Negócio começa com espetinho e cresce no mercado

0

Com conhecimento em gerência e precisando de dinheiro, Edgar investiu na ideia de abrir o negócio próprio e procurou o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae ES) para auxiliá-lo nos primeiros passos da vida empreendedora.

“Em abril de 2015 fui demitido e comecei a procurar vagas de trabalho na minha área de atuação, mas não tive sucesso. Eu sempre pensei em montar um negócio para gerar uma renda extra, mas diante da crise montar meu empreendimento era a única solução”, informou Souza.

Edgar precisou investir em um carro de churrasquinho e começou a trabalhar na calçada da própria casa. Para fornecer o prato, ele contratou um churrasqueiro e cuidou sozinho do gerenciamento do negócio. “Fiz um planejamento e contei com a consultoria do Sebrae para orientação técnica. Devido à minha antiga profissão possuo conhecimento em gestão, por isso cuido de atender e servir os clientes, e também sou responsável pelo caixa”, conta o empresário.

Atualmente, o negócio tornou-se “Dona Z espetinhos” e está há 11 meses no mercado, fazendo sucesso na rua onde Edgar mora, em Vila Velha. “O que era para ser um complemento de renda hoje é um bom negócio. O carrinho de churrasquinho evoluiu e conquistou a clientela. Agora, com uma estrutura melhor de mesas, cadeiras e coberto com toldos. Os clientes elogiam, e as demandas cresceram. Trabalho o dia todo e já sinto necessidade de expandir ainda mais”, conta Edgar Souza.

Fonte: Revista PEGN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × dois =