Contagem regressiva para as Olimpíadas no setor alimentício

Próximo às Olimpíadas, empresas dão destaque aos investimentos no mercado, com o objetivo de atrair mais clientes às suas marcas

0

As Olimpíadas estão chegando e, com esse período, também aumentam as expectativas de diversos empresários do setor de alimentação fora do lar em relação a esse evento e aos ganhos que podem ser obtidos por meio dele. A Food Service News, durante algum tempo, vem apresentando para você muitas das novidades que têm aparecido no segmento, bem como os preparativos para a data que se aproxima.
Durante vários meses, nós trouxemos até você diversas informações a respeito do segmento de alimentação fora do lar e como muitas empresas têm agido para poder garantir bons lucros durante o período em que irão acontecer as Olimpíadas do ano de 2016. Muitos empresários estão vendo no período uma boa oportunidade não somente para o momento em que ele estiver acontecendo, mas também para o período posterior, uma vez que os estabelecimentos são divulgados e novas pessoas passam a conhecê-los.
E os preparos para esse período acontecem nos mais diversos setores, que estão muito atentos para uma série de ações importantes. De acordo com o secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, o esquema de segurança dos Jogos Olimpícos já está preparado para poder evitar alguma ocorrência de terrorismo durante o período do evento. Ainda segundo ele, o padrão de segurança que foi adotado no Rio de Janeiro vai ser o mesmo nas cidades-sede de partidas de futebol.
Os preparativos em relação à capacitação dos voluntários também estão em alta atualmente. Essas pessoas estão passando por capacitação. Seis cidades vão receber centros de treinamento, que vão ser inaugurados no mês de junho, sendo elas Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Manaus.
Os jogos olímpicos do ano de 2016 vão chegar à capital do estado do Rio de Janeiro no próximo mês de agosto. No que diz respeito aos números, devem ser, ao todo, aproximadamente 18 mil atletas, paratletas e também equipes técnicas. Já a respeito dos turistas, devem ser cerca de 350 mil. Um dos legados que o evento deve deixar diz respeito a projetos urbanos que se destacam pela questão da inovação, trazendo características bastante positivas, como, por exemplo, a sustentabilidade.
Já a respeito da mobilidade urbana, também existiram avanços. Foram reformanadas seis estações, sendo elas Vila Militar, Magalhães Bastos, Engenho de Dentro, São Cristóvão, Ricardo de Albuquerque e Deodoro. Ao todo, foram investidos R$ 250 milhões.
No mês de fevereiro deste ano, a estação Ricardo de Albuquerque foi entregue de maneira concluída. Ela está obedecendo a padrões internacionais tanto no que diz respeito à capacidade de passageiros quanto no que diz respeito à acessibilidade.
Além de atender aos requisitos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro do ano de 2016,
a SuperVia traz para o cotidiano da população mais conforto no período de viagem de trem. Em relação às mudanças que foram realizadas há a recuperação da fachada, ampliação da cobertura da passarela, a passagem subterrânea passou por reformas e a iluminação e a comunicação visual foram recuperadas.
Já no que tange a alimentação, também está havendo bastante preparação e muitas novidades podem ser vistas até agora e outras devem chegar aos cardápios dos estabelecimentos nos próximos dias. Além disso, os treinadores, as equipes técnicas e também os atletas vão poder se alimentar de pratos típicos de seus países ou então eles poderão experimentar as comidas que são típicas das pessoas que moram no Brasil. Muitos restaurantes também têm demonstrado otimismo com o movimento turístico que o país receberá e esperam receber bons lucros durante esse período de jogos olímpicos do ano de 2016.
Exemplo disso é Leonardo Marques, atual sócio do Grupo Monjardim, que é composto por restaurantes e também por bares na região da capital mineira. A Monjardim Costelaria e Botequim pretende receber boa parte dos turistas que irão visitar a região.
No que diz respeito aos pontos de trabalho também está havendo bastante movimentação. Recentemente, sites de notícia avisaram que estavam abertas 8 mil vagas para o setor de alimentação e também outras funções para os jogos olímpicos do ano de 2016. Para as pessoas se inscreverem era necessário ter mais de 18 anos e as vagas eram para todos os níveis de escolaridade.

