Investir em projetos sociais é uma via de mão dupla

0

Empresas que contam com tais ações afirmam que ganham junto com seus beneficiados

Investir em projetos sociais é uma via de mão dupla
“Ações com propósito crescem 40% mais que a média do mercado. Não podemos pensar apenas no ganho financeiro e sim no ganho a longo prazo ao abraçarmos a nossa responsabilidade com as pessoas e o planeta”, indica Anna Bicalho, Gerente de Marketing de Hellmann’s Food Solutions América Latina

Atualmente, já é do conhecimento comum que projetos de cunho social trazem benefícios tanto para a sociedade quanto para os seus idealizadores. E, no ramo empresarial, não é diferente. Afinal, vem sendo comprovado, a cada dia, que tais ações são uma via de mão dupla, já que são capazes de fortalecer uma marca e até gerar mais resultados econômicos para uma empresa, assim como suprem as necessidades dos beneficiados.
Uma pesquisa realizada e divulgada pela Markestein no segundo semestre de 2019 diz que 70% dos consumidores consultados demonstram interesse em saber mais sobre marcas que desenvolvem ações sociais e têm responsabilidade social e ambiental. Além disso, o estudo, intitulado “Consumers Expect the Brands They Support to be Socially Responsible”, revela que 44% dos consumidores entrevistados garantem estar dispostos a pagar mais caro por produtos e serviços, caso tal acréscimo resulte na manutenção contínua dos projetos sociais e ambientais das organizações.
Frente à essa real valorização do consumidor sobre a prática social das organizações, várias empresas ligadas ao mercado food service já investem em ações sociais. No entanto, quais são os reais benefícios para essas marcas e para os favorecidos desses projetos?

Unilever Food Solutions

Anna Bicalho é Gerente de Marketing de Hellmann’s Food Solutions América Latina, sendo a responsável por liderar toda a plataforma de engajamento e ativação da marca Hellman´s.
Ela conta que “o propósito da Unilever Food Solutions é suportar parceiros, clientes e funcionários a levar uma alimentação saudável e saborosa para consumidores fora do lar. No caso dos restaurantes, fornecemos treinamento e inspiração para cozinheiros como Segurança Alimentar, Gestão de Negócios, Nutrição etc. Além da profissionalização do mercado, sabemos que grande parte do desperdício de alimentos no Brasil vem da indústria da alimentação fora do lar e que existem diversos meios de diminuir esse desperdício, desde a capacitação dos funcionários no planejamento do cardápio, otimização dos processos da cozinha, prevenção do desperdício ao longo da cadeia até à doação de alimentos que não serão utilizados. Por isso, desde 2019, Unilever Food Solutions, por meio da Marca Hellmann´s, iniciou uma parceria com o Comida Invisível, uma startup social certificada pela FAO/ONU que reúne, em uma plataforma digital, doadores e receptores de alimentos com foco na educação e conscientização de pessoas e instituições sobre o desperdício de alimentos. Com essa parceria, começamos a conectar o mercado de food service e ONGs, que necessitam de alimentos, reeducando chefs e donos de restaurantes para criarem uma cozinha eficiente, contra o desperdício e incentivando a doação de alimentos