Para vender mais

Grandes empresas apostam em novas versões de seus produtos

0

O brasileiro está, cada dia mais, optando por opções saudáveis na hora de se alimentar. Essa tendência é um dos sinais da Geração Y, que procura ter um maior controle sobre a sua saúde.

Esse mercado tem gerado bom faturamento para empresas, que vêm investindo em produtos que chamem a atenção pelo seu valor nutricional. A Food Service News conversou com as algumas das empresas de alimentação que estão incluindo versões mais saudáveis de seus produtos no portfólio das marcas.

Verde

Pensando nos consumidores que adotaram um estilo de vida saudável, a Coca-Cola acaba de lançar uma versão já conhecida em 25 países. A versão “verde”, como é chamada aqui no Brasil, é feita com redução de 50% de açúcar.

A bebida, que já faz sucesso em todo o mundo, terá uma fórmula feita exclusivamente para o público brasileiro. O produto vem a somar no portfólio da Coca-Cola como uma alternativa mais saudável para o seu público, em que muitas pessoas estão aderindo a produtos com menor teor de açúcar.

“Na Coca-Cola Brasil, trabalhamos constantemente com inovação no nosso portfólio, para que o consumidor tenha mais opções de bebidas para seus diferentes estilos de vida e momentos do dia. A Coca-Cola com Stevia e 50% menos açúcares faz parte desse esforço. Sabemos que a indústria tem que fazer sua parte para incentivar o consumo de produtos com menos açúcares”, afirma o vice-presidente de Marketing da Coca-Cola Brasil, Javier Rodriguez. “O lançamento também está em linha com a estratégia global de marca única, que unifica a comunicação de todas as versões de Coca-Cola para aproveitar a força da marca”.

A bebida deve estrear nos principais supermercados e pontos de venda em breve, com embalagens disponíveis em PET de 1 litro e 1,5 litro, além de latinhas de 350 mililitros. Nos próximos meses, a intenção da marca é lançar outras embalagens para os consumidores.

Campanha

Uma nova campanha de comunicação está sendo feita para divulgar os produtos. São vídeos para Tv, internet, distribuição de produtos (sampling) e ação em pontos de venda. A ação vai focar na nova plataforma da Coca-Cola, “Sinta o Sabor”, lançada em janeiro. Essa ação usa momentos da rotina para se conectar aos consumidores.

Lançamento

A divulgação da bebida no Brasil será feita em um momento estratégico: em junho, próximo aos jogos olímpicos e paraolímpicos. O motivo, de acordo com a empresa, é conectar a prática de esportes com uma vida mais saudável, como proposto nessa versão da Coca-Cola.

Como patrocinadora oficial do evento, a Coca-Cola vai aproveitar o revezamento da tocha olímpica para divulgar outras opções para quem tiver no evento. O foco é aumentar a distribuição das embalagens menores, de 250 mililitros, de Coca-Cola Original e Coca-Cola Zero.

O foco da empresa é que a minilata e a minipet estejam disponíveis em 70% dos pontos de venda de todo o país até o fim dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Atualmente, essas embalagens estão em 63% dos pontos de venda.

“Queremos que os consumidores de todas as cidades do Brasil tenham acesso aos nossos produtos e possam fazer suas escolhas”, diz Flavio Camelier, vice-presidente da Coca-Cola Brasil para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Anteriormente

A Coca-Cola já havia tentado, anteriormente, lançar sua linha verde no Brasil – que lá fora é intitulada de “life”. Devido a uma norma do Ministério da Agricultura – Decreto 6871/2009 – bebidas não alcoólicas não poderia ter a mistura de diferentes açúcares e endulcorantes (adoçantes), como o caso do extrato de stevia. Porém, a autorização para produzir essa fórmula no país só saiu em dezembro do ano passado, com o decreto nº 8.592 do ministério.

As tentativas da marca começaram em 2014, quando a Coca-Cola já havia colocado a linha “life” em países como Chile e Argentina. A proposta da empresa era ter em seu portfólio um produto que não fosse nem light nem diet, e sim “life”. A quantidade de calorias também era inferior às versões tradicionais, apresentando 89 calorias em vez de 138, em uma porção de 330 mililitros.

Stevia

A Stevia, ingrediente que compõe a Coca-Cola “verde”, é do grupo dos crisântemos e é nativa de países como Brasil e Portugal. A planta chama a atenção pela capacidade de adoçar os alimentos e por isso foi introduzida a bebidas. Em sua forma natural, a stevia já adoça de 10 a 15 vezes mais que o açúcar utilizado em residências. Já em sua forma em pó, a capacidade de adoçar é de 70 vezes mais que o adoçante natural.

Além disso, a planta também consegue gerar benefícios à saúde. Seu uso não altera os níveis de açúcar no sangue, não tem calorias e não causa diabetes. Outro benefício desse adoçante é para os dentes, já que a stevia inibe a formação de placa e cárie.

Ao redor do mundo

Conhecida pela presença ao redor do mundo, a Coca-Cola é reconhecida como uma das maiores marcas de bebidas. Uma das propostas da empresa está vinculada com as inovações que ela produz. Além da versão verde, que já é conhecida no exterior, a empresa também possui versões sem cafeína e Coca- Cola Zero com cereja, por exemplo. Essas diferenças estão ligadas à cultura de cada lugar, que faz com que a empresa diferencie os sabores e versões que o público mais deseja.

Nuggets

Muitas pessoas questionam sobre a produção de nuggets; muitas fontes afirmam que as matérias-primas utilizadas na fabricação são partes do frango que as pessoas não comeriam. Exemplo disso são ossos e pele do frango, que muitos afirmam que são utilizados para produzir os nuggegts.

Pensando nisso, o McDonald’s resolveu criar uma receita para o Mcnuggets, que prioriza uma produção mais natural. Por enquanto, essa criação foi testada em apenas 140 lojas nos Estados Unidos, mas, em breve, deve estar disponível em outros restaurantes da rede. Os testes foram feitos na região de Washington e Oregon, tendo uma resposta positiva pelo público.

O objetivo do McDonald’s é deixar a receita com mais textura e menos uniforme. Assim, os nuggets teriam pedaços visíveis dos ingredientes, como grão de arroz e gominhos de suco de limão. Os conservantes utilizados também seriam eliminados, deixando a composição mais saudável. A receita atual dos nuggets usa 32 ingredientes e conservantes. Já sobre os corantes e aromatizantes, a empresa não os utiliza.

Caso a novidade seja aprovada, a ideia é que esses nuggetes estejam presentes em toda a rede, no próximo verão do hemisfério norte. Uma data importante seria lançar esses nuggets na véspera dos jogos olímpicos, no dia 5 de agosto.

Sucos

A Ambev comprou, recentemente, a marca de sucos Do Bem, que utiliza sucos integrais e não contém aditivos químicos em sua composição. A aquisição marca a atuação inédita da empresa em sucos. Embora a empresa já tenha investido em produtos mais saudáveis antes, como isotônicos e chás, é a primeira vez que a companhia investe em produtos integrais e sem conservantes.

A marca Do Bem foi criada em 2007, no Rio de Janeiro, e viu seu crescimento acontecer através de produtos totalmente naturais e a comunicação estruturada. Com ilustrações divertidas e cores tropicais, a empresa começou a ganhar espaço depois de ser distribuída pelo Grupo Pão de Açúcar.

Em bora a Ambev ainda não dê muitos detalhes sobre a compra, a companhia destaca, em nota divulgada, que a Do Bem deve somar o portfólio de não alcoólicos da empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 + nove =