Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas

0
Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas

Entrada de estabelecimentos do setor no iFood aumentou 157% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2020; necessidade de digitalização se mostra cada vez mais evidente

A pandemia da Covid-19 gerou mudanças drásticas para o mundo como não acontecia há várias décadas. A crise sanitária no Brasil a partir de março de 2020 impactou duramente várias áreas da economia e da sociedade, com rígidas medidas restritivas de distanciamento social por longos meses para conter o rápido avanço do vírus entre as pessoas.

Na área da alimentação não foi diferente. O setor do food service em todo o país foi muito afetado, já que o comércio permaneceu fechado por algum tempo e proibido de oferecer consumo presencial, podendo apenas funcionar o delivery e a retirada dos pedidos pelos clientes na porta do estabelecimento.

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas
Ainda no semestre passado, foram mais de 40 milhões de unidades de pão pedidas pelo delivery no iFood

Com isso, houve uma enorme demanda nas plataformas digitais de entrega de comidas, com a permanência e entrada de milhares de empresas do setor para evitar mais prejuízos. O iFood, por exemplo, recebeu 157% a mais de padarias no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2020, com 160% a mais de pedidos comparado ao primeiro semestre do ano anterior.

Ainda no semestre passado, foram mais de 40 milhões de unidades de pão pedidas pelo delivery no iFood, sendo que Rio de Janeiro e São Paulo lideram o ranking do consumo do item. A organização, fundada em 2011 e uma das maiores empresas brasileiras de tecnologia e a foodtech referência da América Latina, falou à Food Service News sobre este cenário das padarias na plataforma.

A foodtech avalia que está havendo uma transformação no setor de panificação e confeitaria. Nos próximos cinco anos, haverá muito mais mudanças no mundo do que nos últimos dez. Na área de alimentação, a companhia enxerga que a tendência é uma comida mais barata, saudável e prática. E o delivery, por sua vez, vai crescer muito mais. As pessoas se alimentam cerca de 90 vezes por mês e, atualmente, o delivery está presente em menos de 5% desse total. A tendência é que o delivery participe em mais de 50% dos momentos da alimentação do consumidor.

O iFood, em entrevista, ainda conta que é parceiro de padarias e está sempre inovando para que os estabelecimentos cresçam com ele. Com objetivo de ajudar as padarias e restaurantes a se digitalizarem, o iFood lançou recentemente uma nova solução para seus parceiros: o Cardápio Digital. A nova ferramenta possibilita que os estabelecimentos tenham seu próprio canal de vendas, divulguem o cardápio online via WhatsApp e redes sociais e ainda centralizem os pedidos em um só lugar: o Gestor de Pedidos do iFood.
O novo modelo de negócio é gratuito até 100 pedidos, e caso o estabelecimento ultrapasse o número, pagará uma mensalidade fixa de R$ 24,90 sem comissão sobre os pedidos. No mês de agosto, 16 mil restaurantes parceiros do aplicativo em todo o Brasil já utilizam os serviços e a expectativa é dobrar o número de usuários nos próximos meses.

Exigência do mercado consumidor

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas
Antonio Saú Rodriguez, assessor da diretoria do Sindipam, relata que o grande aumento de padarias cadastradas no iFood se deu basicamente por uma exigência do mercado consumidor

Antonio Saú Rodriguez, assessor da diretoria do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de São Paulo (Sindipam), relata que o grande aumento de padarias cadastradas no iFood se deu basicamente por uma exigência do mercado consumidor, que se acentuou com a pandemia.

Entre os principais benefícios do delivery, Antonio Rodriguez destaca o aumento da área de abrangência geográfica, que permite atender a um maior volume de clientes. Para o assessor, já as maiores exigências dos clientes continuam sendo a qualidade dos produtos oferecidos, a embalagem adequada e o tempo de atendimento. Após essa crise sanitária, a tendência é de continuidade das padarias nesses aplicativos, segundo ele.

“Mesmo após a pandemia, o delivery continuará tendo uma participação relevante no volume de vendas, pois é uma tendência crescente de mercado. Mas, por outro lado, as padarias não perderam o forte apelo do lugar que ocupam no coração dos consumidores, principalmente os de São Paulo. A forma de receber os clientes, o ambiente familiar e a variedade de opções que oferecem ao seu público estão mostrando a volta do público presencial, à medida que se observa maior tráfego de pessoas motivado pelo estágio de vacinação da população”, afirma Antonio Rodriguez.

Produtos especialmente feitos para entrega

A Food Service News conversou com padarias que estão no iFood para saber delas as experiências, vantagens e desafios de entrar no mundo das vendas online.