que, inevitavelmente, sobram da sua produção. O projeto, cujo slogan é ‘Comida é muito boa para ser desperdiçada’, atua contra o desperdício em uma ação social. E, ao mesmo tempo, auxilia os operadores de restaurantes a reduzirem seus custos e, logo, a terem mais sucesso em seus empreendimentos. Como próximos passos, a marca Hellmann’s planeja aumentar a gama de parceiros da indústria da alimentação engajados no seu propósito, ampliando seu impacto no mercado. O grande objetivo da marca, que atua nessa frente a nível global, é que o desperdício se aproxime a zero na medida em que consumidores, indústria e terceiro setor estejam conscientes e se tornem apoiadores da causa”, afirma.
Investir em projetos sociais é uma via de mão duplaSegundo Bicalho, o projeto ‘Comida é muito boa para ser desperdiçada’ já impactou mais de dois mil restaurantes e, “em menos de quatro meses, já foi possível ver a mobilização em prol da diminuição do desperdício de comida e do bem social. A Unilever possui em seu DNA o trabalho por meio de um propósito que é crescer reduzindo seu impacto ambiental. Essa é a lente pela qual enxergamos o mundo, o crescimento do nosso negócio e o bem-estar das pessoas, tanto as que trabalham conosco como as que compram nossos produtos. Queremos que todos possam contribuir à sociedade no âmbito social e ambiental. Por meio de ações como o ‘Comida é muito boa para ser desperdiçada’, estamos ajudando a transformação do mercado de food service e conseguimos conscientizar, treinar e dar ferramentas para que todos possam ajudar outras pessoas sem prejuízo aos seus negócios. Em todos os nossos projetos, buscamos mensurar duas métricas principais: aumentar tanto o número de estabelecimentos que impactamos, como também o nível de engajamento deles nas nossas ações de forma que elas gerem mudanças reais de comportamento. Posso dizer que, ao longo dos anos, temos conseguido alcançar esses dois objetivos de forma crescente”, avalia.
A Gerente de Marketing de Hellmann’s Food Solutions América Latina acrescenta ainda que “ações com propósito crescem 40% mais que a média do mercado. Não podemos pensar apenas no ganho financeiro e, sim, no ganho em longo prazo ao abraçarmos a nossa responsabilidade com as pessoas e o planeta. A reputação da companhia também é algo que levamos em consideração: queremos e já somos reconhecidos por trabalhar com propósito por meio de nossas marcas. Dentro do projeto ‘Comida é muito boa para ser desperdiçada’, o principal objetivo é conscientizar as pessoas sobre essa realidade do desperdício de comida, que é ainda muito latente no Brasil e um dos maiores problemas sociais e ambientais do mundo atualmente. Com isso, a sociedade ganha e os restaurantes, nossos clientes, também. Assim, continuaremos investindo na amplificação do nosso plano de capacitação sobre gestão de negócios, eficiência das cozinhas (incluindo redução de desperdício) e tendências da alimentação para que os restaurantes e redes atendidos por nós estejam sempre preparados para atender a demanda dos consumidores, desafios do mercado e mantenham negócios sustentáveis. Queremos manter nossa parceria com a Comida Invisível e expandir a base de restaurantes engajados nessa ação”, revela.

