Novas unidades garantem faturamento no fast food

0

As grandes redes de fast food estão aumentando seu faturamento através da abertura de novas unidades, isso é o que afirma os dados do IFB (Instituto FoodService Brasil). No mês de julho, o aumento real foi de 2%, considerando apenas os novos restaurantes e os abertos há mais de um ano. Quando as novas unidades não são consideradas, o faturamento cai 5%, em comparação a julho do ano passado.

O IFB, que organizou a pesquisa, foi criado há dois anos e representa 33 empresas do setor alimentício. Dentre essas empresas, estão redes de fast-food, fornecedores de alimentos e bebidas (como Marfrig, Coca Cola, Unilever e Nestlé) e operadoras logísticas. Ao todo, essas empresas faturam R$50 milhões e possuem 200 mil funcionários.

Outras grandes empresas são associadas ao IFB como o Burger King, Giraffas, Bob’s, Subway, Arcos Dourados (que opera o McDonald’s na América Latina, Outback, IMC (Viena e Frango Assado), Habib’s e Spoleto. Essas marcas servem como fonte de dados para os levantamentos do IFB.

Nesta pesquisa feita pelo instituto, foi notado um crescimento de 5,5% em julho, em termos nominais, se compararmos com as “mesmas lojas”. Se considerarmos todas as lojas, mais novas e as antigas, o aumento é de 12,47%.

Algumas redes estão abrindo espaço no mercado brasileiro, como é o caso da Subway, McDonald’s, Hotters, Domino’s Pizza e Outback, que são as redes que mais abrem unidades no país, como afirma o “The Wall Street Journal”.

De acordo com o IFB, o ritmo de inaugurações o está diminuindo. Isto porque em maio o número de novas unidades foi 15,6% superior que no ano passado. Já em junho, esse percentual chegou a 12,3% e em julho a 9,8%. A expectativa é que esse número fosse maior, considerando que o período possui pico de vendas no setor. No entanto, foi o número mais baixo registrado desde setembro de 2014.

Fonte: Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − 15 =