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas
“Com o início da pandemia, reforçamos nossa estratégia de delivery”, conta Ângelo Alexandrino, sócio e padeiro da Artigrano

A Artigrano é uma padaria artesanal inaugurada em 2018 no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro, e tem a maior variedade de pães de fermentação natural da capital carioca, contando com mais de 60 receitas de pães em sua linha de produção própria.

Ângelo Alexandrino, sócio e padeiro da Artigrano, conta que o estabelecimento entrou no iFood no início de 2019, mas já tinha também delivery próprio. “Porém, com o início da pandemia, reforçamos nossa estratégia de delivery e sentimos necessidade de oferecer mais essa opção para o cliente”, diz ele.

A Artigrano sempre buscou inovar e melhorar a experiência do cliente presencial e online, como relata o sócio. “Nós escolhemos o iFood por ser atualmente a maior plataforma de entrega de comida – um verdadeiro marketplace – e como uma forma de divulgar a nossa filosofia artesanal e de qualidade para mais clientes”, explica.

Ângelo Alexandrino acredita que está havendo uma transformação no setor em que atua. Para o padeiro, a pandemia e o isolamento modificaram os hábitos dos consumidores e as padarias também tiveram que se reinventar para oferecer a experiência via delivery.

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas
“Nosso objetivo é crescer ainda mais no delivery sem perder a essência do modelo artesanal”, afirma Ângelo Alexandrino, sócio e padeiro da Artigrano

“Aqui na nossa padoca criamos combos e opções de café da manhã especialmente para a entrega. A novidade foi um sucesso e continua sendo um ponto alto nas vendas até hoje. Destaque também de entrega de pães de fermentação natural, doces artesanais como bolos, cookies, tortas e croissants”, ressalta.

O principal desafio de entregas na Artigrano é a logística nos horários de pico e as adaptações no cardápio e embalagens. Como benefício, vê uma ampliação do seu número de clientes, principalmente fora da região que atende presencialmente. No atendimento do delivery próprio feito pelo WhatsApp, ajuda a tirar todas as dúvidas e explicar os detalhes dos seus produtos.

“Como meta, nosso plano atual, que já está saindo do papel, é ter uma nova loja da Artigrano na zona Norte do Rio. Esperamos inaugurar em dezembro e isso vai permitir uma ampliação da nossa área de entrega para regiões que ainda não conseguimos atender. Nosso objetivo é crescer ainda mais no delivery sem perder a essência do modelo artesanal”, afirma Ângelo Alexandrino.

Experiência com delivery

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas
“Nossos planos são colocar o máximo de produtos possíveis na plataforma de delivery”, diz Márcia Neves, proprietária da Levain de Casa

Márcia Neves, proprietária da Levain de Casa, padaria artesanal de fermentação natural fundada em 2017 em Campinas (SP), afirma que está no iFood desde a inauguração, atendendo num raio de 7km. “Temos também um delivery próprio que é feito de bicicleta”, destaca.

Como a Levain está há alguns anos na plataforma, a experiência da venda online não foi novidade com o início da pandemia. “Entretanto, tivemos uma percepção muito clara dessa repentina mudança no início das restrições sociais. Como já tínhamos o atendimento por delivery, foi mais fácil nos adaptarmos à realidade. Já os clientes, entendo que passaram por um período de adaptação… No entanto, conseguimos manter as vendas durante o começo do distanciamento social somente atendendo pelo delivery”, relata Márcia Neves.

A proprietária da Levain de Casa vê o iFood como uma vitrine de produtos. “Ganhamos muitos clientes novos pela ferramenta”, diz.

Na Levain, os produtos mais pedidos para entrega em casa são os pães de fermentação natural, cookies e pizzas. “Por fim, nossos planos são colocar o máximo de produtos possíveis na plataforma de delivery e, também, para os clientes fiéis, queremos oferecer pães por assinatura. Dessa forma, os clientes terão sempre pães frescos em casa sem precisar entrar diariamente no aplicativo para fazer o pedido”, destaca Márcia Neves.
Atendimento virtual: um caminho sem volta

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas
“Entendemos que o atendimento virtual é um caminho sem volta”, diz o proprietário da padaria Croissant D`or, Marcelo Costa

A padaria Croissant D`or foi fundada em 1988. Localizada em Campinas, o proprietário Marcelo Costa diz que a Croissant D`or iniciou as atividades no iFood em janeiro de 2020, pouco antes do início da pandemia, atendendo em um raio de entrega de 7km.