PepsiCo

Regina Teixeira é Diretora de Comunicação Corporativa Brasil da PepsiCo e relata que a empresa “tem como objetivo global contribuir para criar um sistema alimentar mais sustentável. Acreditamos que podemos usar nossa escala, alcance e conhecimento para causar um impacto ainda mais positivo na sociedade. Nossos programas socioambientais possuem 6 frentes de atuação: agricultura, água, embalagens, produtos, clima e pessoas. Falando especificamente sobre nossas atividades sociais no Brasil, temos como destaque o Programa Mulheres com Propósito, que é um projeto global da PepsiCo que foi lançado em março de 2018 no Brasil. Já acontece em outros sete países, além do Brasil: México, Colômbia, Argentina, República Dominicana, Venezuela, Chile e Uruguai. A PepsiCo, em parceria com o FUNDES, fornece, por meio do programa, capacitação e serviços para aumentar a participação feminina no mercado de trabalho e ajudar as mulheres empreendedoras a fortalecerem seus negócios e conquistarem independência financeira. Já foram certificadas 905 mulheres no programa nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Goiás. Também promovemos o voluntariado por meio desse programa – 24 executivas da PepsiCo orientaram 17 mulheres que
participaram do programa na cidade de São Paulo. Temos o Voluntariado, pelo qual mobilizamos cerca de 120 funcionários em ações voluntárias em todas as nossas operações, participando de campanhas para apoiar as comunidades locais com foco em nutrição, reciclagem e empoderamento feminino. O Apoio à causa LGBT que, por meio da marca Doritos Rainbow e da doação de renda arrecadada por meio da venda do produto, beneficiamos cinco ONGs que prestam assistência a pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade no Brasil. Cada ONG recebeu em doação R$ 50 mil até o momento. Há o Doações, em que mais de 20 toneladas de produtos já foram doados, beneficiando 938 ONGs e impactando positivamente 211 mil famílias. Além disso, por meio da marca Toddynho, com a campanha ‘Espichou’, já foram doadas centenas de roupas para crianças e valores em espécie para instituições, como a Cruz Vermelha e Exército da Salvação. Tem também o Programa Agro, com o qual a PepsiCo trabalha em parceria com produtores agrícolas – em especial na produção de batata e coco –, estimulando a agricultura local e encorajando todos os elos da cadeia produtiva ao utilizar cada vez mais tecnologia em suas atividades, visando resultados sociais, ambientais e econômicos, o que contribui com a geração de renda de comunidades que trabalham com agricultura no Brasil. No programa Agro-Coco, por exemplo, temos uma parceria com o SEBRAE, que apoia os produtores parceiros de coco (que produzem para nossa marca Kero Coco, em Pernambuco, em gestão, produtividade e sustentabilidade. E cito ainda o Impacto Social da Reciclagem. Somos uma das companhias parceiras do Reciclar Pelo Brasil, plataforma colaborativa de apoio ao desenvolvimento de cooperativas e associações, o que contribui com a geração de renda aos cooperados e
também com a reciclagem. Em um panorama macro, podemos citar também a Fundação PepsiCo. Fundada em 1962, ela trabalha com parceiros sem fins lucrativos e investe nos elementos essenciais de um sistema alimentar sustentável, ajudando a aliviar a fome, gerenciar a água e os resíduos de maneira responsável e apoiar o desenvolvimento das mulheres”, lista.
Teixeira destaca que “no Programa Mulheres com Propósito, 21 voluntárias PepsiCo atuaram como mentoras para apoiar na solução de problemas nos empreendimentos de 17 participantes certificadas do programa Mulheres com Propósito. Desde 2018, formamos mais de 900 mulheres. Somente em 2019, realizamos 29 turmas através de parcerias com 20 instituições que abriram suas portas e compartilharam seu mailing de mulheres para convite ao Mulheres com Propósito. A maioria das turmas foi realizada na cidade de São Paulo, mas também alcançamos a região metropolitana de São Paulo, litoral e interior do Estado. Além desse programa, também temos o projeto social voltado à Reciclagem, o Reciclar pelo Brasil, que, somente em 2019, apoiou mais de 230 cooperativas. Em 21 estados brasileiros, beneficiou mais de 5.500 agentes ambientais (cooperados). Através do voluntariado, levamos 60 funcionários PepsiCo para apoiar, por meio período, o processo de triagem, aprendendo mais sobre descarte correto do resíduo doméstico e impacto disso na vida de quem depende do resíduo para geração de renda. Ao longo de décadas trabalhando com parceiros locais e investindo para causar um impacto ainda mais positivo na sociedade, vimos a incrível força das comunidades. Estamos ajudando a cultivar esse potencial em todo o mundo, desde o investimento em nutrição até promover acesso seguro à água, gerenciamento eficaz de resíduos e empoderamento das mulheres. Nesse contexto, o programa Mulheres com Propósito exemplifica o esforço contínuo da PepsiCo para criar uma força de trabalho mais diversificada, mais inclusiva e mais engajada que reflita e reforce as comunidades onde fazemos negócios”, avalia.
Para a Diretora de Comunicação Corporativa Brasil da PepsiCo, investir em projetos sociais “não só vale a pena, como é parte da nossa responsabilidade. Como uma das companhias líderes no setor de alimentos e bebidas, a PepsiCo possui uma presença global muito marcante. Apoiar a cultura e a educação no país significa, para nós da PepsiCo, dar a oportunidade para todos de ter o acesso ao conhecimento e, assim, contribuir para um mundo melhor e mais sustentável. Sabemos que quando nossos associados e as nossas comunidades prosperam, a PepsiCo também se desenvolve. Isso significa que temos interesse no sucesso e bem-estar da sociedade. Estamos comprometidos em avançar no respeito pelos direitos humanos em toda a nossa cadeia de valor, na construção de locais de trabalho diversos e inclusivos. Desde a colheita dos ingredientes até as prateleiras, confiamos em nossos agricultores, nossos associados e nossos parceiros para que consigamos ‘Vencer com Propósito’. Nossos projetos de
impacto social trazem benefícios para a sociedade, fortalecimento de marca e até mesmo resultados econômicos para a empresa. Os projetos sociais passaram a ter relação com o negócio e trazem resultados perceptíveis para trabalhadores e sociedade, com o propósito único de transformar positivamente as condições atuais”, garante.

