Capa: Quando a motivação e o exemplo alavancam o empreendedorismo

0

Dedicação e foco aliados ao marketing nos mais diversos canais fazem com que a vovó mais querida do Brasil seja um modelo de profissional para seus clientes e seguidores.

“Quero continuar trabalhando bastante enquanto meu corpo e mente permitirem: é pedir muito?”. Esse é o plano de vida de Palmira Nery da Silva Onofre, de 88 anos, a Palmirinha. A culinarista e empresária, natural de Bauru, no interior de São Paulo, é viúva, mãe de três filhas e uma das vovós mais famosas do Brasil.

Palmirinha se define como “uma mulher batalhadora, muito simples e que faz questão de não se esquecer de suas raízes. Tenho muito orgulho de olhar para trás e saber que consegui chegar até aqui sem pisar em ninguém, pelo contrário! Sei que ajudei muita gente a abrir suas portas e caminhar com as próprias pernas. Talvez, por isso, é que sou muito grata por ser considerada por muitos a vovó mais querida do Brasil”, resume.

A culinarista conta que sempre teve “uma vida muito simples e de educação familiar bem rígida. Desde criança, sempre tive muito incentivo para cozinhar ao lado de minha mãe, que me ensinou o ‘beabá’ nessa arte”. Arte essa que a fez ganhar a vida e de uma maneira muito especial, apesar de todos os desafios que precisou vencer, inclusive o fato de criar sozinha suas três filhas.
“Comecei a ter a cozinha como sustento quando me separei e, de repente, tive que arrumar o que fazer para o meu sustento e de minhas três filhas. Como sempre gostei de cozinhar, comecei a fazer sonhos e vender nas redondezas de onde morava. O sucesso foi tanto que decidi que ia me dedicar totalmente a essa nova tarefa. Comecei a frequentar os salões de cabeleireiro para vender meus produtos, e as próprias clientes do salão me pediam encomendas e se encarregavam de me indicar para outras clientes”, relembra.

Foi exatamente em uma dessas idas até salões de beleza para vender sonhos como sustento para sua família que Palmirinha começou sua carreira como culinarista, apresentadora de TV e empresária.

“Foi uma das clientes de salão, que, na época, era produtora do programa da Silvia Poppovic, que me indicou para participar de um programa dela que falava sobre mães que criavam seus filhos sozinhas. Aceitei sem grandes pretensões e levei para a Silvia uma cesta cheia de salgadinhos. Ela gostou tanto que até colocou meu telefone no ar. A partir daí, choveram encomendas e, principalmente, um convite da produção do Programa Note e Anote, da Ana Maria Braga, na TV Record, onde passei a ter um quadro semanal. A partir daí, as portas da TV se abriram”, revela.

Carreira

Em 1999, Palmirinha recebeu um convite da TV Gazeta, onde passou a ser colaboradora do programa Mulheres. O seu sucesso foi tanto que, rapidamente, ela ganhou seu próprio programa, o TV Culinária. A atração ia ao ar de segunda à sexta, das 13h10 às 14h00, e caiu nas graças dos telespectadores também pelo fato de a Palmirinha sempre contracenar com o boneco Huguinho, interpretado por Anderson Clayton. A última exibição do programa foi no dia 29 de junho de 2012.

Para Palmirinha, a sua passagem pela TV Gazeta foi um marco. “Todos os meus trabalhos vieram na hora certa e foram fundamentais na minha carreira. Mas acredito que a minha trajetória na TV Gazeta foi o que mais me marcou, porque foram mais de onze anos entrando, diariamente, na casa dos meus amiguinhos e amiguinhas. Foi ali que conquistei muita credibilidade, que me acompanha até os dias de hoje. Outro marco em minha carreira, sem dúvida, foi minha passagem pela FOX, onde pude atingir o público da TV fechada, consolidando meu trabalho e minha imagem”.

Após sair da TV Gazeta, Palmirinha chegou a dar uma coletiva de imprensa no centro de São Paulo, onde fez questão de agradecer todo o carinho do público por tantos anos, em especial, o de suas “amiguinhas e amiguinhos”. Na mesma época, a culinarista foi convidada para participar do Programa do Jô, da Rede Globo, CQC, da Band, e Eliana, do SBT, assim como fez uma rápida participação no Video Music Brasil da MTV.

Palmirinha ainda é muito homenageada por diversos programas e apresentadores de televisão, sem contar o tanto que é querida na Internet. Mas, para ela, uma dessas homenagens teve um sabor especial. “Meu reencontro com a apresentadora Ana Maria Braga, agora, na TV Globo, foi especial. Depois de anos sem nos vermos, foi muito emocionante ser recebida e homenageada por ela com tanto carinho. Amo a Aninha e nunca vou me esquecer de tudo o que ela fez por mim”, afirma.