Comida fora do lar nas OlimpiadasInvestimentos

De acordo com o portal oficial do governo federal sobre os jogos olímpicos e paralimpícos do ano de 2016, o governo federal tem feito vários investimentos desde o ano de 2009, que foi quando o Brasil conquistou o direito de sediar o evento.
Os investimentos, ainda segundo o portal oficial do governo federal sobre os jogos olímpicos e paralimpícos do ano de 2016, já somam mais de  R$ 4 bilhões em, ainda, esses investimentos têm tornado possível não somente a construção, mas também a consolidação de uma rede nacional de treinamento, com unidades que vão beneficiar os brasileiros em todas as regiões, contribuindo, assim, para a formação dos atletas.
No que diz respeito aos investimentos em estrutura física, de acordo com o portal oficial do governo federal sobre os jogos olímpicos a paralímpicos do ano de 2016, já são mais de R$ 3 bilhões. Essa quantia é destinada para a construção de centros de treinamentos de uma série de modalidades, sendo 254 Centros de Iniciação ao Esporte (CIEs),  dez instalações olímpicas no Rio de Janeiro (RJ) e também, ainda, 47 pistas oficiais de atletismo.
Ainda de acordo com o portal, o Ministério do Esporte está destinando R$ 825,4 milhões  para reformas e também para instalações já existentes no Complexo Esportivo de Deodoro, que fica localizado no Rio de Janeiro. Desde o pan que aconteceu no ano de 2007, o complexo em Deodoro conta com uso intensivo. Conforme o portal informa, o local já recebeu mais de 300 eventos esportivos tanto nacionais como também internacionais.
Já no que diz respeito ao Parque Olímpico da Barra, de acordo com as informações contidas no portal oficial do governo federal sobre os jogos olímpicos e paralímpicos do ano de 2016, o Ministério do Esporte está destinando mais de R$ 300 milhões na construção de instalações esportivas que vão ser permanentes como o Centro Olímpico de Tênis, o Velódromo Olímpico e os Halls Olímpicos 1, 2 e 3.

Mercado

Muitos empresários têm pensado sobre o que fazer nesse período que antecede as olimpíadas de 2016 para que durante o evento eles possam receber bons lucros, usando, para isso, a criatividade. Um exemplo disso são as peças que fazem alusão à cidade do Rio de Janeiro e também ao Brasil. Muitas pessoas que possuem imóveis ou mesmo um quarto vazio em casa também já estão anunciando seus aluguéis para o período do evento. Segundo informações do site Trivago, que é um buscador de hotéis, a procura por locais desse tipo para alugar na cidade do Rio de Janeiro já aumentou 50% para o mês de agosto, quando as Olimpíadas terão início.
Outro tipo de atuação que pode ser boa para diferentes tipos de pessoas envolvidas nos negócios durante o período das Olimpíadas é a de guia turístico. Muitas pessoas que falam outros idiomais como, por exemplo, o inglês e o espanhol já estão pensando nesse tipo de ocupação. Isso pode inclusive favorecer a área de alimentação fora do lar, uma vez que muitos estabelecimentos acabam sendo uma espécie de ponto turístico e despertam a atenção de muitos.
As comidas típicas do Brasil também podem ser outro ponto alto do período das Olimpíadas do ano de 2016. Isso porque alimentos como o brigadeiro, o pão de queijo, o acarajé, entre outras comidas que são típicas do país, acabam despertando a curiosidade dos turistas, que pensam em experimentar esse tipo de comida e assim contribuem para alavancar as vendas e também para garantir maiores lucros para a área de alimentação fora do lar.
As franquias também são outro tipo de estabelecimento de alimentação fora do lar que podem ser bastante lucrativas no período em que vão acontecer as Olimpíadas do ano de 2016 no Brasil. Isso porque muitas delas já têm pensando em promoções destinadas para esse período e também já estão investindo em marketing.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 + 15 =