Grupo 3 Corações

Investir em projetos sociais é uma via de mão dupla
“Afinal, investir em projetos que visam o desenvolvimento sustentável é uma via de mão dupla de aprendizados, de evolução, de responsabilidades e de geração de valor”, diz Patrícia de Carvalho Souza Ferreira, Gerente de Projetos Especiais do Grupo 3 Corações

O Grupo 3 Corações, que industrializa e comercializa as marcas de café 3 Corações, Santa Clara, Pimpinela, Kimimo, Letícia, Fino Grão, Itamaraty, Iguaçu, Amigo, Cruzeiro, entre outras, e o cappuccino #Pronto, também já investe em projetos sociais, inclusive muito antes do aumento da atual valorização dos consumidores por essa temática.
De acordo com Patrícia de Carvalho Souza Ferreira, Gerente de Projetos Especiais do grupo, “ao longo de sua trajetória de 60 anos, o Grupo 3 Corações sempre esteve presente muito próximo da comunidade em que atua. Isso é um dos valores da companhia. Dentre inúmeras iniciativas, podemos dizer que, atualmente, um dos principais projetos sociais do grupo é o Projeto Florada, que foi criado em 2018 a partir da intenção de se lançar um café edição especial cultivado por mulheres. Ao planejar esse lançamento, percebemos que o movimento das mulheres da cafeicultura era muito maior do que apenas um café edição especial e, a partir disso, nasceu a ideia de se ter um projeto com uma intenção muito maior de ser sustentável, de longo prazo e inclusivo. Nasceu, então, o Projeto Florada, com a principal missão de valorizar o trabalho que as mulheres já vinham realizando, de fomentar às suas conquistas e gerar valor para todos os envolvidos. O Projeto Florada foi vencedor do Prêmio ODS 2019 – Rede Brasil do Pacto Global na categoria Grandes Empresas – Eixo Pessoas. Essa iniciativa da ONU foi criada para premiar projetos sustentáveis alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Mas, muito mais significativo do que esse prêmio e do que a nossa satisfação com essa iniciativa, o Projeto Florada tem a alegria de ter mais de 1.200 mulheres impactadas diretamente; duas edições de Concursos de Qualidade de Café que bateram recorde de engajamento das cafeicultoras”, diz e completa. “Mais de 20 videoaulas gratuitas na plataforma Florada Educa, que oferece acesso às melhores práticas na produção de cafés especiais; os raros Microlotes cultivados por essas mulheres estão na mesa dos consumidores brasileiros em uma conexão direta entre quem produz e quem consome, já que fizemos questão de personalizar cada embalagem contando a história de cada cafeicultora que é protagonista desse movimento. Para fechar esse ciclo sustentável, 100% do lucro é revertido para mulheres produtoras de café do Projeto Florada”, explica.
Ferreira partilha que o Grupo 3 Corações sempre buscou “parcerias genuínas e
duradouras. Nossos projetos sociais caminham nesse sentido e, além disso, trazem ousadia e inovação na criação de oportunidades. Estamos construindo o Projeto Florada com responsabilidade e cuidado em cada atitude, sempre visando os pilares ambientais, sociais e econômicos. Como maior empresa de cafés do país, com 27% de Market Share, procuramos desenvolver a cadeia produtiva do café e esses projetos possuem oportunidade de criar uma iniciativa sustentável que gera valor para todos. Afinal, investir em projetos que visam o desenvolvimento sustentável é uma via de mão dupla de aprendizados, de evolução, de responsabilidades e de geração de valor. A imersão no universo das mulheres cafeicultoras do Brasil, por exemplo, nos trouxe uma conexão com a cadeia do café muito enriquecedora, uma vez que, através de nosso negócio, temos a oportunidade de levar ao consumidor uma xícara de café repleta de significados, conectando quem produz com quem consome. O Projeto Florada está cumprindo com a sua missão de dar visibilidade às cafeicultoras, uma vez que a embalagem do Microlote é protagonizada por elas e por meio de Encontros Florada, onde conectamos mais de 1.200 cafeicultoras que trocam experiências e se sentem mais fortes com essa união. Com o Florada, oferecemos capacitação gratuita por meio do Florada Educa, que já publicou mais de 20 videoaulas com a coordenação de Silvio Leite. O Projeto já também reconheceu e valorizou o trabalho realizado por elas ao comprar mais de 500 lotes de cafés especiais por meio do Concurso Florada Premiada, que é promovido em parceria com a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA). E, por fim, o consumidor tem a oportunidade de conhecer de perto histórias reais de mulheres cafeicultoras que, ao final do ciclo sustentável, recebem 100% do lucro do projeto”, reforça.

