Necessidade aliada ao negócio

Além de fazerem parte da rotina de empresas, automóveis também têm ganhado espaço como food trucks

0

O setor automotivo e o de food service caminham juntos em muitas de suas necessidades. Quem tem um estabelecimento de alimentação costuma saber bem o quanto esses veículos podem auxiliar no dia a dia e ajudar a alavancar o negócio.

Com o tempo, os automóveis deixaram de ser apenas algo necessário para se tornarem o próprio local de trabalho de muitos profissionais. Os food trucks, que se transformaram em uma forte tendência no Brasil, são uma opção de negócio diferenciada.

Cada veículo tem uma finalidade específica para o seu uso, dependendo da carga utilizada e do estabelecimento que será montado sobre rodas. Atualmente, existem empresas responsáveis por transformar esses utilitários em food trucks e garantir maior eficiência no dia a dia.

Segundo Ana Paula Teixeira, gerente de Marketing de Produto Vans da Mercedes-Benz do Brasil, o grande destaque para a venda de automóveis voltados para food trucks foi entre 2014 e 2016

Estrutura

Para atender ao público corporativo, a Fiat conta com oito escritórios regionais e 500 concessionárias espalhadas pelo país. De acordo com Paulo Goddard, Gerente Nacional de Veículos Comerciais e Governo da Fiat, esse departamento é responsável por ajudar os consumidores na escolha de opções com mais qualidade, benefício, economia e custo.
“Temos uma gama bastante ampla e versátil que se adequa às principais necessidades do mercado corporativo em geral. Especificamente sobre o mercado de alimentação fora de casa, os modelos da Fiat mais demandados são Strada, Fiorino, Doblò e Ducato”, explica Paulo.

De acordo com o gerente, a Fiat se preocupa com o setor de alimentação fora do lar por estar sempre em expansão e com constante renovação. Um dos exemplos são os food trucks, que tiveram uma grande alta no mercado. “Estamos atentos a isso e trabalhando em parceria com as melhores empresas de adaptação do mercado de food truck, para que nossos produtos sejam sempre considerados a melhor opção para esses clientes”, explica.

O público do setor necessita de opções rigorosas para atender suas demandas, tanto em estabelecimentos físicos quanto em food trucks. “Nosso foco também está em desenvolver veículos com a melhor qualidade do mercado e uma rede assistencial ampla e preparada para oferecer a melhor assistência técnica aos clientes. Esse segmento não tem espaço para ineficiência na assistência técnica, pois carro parado significa perda de receita na certa”, complementa o gerente.

Mesmo com a retração econômica, o mercado de alimentação tem se mantido em desenvolvimento e buscado novas formas de fomentar a economia. De acordo com Paulo, os food trucks ajudaram a continuar a procura por automóveis da Fiat.

“Percebemos que a forte retração do mercado em geral abriu oportunidade para o desenvolvimento de negócios próprios envolvendo o mercado de alimentação. Podemos dizer que o mercado de food trucks aqueceu certamente as vendas de veículos nesse segmento e possui potencial de crescer ainda mais, com a retomada do crescimento da economia, que esperamos que venha já neste segundo semestre”, diz.

Para quem deseja comprar um automóvel na Fiat, o gerente ressalta que existem diversas formas de pagamento. “Temos várias opções de financiamento para o mercado corporativo, em especial para os profissionais autônomos, com condições e taxas extremamente competitivas. Trabalhamos com uma política de vendas que premia a fidelidade e o volume com condições comerciais progressivas, em função do histórico de compra e relacionamento com o cliente”, conta.

Indicação

“Ainda hoje existem diversos clientes buscando veículos para esse fim, seja com um foco mais empreendedor, de investidor ou até mesmo na realização de um sonho em segmentos específicos, como comida orgânica”, explica Ana Paula Teixeira, gerente de Marketing de Produto Vans da Mercedes-Benz do Brasil

A Mercedes também fornece automóveis utilitários para o food service nos modelos Sprinter e Vito, que somam mais de 70 versões para atender ao público. Existem furgões, chassis e vans que têm grande demanda.

De acordo com Ana Paula Teixeira, gerente de Marketing de Produto Vans da Mercedes-Benz do Brasil, há um destaque principalmente para a categoria de passageiros. Ela explica que, para os estabelecimentos de alimentação, há grande vantagem nos carros da Mercedes “Seja no traslado de clientes, no transporte de insumos ou na distribuição de alimentos, os veículos Sprinter e Vito têm diversos benefícios para

restaurantes e outros estabelecimentos relacionados à alimentação. Com uma ampla faixa de torque máximo, disponível mesmo em baixa rotação, proporciona-se muita agilidade e reduzido consumo. Além disso, o utilitário Mercedes-Benz tem um amplo intervalo de manutenção, garantindo mais disponibilidade ao cliente. Tudo isso aliado ao ótimo valor de revenda, garantindo a rentabilidade para o transportador”, conta Ana Paula.

