Multa na conta de água assusta comerciantes SP

0

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou na última semana uma multa para quem aumentar o consumo de água na capital paulista e em 30 cidades da região metropolitana. A medida, que terá início em janeiro, provocou alarde entre comerciantes e moradores de bairros nobres.

A química Lilian Duarte,54, moradora do bairro de Perdizes, considera a medida “inconstitucional” e diz que tem economizado água ao lavar roupa.”Consegui ter bastante desconto. Mas agora, com a multa, vou ser penalizada se em um mês não economizar tanto?”, questiona.

Comerciantes da região da região dos Jardins, na zona Sul, calculam prejuízos com a medida. Marcos Baptista Barbetti,47, subgerente de uma pizzaria, diz estar surpreso com o anúncio e que no fim de ano possui maior movimento no seu estabelecimento.”Com mais clientes, não tem jeito, o consumo de água aumenta”, conta.O subgerente afirma que a medida deixa os comerciantes “de mãos atadas”.”A gente está fazendo tudo o que é possível, economizando como dá, mas o impossível não dá para fazer”, diz.

Para Bruno Loiola, dono de um bar nos Jardins, essa é a pior crise de água que seu estabelecimento já enfrentou.”Em bar não tem como fazer mais redução de água. A gente reduz como dá, mas, se aumentar o movimento em um mês, crescerá o consumo, levaremos multa e a situação vai ficar ainda pior”, afirma.

Fonte: Revista PEGN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − 13 =