim é uma sobremesa atemporal, pois trata-se de um produto consumido o ano todo e devido sua receita caseira tradicional, simples, com sabor único e agradável, está presente na mesa dos brasileiros proporcionando momentos especiais”.
Na Qualimax, empresa do grupo Liotécnica pioneira no processo de liofilização ao desidratar ingredientes em baixas temperaturas mantendo suas propriedades, características e seu valor nutricional, o pudim é produzido no formato de uma mistura pronta para que o consumidor prepare a sobremesa em casa e sem precisar ter muito trabalho.
Thiago Nishida Carreira é chef de cozinha e consultor técnico da marca e explica que o objetivo da Qualimax com a produção e venda de mistura para pudim é “oferecer aos consumidores uma sobremesa prática, gostosa e acessível. Qualimax tem as principais certificações internacionais de segurança alimentar e segue os mais rigorosos padrões de qualidade. A sobremesa ‘Pudim Qualimax’ está disponível em quatro sabores, sendo chocolate, baunilha, coco e morango, em duas versões com e sem leite, oferecendo ao nosso consumidor a opção de escolha. Oferecemos um sabor artesanal, sem glúten e com alto rendimento”, garante.
De acordo com Carreira, o “consumidor Qualimax preza, primeiramente, pela qualidade final de seus preparos e também pela praticidade e rentabilidade dos seus pratos. O pudim é uma sobremesa atemporal, pois sempre esteve presente em nossas memórias, sempre evoluindo com as técnicas e ingredientes. O mercado atual de pudins tem evoluído bastante. Os pudins aromatizados são mais conhecidos no exterior, mas essa cultura tem iniciado no Brasil com os pudins de amendoim, chocolate, morango, baunilha, coco, entre outros”.
Adriana Kamnitzer é uma administradora que sempre atuou na área de Gastronomia como gerente de alimentos e bebidas em hotéis e clubes do Rio de Janeiro. Porém, há menos de um ano, resolveu apostar no êxito do pudim. Junto com sua filha, Rafaella Kamnitzer, recém-formada em Direito, inaugurou a Pudim Deleite em 9 de janeiro deste ano. “Em casa, sempre tivemos pudim no almoço de domingo, nos aniversários e comemorações. E essa tradição acabou se espalhando entre os amigos e pessoas próximas. Sempre que tinha uma reunião ou comemoração, nós éramos ‘intimadas’ a levar pudim. Com isso, começamos a fazer para o público. Sempre tivemos dificuldade de encontrar nas padarias e restaurantes um pudim que se igualasse ao gosto do pudim da minha mãe. Esses pudins, em geral, têm muitos furinhos e são excessivamente doces e muito densos, o que torna a experiência superenjoativa. Nosso objetivo com a Pudim Deleite é saciar o desejo das pessoas que, como nós, amam pudim e querem um produto de qualidade com preço justo. É sempre um prazer fazer parte de momentos especiais e saber que o nosso produto torna o dia de alguém mais doce”, relata.
Kamnitzer partilha que, na Pudim Deleite, a “produção é bastante artesanal e familiar. Produzimos nossos pudins a quatro mãos, tendo como base leite condensado, leite, ovos e um pouquinho de paciência para produzir o pudim perfeito, seguindo a receita da minha mãe. O nosso carro-chefe é o pudim de leite tradicional, receita da família, sempre bem cremoso e sem furinhos. A partir da base do pudim de leite, desenvolvemos outros 18 sabores, como o pudim de limão siciliano, laranja, ovomaltine, doce de leite, tapioca com coco, pistache, cocadinha e amêndoas. Também desenvolvemos sabores sazonais, por exemplo, para a Páscoa, lançamos o brigadeirão e chocolate belga. Para o Dia das Mães, foi a vez do pudim de pão e pudim de laranja”, diz. “Ainda temos versões do pudim de tapioca com coco vegano, feito com leite de amêndoas, rapadura e sem ovos, zero açúcar para os diabéticos e zero lactose para os intolerantes. Ao idealizar o formato da loja, também nos preocupamos em reduzir o uso de plástico e tornar a produção o mais sustentável possível. Por isso, optamos por entregar os pudins na própria forma de alumínio, embalados com tecido de chita 100% algodão. Além disso, usamos uma tag de papel semente, recheada de sementinhas de margarida, para apresentar o passo a passo de como desenformar o pudim. Assim, nada se perde, tudo se transforma! Também pensamos no que o nosso cliente vai fazer com cinco formas de alumínio paradas no armário da cozinha. Por isso, temos uma promoção troca-troca: devolvendo cinco formas para a gente, o cliente ganha um pudim de leite de tamanho médio. Desenvolvemos ainda o pudim individual no pote para o cliente levar para casa, para o trabalho ou dar de presente. Às vezes, o que o cliente precisa é de uma boa sobremesa individual e não necessita levar um pudim inteiro para casa. Como buscamos reduzir o uso de plástico, utilizamos potinhos de vidro retornáveis. Devolvendo 10 potes de vidro, retribuímos com 1 potinho de pudim de leite. E, com esses incentivos, a natureza agradece”, detalha.