Além dos benefícios para o dia a dia, esses carros também podem ser transformados em food trucks. Segundo Ana Paula, os furgões e chassis da linha Sprinter são muito pedidos para essa demanda. “A linha tem diversas opções de entre-eixos e PBT, possibilitando a adaptação a uma ampla gama de aplicações, desde empresas que só desejam usar o veículo para o preparo final dos alimentos até aqueles food trucks que fazem toda a preparação dentro do veículo”, pontua.

A linha Sprinter tem mais de 20 anos e é conhecida por alguns fatores, como sua durabilidade, disponibilidade e grande rede de pós-venda. Dessa forma, faz com que o operador de food service trabalhe sem precisar parar sua operação.

De acordo com Ana Paula, o grande destaque para a venda de automóveis voltados para food trucks foi entre 2014 e 2016. Porém, ainda existe uma boa procura de automóveis para esse propósito, principalmente por comércios específicos.

“Ainda hoje existem diversos clientes buscando veículos para esse fim, seja com um foco mais empreendedor, de investidor ou até mesmo na realização de um sonho em segmentos específicos, como comida orgânica”, explica a gerente.

Corporativo

A Hyundai também oferece veículo utilitário com grande demanda do público corporativo. O destaque da empresa é o HR, lançado em 2007, com motor 2.5, movido a diesel. Neste ano, o automóvel ganhou o Prêmio Maior Valor de Revenda – Veículos Comerciais em duas categorias: camioneta de carga e campeão geral.

De acordo com Leonardo Lukacs, Gerente de Engenharia e Planejamento de Produto da CAOA, o HR é muito procurado pelos estabelecimentos desde o seu lançamento. “Temos uma demanda muito boa desde 2007. Esse veículo atende muito bem os estabelecimentos por poder trafegar em áreas urbanas, ser ágil e transitar muito bem”, conta.

Outro ponto a ser levado em conta é a garantia do automóvel, que é de quatro anos. Segundo Leonardo, esse é um dos motivos para os clientes terem maior confiança na compra. O preço do automóvel é R$ 73.320.

Food trucks

O veículo também costuma ser levado em consideração para a adaptação em food trucks. Segundo Leonardo, não há uma estimativa exata de quantos consumidores o compram com essa finalidade. Porém, há empresas conhecidas que são responsáveis por adaptar o HR em um food truck. “Sabemos que o HR é uma boa opção para esse mercado, pois atende todas as categorias da lei de food trucks”, comenta.

O utilitário HR, da Hyundai, foi eleito como o melhor preço de revenda em 2017

Capacidade

O HR tem capacidade de carga de até 1.800 kg sobre o chassi. Outra facilidade para os estabelecimentos de alimentação é que, mesmo sendo um veículo de carga, pode ser conduzido por motoristas habilitados na categoria B. Dessa forma, o trabalho fica menos burocrático para as empresas.

Além disso, o modelo sofreu algumas modificações para melhor atender os consumidores. Agora, ele conta com freio ABS e Airbag, o que deixa o veículo mais seguro para quem o utiliza. Ele também tem câmbio de seis marchas, cabine de três lugares, faróis de milha de série, vidros elétricos e estepe antifurto.

Importadora

A CAOA é uma importadora exclusiva da Hyundai no Brasil. A empresa está no país desde 1999 e investiu, maciçamente, no pós-vendas para conquistar o mercado nacional.
Devido aos bons resultados, o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade construiu a primeira montadora com capital 100% brasileiro. Inaugurada em 2007, em Anápolis (GO), a CAOA Montadora começou a produção inicialmente do HR, para depois dar início a outros veículos.

Modelos

A Renault é outra empresa automotiva que atua com utilitários para os consumidores. Um dos modelos é o Renault Kangoo, com capacidade de carga para até 800 kg. De acordo com a marca, esse modelo é ideal para pequenas e médias empresas, que necessitam atender suas demandas com agilidade e economia.

O Kangoo tem motor 1.6 16V Hi Flex e foi etiquetado com “A” pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Master

O Renault Master é outro utilitário oferecido pela empresa, que visa suprir outra demanda de consumo. O automóvel entra na categoria “furgões com até 3.500 kg de peso bruto total”. Em 2013, a Renault anunciou algumas mudanças no modelo, que tem até quatro versões de carroceria: minibus, furgão, chassi-cabine e vitré.

O modelo atende, principalmente, clientes com cargas maiores a serem transportadas. Para se ter uma ideia, o Master Chassi Cabine tem capacidade de carga de até 1.759 kg.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × quatro =