“Entendemos que o atendimento virtual é um caminho sem volta. As vendas virtuais devem fazer parte de qualquer negócio, pois a comodidade de solicitar algo prazeroso sem sair do lar é uma experiência única. A motivação é sempre atender o cliente aonde quer que esse esteja e da forma que ele desejar. Escolhemos o iFood por ser a plataforma com mais experiência, inovações e eficiência”, afirma Marcelo Costa.

A opção de mais uma forma de atendimento aos clientes da Croissant D`or foi impulsionada pela pandemia. Marcelo Costa diz que o público do delivery é diferenciado e muito característico da nova geração, “uma geração habituada à tecnologia e com rápida interação”.

Na Croissant D`or, por meio do delivery, os itens mais vendidos são os produtos tradicionais da padaria, por exemplo, pão francês, pão semi-italiano e, claro, o croissant.
Em curto prazo, a meta do estabelecimento é aumentar a participação do delivery em 20% ao ano no volume de vendas. “Isso com melhorias no cardápio, atendimento com equipe exclusiva, porcionamento adequado e embalagens especiais”, completa Marcelo Costa.

Atendimento e faturamento

Luiza Rodrigues de Oliveira, sócia-proprietária da Paraíso do Pão, diz que o estabelecimento entrou no iFood no dia 1º de abril de 2020 devido à pandemia.

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximas
“Para o futuro, nossa meta é ampliar cada vez mais nosso mix de produtos no iFood e conquistar cada vez mais novos clientes”, afirma Luiza Rodrigues de Oliveira, sócia-proprietária da Paraíso do Pão

“Com a ferramenta, conseguimos atender clientes em um raio de até 7km – distância estipulada pelo aplicativo”, conta ela.

O faturamento das vendas da Paraíso do Pão via aplicativo já soma 6% do faturamento total da loja. “É um número bastante alto”, considera a sócia-proprietária.

Os produtos da Paraíso do Pão mais vendidos por delivery são o pão francês, pão de queijo, biscoitos em geral e salgados. “Também temos grande número de vendas do nosso macarrão recheado, o qual o cliente monta da forma que quiser”, acrescenta Luiza Oliveira.

No cenário atual onde tudo está mais digitalizado, Luiza Oliveira diz que os clientes prezam muito pela rapidez e praticidade. Portanto, a padaria busca entregar os produtos com um padrão de qualidade elevado. “Embalagens seguras e práticas, mas que transmitam o carinho com que preparamos cada pacote que sai para entrega”, afirma ela. “Para o futuro, nossa meta é ampliar cada vez mais nosso mix de produtos no iFood e conquistar cada vez mais novos clientes, além de fidelizá-los, claro, como já é a grande maioria. Futuramente também, pretendemos ter nosso próprio aplicativo, assim podemos ter mais controle sobre as entregas, preços, promoções e áreas de entrega”, diz.

A Paraíso do Pão está em funcionamento desde 2002 na cidade de Vicente Pires (DF).

Planos

A Rainha da Vila Gomes é uma padaria com quase 50 anos de fundação situada no Butantã, bairro da cidade de São Paulo.

No iFood desde fevereiro de 2020, o proprietário Carlos Alberto Ferreira conta que a ideia surgiu como um experimento, um pouco antes de começar a pandemia.

O raio de atendimento da Rainha da Vila Gomes é em torno de 10km ao seu redor. Conta também com entregas próprias apenas para os vizinhos próximos. Como o serviço pelo iFood é uma novidade para o proprietário, a equipe da padaria está todos os dias aprendendo com as exigências desses novos clientes.

“Há questões como rapidez para o atendimento, a embalagem correta para o transporte, a logística interna para atender aos pedidos e o controle diário do nosso cardápio que precisam ter uma atenção especial”, diz ele.

As vantagens foram muitas: a abrangência de um público bem amplo; o atendimento
de novos clientes; o aumento do faturamento; a maior divulgação da imagem da padaria e dos seus produtos. Pão de queijo, pão francês, pão na chapa e café com leite são alguns dos itens que mais saem no delivery da Rainha da Vila Gomes.

“Nós ainda temos uma forte promoção em hambúrgueres que aumentou em dez vezes a nossa venda, bem como refeições em geral. E um dos carros-chefes são os nossos bolos”, complementa Carlos Alberto Ferreira.

Em curto prazo, os planos são continuar desenvolvendo novos produtos para esse segmento.

Desafios existem, mas benefícios são maiores

A supervisora e responsável pelo perfil da loja no iFood da Panetteria Degustações Iasmim Vitória Silva Rodrigues relata que estão na plataforma desde novembro do ano passado.
“Nossas entregas acontecem geralmente na zona Norte, mas atendemos em toda cidade. Sempre trabalhamos também com nosso próprio serviço de delivery, mas no final do ano passado decidimos expandir nossas entregas com o iFood”, conta ela.