Só nos meses de março e abril deste ano, Kamnitzer afirma que chegou a vender “em torno de 2 mil potes de pudim/mês na loja, além das encomendas dos potes para eventos. Em relação aos pudins na forma de alumínio, médios e grandes, produzimos uma média de 150/mês. A Pudim Deleite está voltada a todos que amam pudim e é difícil encontrar alguém que não goste dessa sobremesa. Do saudosista à criança que nunca experimentou, do amante do pudim de leite tradicional aquele que quer ousar com um pudim de milho com coco. A nossa loja recebe todo tipo de gente. No início, acreditávamos que o público seria mais local dos bairros próximos da zona sul carioca. Mas, por ser um conceito novo no Rio de Janeiro e pela paixão do brasileiro pelo pudim, recebemos um público bastante diverso, tanto de bairros distantes, quanto de outros estados. Nossos pudins já foram levados para Brasília, São Paulo, Paraná e Maranhão”, conta.
Para Kamnitzer, “o pudim é uma sobremesa muito versátil. Acreditamos, que nos próximos anos, vamos ver o surgimento de novas maneiras de apreciar essa sobremesa tão clássica da culinária brasileira. Além disso, o Brasil ama pudim. Esse amor facilita a expansão do mercado no país. No exterior, o mercado ainda é bastante incipiente. Existe o chamado ‘caramel custard’, mas não é uma sobremesa tão adorada quanto no Brasil. É um mercado complicado também porque o estrangeiro não está acostumado a sobremesas tão doces quanto o pudim. A sobremesa bem doce é uma característica muito brasileira”, salienta.
Alice Camacho é economista e já trabalhou em diversas empresas da área. Mas, desde junho de 2015, decidiu empreender, quando também idealizou e montou no Rio de Janeiro, capital, a loja especializada em pudins chamada Pudim da Alice.
“Eu sempre quis trabalhar com aquilo que eu adoro fazer que é cozinhar. Fizemos várias pesquisas de mercado na cidade do Rio de Janeiro para identificar onde havia gaps para oferecer algo diferente, algo que ainda não era oferecido para as pessoas degustarem. Foi aí que surgiu a ideia de adicionar sabores ao tradicional pudim de leite condensado, uma sobremesa adorada pelos brasileiros. Pudim verdadeiro se faz com leite condensado, leite e ovos, além de açúcar para a calda. Mas não queríamos ficar apenas no tradicional e inovamos acrescentando sabores à receita, não só aos pudins, assim como nas caldas. Hoje, oferecemos cerca de 18 sabores diferentes, sendo tradicional, limão siciliano, avelãs, nozes, castanha de caju, pistache, coco, coco e chocolate, queijo, café, canela, milho, paçoca, brigadeiro, chocolate, gianduia, ovomaltine e tapioca. Também temos a versão sem lactose e seis sabores do pudim diet”, conta.
Segundo Camacho, negócios específicos de pudim ainda são novidades no mercado nacional de alimentação fora do lar, apesar de a sobremesa ser tão popular entre os brasileiros. Por isso, ela acredita que esse é um mercado em expansão. “São poucos os produtores. Portanto, vemos como um mercado com bastante potencial de crescimento não só aqui no Brasil, mas também com vistas ao mercado externo como um produto brasileiro de qualidade e diferente. Pudim de leite está no imaginário do brasileiro, remete à casa da gente, às nossas avós, tias e mães e que se mantém vivo por décadas. O nosso principal objetivo hoje é massificar nosso produto por todo o Brasil por meio de um projeto de franchising. Inclusive, já estamos estudando essa possibilidade”, revela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × um =