O sucesso e a ascensão do lámen no Brasil

0
O sucesso e a ascensão do lámen no Brasil

Difundido no oriente, o lámen já está no Brasil há alguns anos e vem se popularizando como um saboroso prato asiático

O lámen ou ramen é originalmente chinês, mas foi desenvolvido no Japão. O prato, normalmente, é composto de macarrão e sopa, podendo ser com carne de porco, por exemplo, ou só com legumes. Bastante popular em terras japonesas, essa iguaria também já se popularizou no Brasil, sendo oferecida em diversos estabelecimentos especializados na culinária oriental.

O lámen do Gendai com filé empanado de lombo de porco

O Gendai, rede de comida japonesa com 45 restaurantes físicos e 30 restaurantes virtuais, oferece o lámen à base de molho shoyu. O principal diferencial é o acompanhamento de um filé empanado de lombo de porco. O prato é servido no balcão dos restaurantes ou entregue em embalagens próprias para viagem, que separam o macarrão do caldo e toppings.

Carlos Sadaki, diretor e sócio da TrendFoods, companhia recém-comprada pelo Grupo Trigo, holding brasileira que controla as redes Gurumê, Koni Store, LeBonton, Spoleto e agora a China in Box, diz que a rede Gendai tem um cardápio extenso de pratos quentes e frios.

“O lámen vem ano a ano conquistando cada vez mais consumidores e tem tido boas vendas, mas não chega a ser carro-chefe da casa”, comenta.
Os clientes receberam muito bem a novidade no cardápio do Gendai. “Até o ano passado era um prato sazonal de inverno, mas decidimos, a partir de agora, mantê-lo o ano todo no cardápio”, afirma Carlos Sadaki.

Segundo o diretor e sócio da TrendFoods, “o principal benefício do produto é oferecer um item diferente de prato quente e atrair um público distinto que busca novidades na praça de alimentação de shoppings, principalmente”, diz.

Inspiração japonesa para a mesa brasileira

O sucesso e a ascensão do lámen no Brasil
“Esse processo de produção artesanal permite um maior controle sobre a qualidade do prato e cria um importante diferencial”, afirma Simone Xirata, sócia-executiva do Jojo Ramen

Simone Xirata, sócia-executiva do Jojo Ramen, com duas unidades, sendo a primeira no bairro Paraíso e a segunda na Vila Mariana, situadas na capital paulista, conta que o macarrão ramen é o principal produto do cardápio do Jojo.

“A ideia de criar o estabelecimento e oferecer ramen surgiu na minha primeira viagem ao Japão, em 2011. Nesta viagem, tive oportunidade de conhecer todas as regiões dos meus avós, Okinawa, Fukuoka (Hakata) e Kyoto. Na cidade de Fukuoka (da minha avó materna), fui levada por um amigo japonês, para conhecer o restaurante favorito dele. Chegando lá, vi que era um lugar bem simples, bem antigo. Fiquei um pouco receosa e decepcionada, mas arriscamos e pedimos os pratos. Quando chegaram os pratos, e dei a primeira ‘hashizada’, fiquei extremamente emocionada com a comida, como nunca havia sentido. Era a primeira vez que experimentava um ramen na vida. Depois descobri que era a primeira casa de uma rede de ramen que se tornou famosa mundialmente, chamada Ippudo. A partir daquele momento, passei a comer ramen em todos os locais que visitei no Japão naquela viagem. Deve ter sido uns dez ramens diferentes. Quando voltei ao Brasil, conversei com meus amigos de faculdade e que trabalhávamos juntos, em uma consultoria financeira, e falei: ‘precisamos trazer esta comida para o Brasil’. Os principais pratos do cardápio do Jojo são: Shio, Shoyu e Missô Ramen. Além desses ramens tradicionais, a casa conta com um variado cardápio que traz estilos mais inovadores como o Tsukemen, que é apresentado em duas versões, com e sem pimenta, na qual o caldo é servido separado do macarrão (men), e o macarrão vem em uma temperatura ambiente. Em outra linha de ramens, possuímos versões sem caldo, como o Abura Soba e o Tantamen Shirunashi, que são ramens, servidos com todos os temperos do prato tradicional com exceção do caldo base e assim tornando-se versátil para vários momentos. Também temos opções de ramens vegetarianos com e sem caldo”, acrescenta.

Na casa, todos os itens do ramen são produzidos artesanalmente. Simone Xirata explica que o macarrão é feito diariamente em uma máquina trazida do Japão especialmente para a produção desse tipo de massa. O caldo base é feito de maneira tradicional. Todos os temperos e os toppings do ramen também são produzidos na casa.

“Esse processo de produção artesanal permite um maior controle sobre a qualidade do prato e cria um importante diferencial, pois não utilizamos praticamente nenhum produto processado”, afirma ela.

Outro fator importante de diferenciação contado por Simone Xirata é que quase 90% da matéria-prima do Jojo são de insumos encontrados localmente.

O ramen do estabelecimento tem uma grande receptividade por parte dos clientes. “No geral, as pessoas gostam muito do prato, por ser um prato democrático e inclusivo, que abrange diferentes faixas de idade e paladares”, afirma.

Para a sócia-executiva, o nicho de ramen está em ascensão, em função de se tratar de uma comida com um ótimo custo-benefício, ser extremamente comfort, e por ser uma comida mais artesanal. “E hoje, talvez em função dessas características, tornou-se um prato muito popular fora do Japão também, especialmente nos EUA e em muitos países na Europa”, diz.

