Não tem tempo ruim

Chocolate quente é uma das opções mais procuradas em vários locais

0

O inverno traz com ele uma série de hábitos e de costumes, sendo que muitos deles são relacionados à alimentação. Esta época do ano, que vai até o dia 22 de setembro e que começou no dia 21 de junho, é caracterizada também por diferentes tipos de receitas que são procuradas pelas pessoas para que elas sejam consumidas ainda quentes. Dessa forma, muitas empresas do segmento ampliam a produção e a comercialização desses itens alimentícios, aumentando os seus rendimentos e fazendo com que os consumidores fiquem satisfeitosdiante desse cenário.

Opção

Um exemplo de alimento que é bastante consumido nesta estação do ano é o chocolate quente. Para muitas pessoas, esse item é capaz de trazer até mesmo bem-estar, de produzir uma sensação de aconchego nos dias que são mais frios. Para que se possa incrementar a bebida, muitas vezes são adicionados diversos ingredientes a ela, tornando-a ainda mais especial para os consumidores. Exemplos disso são o marshmallow, a canela em pau, a fava de baunilha, raspas de limão e de laranja, pimentas em grãos, entre outros elementos.

Em geral, para prepará-lo, é usado o leite integral, para poder deixar o chocolate quente mais espesso e também mais cremoso. Em alguns casos, também é adicionado o creme de leite na composição. Em determinados estabelecimentos, os profissionais costumam derreter uma barra de chocolate no leite no momento do preparo, fazendo, assim, com que a bebida fique bastante saborosa. Outro modo de servi-lo é o chamado “chocolate submarino”: um pedaço do doce é deixado no fundo da xícara. Depois, é derramada uma dose de leite quente sobre ele.

História

Não é de hoje que o chocolate quente vem fazendo bastante sucesso, sendo muito consumido e apreciado. Estima-se que a origem dele venha da época do descobrimento da América. O povo pré-colombiano já gostava muito do cacau e produzia uma bebida com ele que era considerada algo que deveria ser consumido apenas pela elite daquele tempo. Os europeus, quando tiveram contato com o novo continente, conheceram a fruta e trataram de levá-la para outros países. Entre os anos de 1600 e 1799, a bebida já era uma espécie de sensação nas terras europeias.

Aos poucos, o chocolate quente foi ganhando novas versões, até chegar aos dias atuais, em que várias marcas e estabelecimentos têm conseguido inovar bastante na receita desse produto, bem como nos seus possíveis acompanhamentos. Inclusive, diversos locais que comercializam itens que são normalmente mais vendidos em outras épocas do ano, como as gelaterias, também já colocaram a bebida em seus cardápios e têm alcançado ótimos resultados com isso, aumentando os seus lucros também fora do verão. Em alguns casos, ela vem acompanhada dos gelatos e acaba sendo uma boa pedida para várias pessoas, que costumam gostar da experiência de experimentar alimentos com temperaturas diferentes.

Há também o exemplo do chocolate quente que é feito com uma porcentagem a mais de cacau e, assim como as barras que possuem esse mesmo tipo de abordagem, ele vem sendo bastante apreciado por uma série de indivíduos. A versão light também já existe e tem conquistado os consumidores que querem ingerir o produto, mas prestam atenção ao número de calorias dele e preferem uma versão em que a quantidade delas seja reduzida. Enfim, há chocolate quente para diversos tipos de preferências e de paladar, garantindo, assim, um mercado promissor para quem resolve investir nele.

No país

Nos Estados Unidos, a marca líder do mercado de achocolatados em pó é a Swiss Miss, que também é uma das mais comercializadas em todo o mundo, atraindo milhões de consumidores em diferentes regiões. Agora, ela chegou ao Brasil e é direcionada ao público que já é adulto, pensada para agradar um paladar considerado mais exigente. Os itens são produzidos a base de cacau e de leite e são disponibilizados em quatro sabores: chocolate ao leite, marshmallow, chocolate amargo e sem adição de açúcar.

“Nossa principal expectativa é atender os consumidores que hoje não encontram entre as opções disponíveis no mercado um produto de alta qualidade e indulgente, com perfil mais adulto e para ser consumido quente. Acreditamos que, preenchendo essa lacuna, poderemos ganhar participação de mercado nas categorias de bebidas quentes e modificadores de leite, que possuem vendas expressivas no Brasil”, afirmam Henrique Lago, da Latinex, distribuidora de alimentos Premium e representante da marca no Brasil, e João Gabriel Lopes, da Conagra, empresa responsável pelo Swiss Miss.

Os profissionais frisam que a marca foi a primeira de chocolate quente em todo o mundo e que ela foi introduzida no mercado nos anos de 1950. Além da variedade de sabores que é um diferencial oferecido pela empresa no produto, eles explicam que o item “possui leite na fórmula, o que possibilita o preparo com água ou leite quente para ter anda mais cremosidade; todos os produtos são a base de cacau e não de malte, e a embalagem em caixa conta com envelopes individuais, facilitando o preparo pelo consumidor”.
Para atrair e fidelizar os consumidores, a marca destaca que é importante aumentar a experimentação do item por meio de ações de degustação e sampling. Os profissionais acreditam que, após experimentarem o produto, as pessoas voltarão a consumi-lo, dada a qualidade que é oferecida.