A maior motivação da Panetteria Degustações em usar a ferramenta foi expandir e modernizar seus serviços. “Estamos tendo um boa saída de produtos com o serviço, além de termos maior feedback, o que ajuda muito para fazermos mudanças e melhorias”, pontua.

De acordo com Iasmim Rodrigues há muitos desafios, mas os benefícios são maiores. “Ainda mais em período de pandemia que podemos atender clientes que fazem parte dos grupos de risco, além de podermos atender bairros que antes não era possível”, afirma.
Pela manhã, a panetteria vende mais produtos de café da manhã via delivery, que são os mais pedidos, inclusive, e no horário do almoço são os pratos executivos. A Panetteria Degustações está localizada no Méier, bairro da zona Norte do Rio de Janeiro.

Atendendo a necessidade do consumidor

A fundadora e CEO da Galunion Consultoria, Simone Galante, empresa especializada em alimentação fora do lar, afirma que o grande aumento de padarias cadastradas no iFood é realmente um movimento de estar onde o cliente quer que ele esteja. Portanto, esse movimento acaba atendendo a necessidade do consumidor.

Padarias: mais tecnológicas, mais modernas, mais próximasSegundo Simone Galante, “o consumidor que deseja o delivery normalmente não sairia para ir buscar o produto no estabelecimento. Essa oportunidade de o empresário poder atender o cliente nesse momento em que ele está dentro de casa, fazendo alguma atividade que o leva a pedir delivery, ou ele está no escritório também com essa necessidade, faz com que as padarias percebam uma oportunidade e um novo canal de vendas”, afirma ela.

A maior motivação é atender o consumidor e aumentar o faturamento. E muitas escolhem o iFood, dentre as outras plataformas de entrega, por ser o canal de vendas com maior penetração frente aos consumidores, segundo Simone Galante.

Em 2020, a Galunion realizou três edições da pesquisa de alimentação na pandemia, evidenciando as constantes mudanças decorrentes da crise sanitária no mercado brasileiro de food service. A quarta edição traz dados que evidenciam uma transformação nos hábitos das pessoas e, consequentemente, um impacto nos negócios e na sociedade. A pesquisa foi realizada de 28 de julho a 02 de agosto de 2021, contou com 1.102 entrevistas respondidas por homens e mulheres a partir de 18 anos, das classes ABC, em todo o território nacional.

De acordo com essa pesquisa da Galunion, o iFood está no principal método preferido pelos consumidores para delivery ou take away (compre e retire), atingindo entre primeiro, segundo e terceiro lugar, 72%. Ele é seguido pelo WhatsApp, com 67%, e o telefone, com 40%.

A nova pesquisa da série Covid-19, realizada pela Associação Nacional de Restaurantes (ANR), em parceria com a Galunion e com o Instituto Foodservice Brasil (IFB), divulgada em setembro, mostra que antes da pandemia, nas padarias o delivery representava 15% pela média simples entre os respondentes e passou a representar 25%.

“Foram 88 padarias que participaram da pesquisa, então já dá para ter uma leitura estatística. Com a retomada do serviço presencial, apenas 72% responderam que vão manter o delivery, ou seja, ainda temos 28% que estão pensando em descontinuar o delivery. É importante que essas padarias saibam que existe essa nova ocasião de consumo e se eles abandonam esse serviço, alguém o fará por eles. Um dado interessante é que 35% das padarias responderam que querem incorporar novas marcas virtuais, outros tipos de serviços e ofertas. Que é uma possibilidade também de aumento de faturamento para as padarias. 16% gostariam de investir em cloud e dark kitchens (cozinhas fantasmas)”,
destaca Simone Galante.


IFOOD
www.ifood.com.br
Instagram – @ifoodbrasil
SINDIPAN
www.sampapao.org.br
Instagram – @sampapaooficial
ARTIGRANO Padaria Artesanal
Instagram – @artigranopadariaartesanal
Padaria Artesanal LEVAIN DE CASA
Instagram – @levaindecasa
Padaria CROISSANT D’OR
Instagram – @padariacroissant
Padaria PARAÍSO DO PÃO
Instagram – @paraisodopao
Padaria RAINHA DA VILA GOMES
Instagram – @padoca_rainha
Panetteria DEGUSTAÇÕES
Instagram – @panetteriarj
GALUNION
www.galunion.com.br
Instagram – @galunion_br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois + 12 =