Com carne e sem carne

O restaurante Lamen Kazu, localizado no tradicional bairro japonês da Liberdade, em São Paulo, em parceria com a rede de restaurantes do grupo Try International, uma empresa do Japão, e mantendo os mesmos processos e procedimentos com os produtos importados da rede japonesa, elabora os lámens com os cinco elementos básicos do sabor: umami (gosto denso, profundo e duradouro), doce, azedo, amargo e salgado.

O sucesso e a ascensão do lámen no Brasil
O restaurante Lamen Kazu, em parceria com a rede de restaurantes do grupo Try International, elabora os lámens com os cinco elementos básicos do sabor: umami, doce, azedo, amargo e salgado

“Com esses princípios apresentamos os lámens de missô, de shoyu e de shio, cada caldo com sua peculiaridade, mas sendo o missô lámen a nossa especialidade, onde apresentamos quatro tipos de missô: Shinshu missô, Kyushu missô, Hokkaido missô cada um representando o sabor típico regional do Japão e o Goma missô – este último utilizado em um lámen de verão que é servido gelado”, apresenta o chef Hernandes Kazunori, Fujino, do Lamen Kazu.

O chef também conta que anos atrás, o Lamen Kazu percebeu a grande procura de clientes por lámen vegetariano. “Desenvolvemos sob avaliação da matriz no Japão e dos nossos chefs locais duas versões de lámens vegetarianos, sendo uma com caldo de missô e outra com caldo de shio”, diz.

Inspiração no ramen japonês de Tóquio

Daniel Kiyoshi Kataguire, chef proprietário do Lamen The Bowl, situado no bairro Instituto de Previdência, em São Paulo, diz que a ideia de abrir um restaurante de lámen surgiu após ele e seu irmão terem ido ao Japão.

“Na época, aqui em São Paulo havia apenas uma opção de casa de lámen e que segue o mesmo estilo há muito tempo”, diz ele.

O sucesso e a ascensão do lámen no Brasil
Daniel Kiyoshi Kataguire, chef proprietário do Lamen The Bowl, diz que a ideia de abrir um restaurante de lámen surgiu após ele e seu irmão terem ido ao Japão

O lámen do Lamen The Bowl tem inspiração no ramen japonês de Tóquio, um caldo à base de frango com balanceamento de óleo aromático, cozido lentamente durante 16 horas.
“Conforme nosso público foi crescendo, fomos testando e adaptando os diferentes tipos de lámen que servimos na casa. Por exemplo, o Missô, que leva missô apimentado, shoyu, shio, curry e tomate. Todos eles se apresentam em variações com ou sem caldo, vegetariano e também podem ser customizados com adição ou remoção de toppings”, afirma ele.

Analisando esse setor no Brasil, Daniel Kataguire diz que a questão é valorizar a ideia, o conceito, o preparo e os ingredientes.

“Aqui no Brasil, de forma geral, estamos muito acostumados com qualidades medíocres de ingredientes. Basta ir a outro país e verificar a oferta de condimentos ou especiarias pensadas de forma exclusiva”, avalia.

O proprietário salienta que esse mercado ainda está em desenvolvimento e tem muito espaço para crescer em São Paulo e em outras cidades do país.

O miojo como ingrediente do ramen

A Nissin Foods do Brasil é uma empresa do Grupo Nissin Foods e se consolidou no Brasil como líder no segmento de macarrão instantâneo.

O famoso macarrão instantâneo que pode ser utilizado na composição de um ramen tem hoje 11 linhas de produtos no mercado brasileiro, com seus respectivos sabores, são elas: Nissin Lámen, Cup Noodles, Linha Suave, Talharim, Hot, Cremoso, Nosso Sabor, Yakissoba, Espaguete, Deboas e Saladaria.

“Nosso principal produto, em termos de venda, é o Miojo Nissin Lámen, que pode ser considerado o carro-chefe da marca. Hoje, o grupo Nissin Foods atua em diversos países do mundo, oferecendo aos consumidores da marca um alimento prático e saboroso. O alimento se tornou tão popular em diversos países que, em 2020, foram consumidas mais de 116 bilhões de porções de macarrão instantâneo em todo o planeta, conforme pesquisa da World Instant Noodles Association (WINA). Um levantamento da WINA mostra que o Brasil é líder de consumo do alimento na América Latina, com 2,7 bilhões de porções consumidas em 2020, resultando em um consumo per capita de 12 a 13 porções”, aponta Ana Fossati, gerente de Marketing da Nissin Foods do Brasil.

A ideia da companhia de criar diferentes tipos de macarrão se deu na alta demanda dos consumidores em apreciar o produto e na aposta em um mercado sempre aquecido e lucrativo.

“Os consumidores buscam constantemente inovações e, como líderes do setor de macarrão instantâneo, buscamos nos reinventar sempre atentos às demandas por parte dos nossos consumidores. Assim, buscamos alinhar as expectativas no que diz respeito aos produtos, oferecendo cada vez mais produtos e sabores diferenciados, tanto nacionalmente quanto regionalmente”, afirma Ana Fossati.


GENDAI (Grupo Trigo)
www.gendai.com.br
Instagram: @gendaioficial
JOJO RAMEN
www.jojoramen.com.br
Instagram: @jojo_ramen
LAMEN KAZU
www.lamenkazu.com.br
Instagram: @lamen_kazu
LAMEN THE BOWL
www.lamenthebowl.com
Instagram: @lamenthebowl
NISSIN FOODS DO BRASIL
www.nissin.com.br
Instagram: @nissinbrasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × 5 =