Pesquisa aponta gasto do brasileiro com almoço fora de casa

0

Por Redação FSN – 14 de abril de 2014

Uma pesquisa realizada pela Associação de Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert) em 49 cidades do Brasil ao longo de 2013 constatou que, almoçando fora de casa de segunda a sexta, o brasileiro tem um gasto médio de R$ 663,08 por mês. No caso daqueles que fazem refeições fora do lar também aos sábados, o gasto mensal em média sobe para R$ 783,64.

O estudo também apontou que o preço médio do almoço no país é de R$ 30,14, sendo as região centro-oeste a mais cara (R$ 31,44), e a sul a mais barata (R$ 28,20). Para realizar essa avaliação, os pesquisadores levaram em consideração os valores cobrados por refeições completas (um prato mais bebida, sobremesa e café) em restaurantes que funcionam nos sistemas tíquetes refeições, comercial, autosserviço, executivo e a la carte.

Entre os 49 municípios avaliados, Belo Horizonte ficou com o título de cidade mais cara para se almoçar. Na capital mineira, a média geral de preços – considerando-se prato feito ou comercial, executivo, autosserviço e a la carte – ficou em R$ 37,71. Em segundo lugar ficou o Rio de Janeiro, com o almoço custando em média R$ 37,16. No terceiro posto da relação ficou Brasília, com R$36,44 gastos em média pela refeição.

Na sequência aparecem Florianópolis (R$ 36,41), Cuiabá (R$ 36,29), Santos (R$ 35,89), Ribeirão Preto (R$ 35,80), Campinas (R$ 35,33), Macaé (R$ 34,98) e, na décima posição, Porto Alegre (R$ 34,86).

Entre todos os locais pesquisados, o município de Nilópolis, no Rio de Janeiro, ficou como mais barato para se almoçar, tendo um preço médio de R$ 17,71.

Fonte: Exame.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × 4 =