Os exemplos das Olimpíadas para o food service

0

Escrevo este artigo no exato momento em que as Olimpíadas brasileiras estão acabando e me deparo com muitos exemplos para nossa atuação profissional.
Acima de tudo, gostaria de extrair os exemplos positivos, particularmente dos atletas medalhistas nas tantas modalidades disputadas.

Preparação e disciplina – salvo poucos casos, os medalhistas têm em comum longos processos de preparação; destinam a grande parte de seus dias (durante anos) ao desenvolvimento técnico, à repetição dos exercícios e ao preparo emocional.

Benchmarking e inovação – além do esforço particular e individual para se desenvolver, observar o que os melhores da categoria estão fazendo mundo afora é parte do processo dos vencedores – um movimento novo, uma sequência diferente etc; e, além do limite do que é praticado e conhecido, criam e ousam algo nunca tentado antes, buscando a nota superior.
Não aos álibis – “O que importa é competir” é uma frase que ouvimos há muito tempo e
que, apesar de ser nobre e verdadeira, não serve como desculpa para desempenhos medíocres; os atletas estão, sim, lá para competir, mas, com ambições, com grande exigência de dar o máximo, pelo melhor resultado possível.

Entrega e obstinação – os atletas estão disputando com os melhores do mundo em suas modalidades; dinheiro e reconhecimento são bem-vindos, mas ser o estado da arte no que praticam e o amor às suas bandeiras os fazem colocar ao menos 100% de suas forças e talentos, não desistindo até o fim.

Compartilhamento e espírito de grupo – o resultado pode ser individual ou pode haver um atleta que se destaca mais do que outros num time, mas o sentimento é que o atingimento do pódio, da medalha ou qualquer outra classificação acima da média se dá através do esforço e da colaboração coletiva, que vai desde os colegas da prática esportiva, passando pelos técnicos, pelos preparadores físicos e todos mais que participam de uma longa e exaustiva jornada.

Enfim, há muito a observar e a aprender e é fácil transpor os valores e as posturas dos vencedores das Olimpíadas para nosso negócio; tudo o que citei aqui e muito mais são características dos vencedores também em nossos negócios no food service.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro + 3 =