Mercado de Café em cápsulas cresce

0

O café em cápsulas está sendo vista como boa oportunidade de negócio não só para grandes empresas, mas para as de pequeno e médio porte.

São mais de 60 empresas que investem neste segmento, chamado de monodose. De acordo com a Associação Brasileira de Café, há um ano essas empresas não passavam de oito. De 2013 para 2014, o mercado de café em cápsulas cresceu 52,4% em volume e 55,5 %em vendas, chegando a 660 mil quilos quilos e R$ 90,8 milhões na receita, é o que afirma uma pesquisa feita pela Nielsen, a pedido da Abic. “É um mercado muito atraente, com valor agregado elevado”, disse o diretor executivo da Abic, Nathan Herszkowicz.

Vários modelos de vendas devem ser pensados para quem pensa em empreender nesse mercado. Um dos exemplos é do empresário Fabrizio Serra, que escolheu criar um clube de assinaturas para sua marca Moccato com mais dois sócios. Ele começou com a startup ChefsClub há três anos e estava em busca de outro mercado para investir.

O diferencial neste modelo de negócio é a oportunidade do cliente adquirir um produto fresco, que é entregue em até sete dias após a torra de café. Os planos de envio são de 30 a 90 cápsulos, com custo de R$48 a R$ 125. Foram investidos do negócio R$1 milhão, mas a estimativa é chegar a R$ 3 milhões nos próximos 12 meses.”Esse valor de R$ 1 milhão é muito bom para a empresa começar, mas não será o único dinheiro que vamos precisar”, ressalta Serra.

A Baggio, de Araras, resolveu investir em um mercado diferente. A diretora comercial da marca, Liana Baggio Ometto, resolveu investir na sua própria cápsula há um ano. “Não queremos ser grandes,queremos ser especiais”, destaca. No começo, a empresa começou vendendo 15 mil cápsulas por mês, atualmente chegou a marca de 40 mil. A empresa pretende dobrar esse número até o final do ano.

Fonte: EXAME

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − 14 =