Parceria de sucesso

0

virginia_vaamondeSão mais de seis bilhões de leituras por dia do código de barras de identificação de produtos mais usado no mundo. O alto índice de adoção do código de barras da GS1 é resultado da padronização global, responsável por tornar muito mais eficientes os processos logísticos das cadeias de abastecimento e suprimentos em todo o mundo.

A GS1 Brasil, Associação Brasileira de Automação, organização sem fins lucrativos que representa nacionalmente a GS1 Global, completa, em 2013, 30 anos de atividade no país e soma grandes esforços de seus colaboradores. Virginia Villaescusa Vaamonde, diretora de Marketing da GS1 Brasil, fortalece a equipe que tem alcançado importantes resultados ao longo de sua atuação. “Trabalhamos arduamente para manter nosso compromisso pela inovação e adoção de padrões e tecnologias de identificação e controle em toda cadeia de abastecimento,  pela melhoria da qualidade dos serviços e a satisfação dos consumidores”, diz.

Dedicação

Tradutora e Intérprete (Inglês/Espanhol/Francês) e Tradutora Juramentada (Português/Inglês), Virginia possui cursos de formação e treinamentos em Gestão Estratégica, Gestão de Pessoas, Relações Governamentais, Marketing, Comunicação e Branding, em entidades renomadas no Brasil e no exterior. Em seus 16 anos de parceria com a GS1 Brasil, ela atua fortemente na disseminação do trabalho da GS1. “É preciso disseminar que a identificação com o código de barras é importante para os negócios”.
Nesses 30 anos de trabalho da GS1 no Brasil, 57 mil empresas adotaram o Sistema GS1 como padrão. “O cenário político econômico social brasileiro melhorou nos últimos 30 anos e a GS1 Brasil acompanhou mudanças significativas que impulsionaram o empreendedorismo no país. Nossa proatividade e participação em setores de base, como o de alimentos e o da saúde, dentre outros em crescimento, nos aproximaram da indústria e do varejo nacionais. Temos buscado estreitar ainda mais nossa relação com nossos associados e com a comunidade de negócios”.

A maior base de associados atualmente é composta por micro e pequenas empresas, dos mais diferentes setores da economia. “Nesse contexto, o primeiro passo para a automação comercial desses negócios é o código de barras, hoje o principal padrão utilizado por nossos associados. No entanto, nossa assessoria especializada vem acompanhando as necessidades dos consumidores e da própria curva de maturidade dos negócios para que outros padrões sejam adotados”, diz a diretora.

Virginia explica que proporcionando uma linguagem comum entre parceiros comerciais, o código traz incontáveis benefícios aos consumidores e à gestão das empresas. Cada produto tem seu código único, que o acompanha em qualquer lugar, e que traz extrema eficiência para a cadeia de suprimentos. “Sem código de barras, identificação eficiente e processos logísticos adequados, fabricantes, distribuidores e varejistas perdem eficiência e os produtos ficam sem identidade”, pondera. “Além de que para todos os consumidores, o código de barras é sinônimo de mais conforto”, completa.

A dedicação da diretora ao trabalho rendeu importantes frutos. Hoje, ela é membro do Advisory Council Global da GS1 (formado por 20 países) e foi membro do Comitê internacional que desenvolveu e divulgou o Manual Internacional de Identidade Visual da GS1 na mudança de marca  (EAN para GS1), quando 12 organizações participaram a convite da organização Global GS1. “É um grande reconhecimento como Executiva de Relacionamento com a entidade”, comemora.

Atuação

Em todo o mundo, a GS1 é responsável pelo padrão global de identificação de produtos e serviços (Código de Barras e EPC/RFID) e comunicação (EDI e GDSN) na cadeia de suprimentos. Além de estabelecer padrões de identificação de produtos, oferece soluções para as áreas de varejo, saúde, transporte e logística. O Sistema de Identificação único e global da GS1 é aplicado em mais de 20 segmentos do mercado, desde produtos de consumo, logística e transporte até os segmentos mais específicos como, por exemplo, saúde e defesa. “Temos especialistas por setor que conhecem profundamente as melhores práticas globais para atender as demandas de nossos associados e orientá-los no uso mais adequado dos padrões GS1, específicos para cada negócio. O mercado brasileiro é muito amplo, assim como a diversidade de segmentos nele presentes. Alguns dos setores em que temos atuação: Indústrias Diversas, Varejo Alimentício, Atacadista e Distribuidores, Saúde, Têxtil, Gráficas e Embalagens, Telecomunicações, Material de Construção etc”, diz.

Novas estratégias

O mercado de empresas brasileiras é formado por mais de 11 milhões de negócios, sendo que o setor de serviços representa aproximadamente 45% deste número. A Indústria, onde está a maior base de associados da GS1, representa 7% do total, com mais de 700 mil empresas. “Estamos nos aprofundando no perfil dessas empresas para saber quais realmente poderiam utilizar os padrões GS1, dessa maneira poderemos obter o share real da organização no país e atuar em uma divulgação mais direcionada a essas empresas. Reforçamos que é preciso disseminar a importância da identificação com o código de barras para os negócios, e é por isso que a GS1 também investe na capacitação para preparar empresas e funcionários na boa utilização da identificação”, relata a diretora.

Pequenas e médias empresas também têm muita expressão nesse universo. “O microempreendedor individual, a microempresa e as empresas de pequeno e médio porte (PME) representam cerca de 82% de nosso quadro associativo, assim como no Brasil, em que esse perfil de empresa representa 85% do mercado total. E a GS1 Brasil tem programas desenhados especialmente para atender PMEs, um deles é o ‘GS1 vai até você’ no qual levamos treinamentos e promovemos encontros de negócios para as 27 capitais brasileiras ao longo do ano”, diz.

Trabalho consolidado

A história da automação ganhou um novo capítulo com o lançamento do livro GS1 Brasil 30 anos. Mais do que uma publicação comemorativa, o projeto resgata, por meio de fatos e depoimentos, a atuação da GS1 Brasil para que os padrões GS1 fossem adotados no país, beneficiando diferentes segmentos da economia. Virginia fala com orgulho desse trabalho. “Esperamos que esse livro também seja fonte de consulta para o governo, para o empresariado nacional e para os estudiosos do setor”, diz Virginia.

O livro impresso conta com 1,5 mil exemplares. A publicação também está disponível para download gratuitamente na loja iTunes da Apple. Há ainda uma extensão multimídia do projeto na internet. Outras informações estão disponíveis no hotsite www.gs1br.org/30anos.
“A GS1 é uma organização cuja razão de ser reside em ampliar os benefícios da automação para o bem-estar e segurança da sociedade no mundo inteiro. Fazer parte do universo GS1 é um privilégio”, finaliza.

GS1 Brasil
www.gs1br.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − onze =