Gratidão

Com quase 30 anos de carreira, Palmirinha garante que é muito grata por tudo que já vivenciou e aprendeu na prática. “Vocês não sabem a emoção que sinto quando alguém chega perto e me diz: ‘vó, posso tirar uma foto?’ Minha culinária é, principalmente, trivial e caseira, baseada no que comemos no dia a dia. Gosto de dar dicas para minhas amiguinhas e amiguinhos cozinharem algo gostoso com o que se tem usualmente na geladeira. Nunca estudei gastronomia nem fiz cursos de culinária. Na verdade, nunca tive tempo de me dedicar aos estudos, porque, realmente, comecei a trabalhar desde muito cedo para ajudar minha família e, já casada, para conseguir criar minhas filhas. Mas acredito muito que estudar gastronomia, principalmente, nesse mercado tão concorrido, seja fundamental nos dias de hoje”, ressalta.

E a gratidão de Palmirinha é tanta que ela reforça que “realmente, tenho muitos netinhos e netinhas espalhados por todo o país e adoro fazer bolos, docinhos, tortas e salgadinhos que agradam o paladar do meu público (de 8 a 80 anos). Acho que a principal razão para isso é o respeito e carinho que todos têm pelo meu trabalho. Tenho muito orgulho de ter chegado até aqui, conquistando tudo o que conquistei, sem passar por cima de ninguém. Agradeço demais meus amiguinhos e amiguinhas porque eles são os responsáveis diretos por tudo que consegui”.

Antenada

Desde que deixou a TV diária, Palmirinha também se mostrou bastante antenada às novas tecnologias, principalmente, quando o assunto são as mídias sociais e a revolução pela qual os veículos de comunicação andam passando na última década.

“Não sou especialista, mas acho que a era digital veio para facilitar a divulgação e atingir um público ainda maior, pois, agora, os amiguinhos e amiguinhas podem assistir quaisquer programas no horário que tiverem disponível. Além disso, os profissionais puderam produzir seus próprios programas a custos bem menores que os da TV. Enfim, acho que a era digital veio para facilitar o caminho para muitos profissionais que, na TV tradicional, teriam pouca chance de mostrar seu trabalho”, analisa.

Ainda segundo a culinarista, “as mídias sociais chegaram para nos aproximar do nosso público. É ali que a gente mostra nossa rotina, dá dicas de algumas coisas. Eu adoro estar mais perto dos meus amiguinhos e amiguinhas”, garante Palmirinha, que faz questão de ressaltar: “fazer o que gosta e com amor é o que conta de verdade. Não só na culinária, em tudo o que você faz, precisa fazer o que gosta. O sucesso se torna uma consequência. Lógico que, hoje, o mercado da culinária está bem mais concorrido do que na minha época, mas amor e dedicação continuam sendo o principal ingrediente para uma receita de sucesso”, aconselha.

Empresária

Mesmo nas horas vagas, Palmirinha gosta de cozinhar. “Adoro fazer comidinhas para minha família e para o meu bisnetinho que, às vezes, fica em casa com a gente. Eu gosto de me inspirar nas comidas que marcaram minha infância e a vida no sítio, mas, como uma boa filha de italianos, gosto muito de preparar massas e molhos. Se for para destacar alguma receita, não posso deixar de citar o frango com polenta ou pernil à pururuca. Mas gosto também de assistir televisão, ver novelas e, principalmente, filmes”, diz.

Protagonista de uma sólida carreira como culinarista e apresentadora de televisão, Palmirinha, hoje, faz planos relacionados à área de alimentação, mas, agora, como empresária do ramo.

“Ano passado, arrumei investidores e realizei o sonho de abrir um café com o meu nome. O primeiro quiosque foi inaugurado na avenida Paulista, em São Paulo, mas já temos outras duas unidades: uma dentro do Center 3, também na avenida Paulista, e outra em Santo Amaro, no +Shopping. Em qualquer delas, vocês poderão encontrar muitas das minhas receitas deliciosas, desde bolos caseiros, pratos salgados, até um delicioso café e chocolate quente! Vale a visita! Outra linha que estou finalizando é o licenciamento de minha marca ‘Vovó Palmirinha’ para produtos alimentícios diversos, como pão de queijo, salgadinhos e pratos prontos. Além disso, tenho trabalhado bastante também fazendo ações comerciais, tanto para TV quanto para Internet, para produtos que acreditam no meu trabalho e na força da minha imagem”, conclui.

Palmirinha
www.vovopalmirinha.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

um × 3 =