Atuação

Um dos maiores desafios relacionados à comercialização do item, de acordo com os profissionais, diz respeito ao controle apurado de estoque. Eles relatam que, como os itens contam com um prazo de validade, caso não haja um controle de estoque e um previsionamento da demanda, há um grande risco de eles vencerem e, dessa forma, de fazer com que as margens, que já são apertadas, se tornem negativas. A logística, segundo eles, também é um grande desafio, principalmente quando se trata de um país com as dimensões que tem o Brasil.

Planos

Atualmente, a Swiss Miss está investindo para aumentar a presença internacional da marca em mercados-chaves, principalmente na América Latina e na Ásia.

Já a Latinex é uma distribuidora e importadora de alimentos premium. A seleção dos produtos comercializados pela marca passa por critérios como alta qualidade e também foco em inovação para o dia a dia dos consumidores do país.

No portfólio da empresa, além do chocolate quente da Swiss Miss, há snacks saudáveis, cookies, temperos, molhos de queijo e de pimenta, batatas fritas, entre outros alimentos. As marcas que são representadas pela organização podem ser encontradas em açougues, padarias, supermercados, lojas de produtos naturais e empórios.

Versatilidade

A Qualimax é uma marca que, entre os produtos que comercializa, investe no chocolate em pó. A empresa possui uma linha de itens a base de cacau, que têm uma coloração bem forte, fornecendo, dessa maneira, a característica mais intensa do real chocolate, valorizando e destacando o sabor.

Conforme Fabiana Mazzulli, coordenadora de marketing da organização, destaca, o produto é ideal não somente para o preparo de bebidas, mas de brigadeiros, bolos, tortas, cremes, recheios, coberturas, caldas, sorvetes, biscoitos, cookies, mousses e sobremesas em geral. São indicados, ainda, para preparações gourmet, como ganache, brigadeiro trufado, brownie e petit gateau. Também podem ser usados para dar aquele toque final em bebidas e em doces.

“Faz parte do portfólio da Qualimax food service a linha de chocolate em pó 32% e 50%, disponíveis nas versões 1kg, 2 kg e 25kg. Chocolate com cor intensa e sabor marcante. O chocolate em pó Qualimax é muito utilizado nas padarias, nas cafeterias e por baristas para o preparo de bebidas de chocolate, mocha, cappuccino, entre outras. O produto é indicado também para o preparo de caldas e ganaches, que vai muito bem com a bebida, agregando além do sabor e textura, como forma de decoração da taça/copo, aproveitando a tendência de gourmetização das bebidas”, afirma Fabiana.

O chocolate em pó da marca também se destaca por oferecer alto rendimento com excelente performance aos operadores de food service. A profissional ressalta que sua formulação é de qualidade superior e que rende mais do que a média do mercado, o que contribui para o aumento dos lucros dos estabelecimentos. “Os consumidores reconhecem a qualidade de Qualimax e sua proposta de melhor custo-benefício”, diz.

A Liotécnica também conta em seu portfólio com bebidas para vending machine. Trata-se de um produto com formulação pronta, bastando adicionar água, e específico para uso em máquinas automáticas. “A bebida chocolate é cremosa e com excelente sabor do cacau.
A bebida cappuccino é cremosa e contém chocolate, café e um toque de canela”, diz Fabiana.

Outras bebidas

Além do chocolate quente, outras bebidas também costumam ser bastante consumidas durante o período do inverno e são focadas pelos estabelecimentos da área de alimentação fora do lar. Um exemplo que ilustra essa realidade é o próprio leite – muitas vezes, ele é vendido sem nenhum tipo de mistura, apenas aquecido. Em outras ocasiões, é servido com café e também costuma ser atrativo dessa maneira, bem como em sua versão adoçada com açúcar.

Os chás também são um exemplo de bebida (inclusive, uma das mais ingeridas em todo o mundo) que ganha os locais que comercializam itens alimentícios, sobretudo no período que compreende a estação mais fria do ano. Estima-se que eles ficam atrás apenas da água e do café no que diz respeito ao consumo.

Fondue

Outro produto que é bastante comercializado no inverno é o fondue, item que, no ano de 1930, foi declarado o prato oficial da Suíça. Atualmente, ele pode ser encontrado nas versões doce e salgada. Alguns dos itens que atualmente costumam estar em sua composição são o queijo derretido (receita original), o chocolate e as carnes, que podem ser de boi, de porco ou de frango.

Normalmente, o fondue que leva chocolate utiliza a versão ao leite ou branco. Em geral, ele é acompanhado por frutas como o abacaxi, a uva ou o morango. Além disso, no Brasil, o produto ficou ainda mais famoso depois de uma receita viralizar na internet: ela é feita com coxinha e despertou diversas reações por aí, mostrando que há muitas possibilidades de inovação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

vinte + treze =