Arcos Dorados – Mc Donald’s

Investir em projetos sociais é uma via de mão dupla
“Acreditamos que, ao investir em projetos sociais e usar o potencial da nossa escala, somos capazes de gerar transformações positivas para as pessoas e o planeta”, ressalta Rozália Del Gáudio, Diretora de Comunicação Corporativa da Divisão Brasil da Arcos Dorados

Outra grande empresa que aposta em projetos sociais é o Mc Donald’s. Conforme Rozália Del Gáudio, Diretora de Comunicação Corporativa da Divisão Brasil da Arcos Dorados, a maior franquia independente da marca Mc Donald’s no mundo, “a organização acredita na responsabilidade de promover ações que transformem o planeta e a sociedade, utilizando sua escala para o bem. Por isso, no âmbito social, a companhia apoia duas instituições que atuam em causas extremamente relevantes: a educação e a saúde infanto-juvenis. Assim, há mais de três décadas, realizamos o McDia Feliz, uma das maiores campanhas de arrecadação de fundos do país. Atualmente, o projeto destina parte do valor arrecadado para o Instituto Ronald Mc Donald, instituição que atua em prol da prevenção e tratamento do câncer em crianças e adolescentes, implantando unidades de internação, ambulatórios, salas de quimioterapia, unidades de transplante de medula óssea e suportando as famílias que precisam de acompanhamento psicossociais. E, desde 2018, a Divisão Brasil ampliou sua atuação no McDia Feliz e passou a apoiar o Instituto Ayrton Senna para o desenvolvimento das novas gerações por meio da educação. Além disso, a Arcos Dorados Divisão Brasil organiza a Gincana Bom Vizinho, projeto solidário que promove o engajamento dos funcionários em boas ações nas comunidades onde os restaurantes estão presentes em todo o Brasil. Há cerca de 20 anos, o objetivo do programa é usar a capilaridade do Méqui para fazer o bem em centenas de cidades. Em uma saudável competição anual, os colaboradores visitam instituições, arrecadam alimentos e objetos para doação, realizam a limpeza de espaços públicos, o plantio de mudas e outras ações em troca de pontuações para conquistar o título de restaurante Bom Vizinho”, destaca.

Investir em projetos sociais é uma via de mão dupla
“Há mais de três décadas, realizamos o McDia Feliz, uma das maiores campanhas de arrecadação de fundos do país”, destaca Rozália Del Gáudio, Diretora de Comunicação Corporativa da Divisão Brasil da Arcos Dorados

Gáudio complementa que “na Arcos Dorados, um dos pontos chave dos negócios são as pessoas, tanto os nossos funcionários quanto a comunidade ao nosso redor. Com base nisso, nós acreditamos que, ao investir em projetos sociais e usar o potencial da nossa escala, somos capazes de gerar transformações positivas para as pessoas e o planeta. Em 2019, a Arcos Dorados arrecadou mais de R$ 24 milhões durante o McDia Feliz, que foram destinados aos projetos de combate ao câncer infanto-juvenil apoiados pelo Instituto Ronald Mc Donald e para projetos de incentivo à educação promovidos pelo Instituto Ayrton Senna. Desde 1988, mais de R$ 280 milhões já foram arrecadados por meio da campanha. Já em relação à Gincana Bom Vizinho, em 2019, o projeto teve a participação de 266 restaurantes e mais de 4 mil funcionários engajados em ações sociais em suas comunidades locais”, afirma.
Por fim, a Diretora de Comunicação Corporativa frisa que “acreditamos que atuar em prol da sociedade e preservação do meio ambiente é uma necessidade e, ao investir em ações com esses propósitos, podemos fazer diferença para o planeta. Por meio da nossa iniciativa ‘Escala para o Bem’, usamos toda a força, tamanho e alcance da marca para impulsionar o progresso. Encaramos como responsabilidade e oportunidade agir em alguns dos desafios sociais e ambientais mais urgentes da atualidade. Nossa expectativa é que nossos esforços possam impulsionar mudanças reais dentro e fora da nossa rede e, para isso, convidamos nossos milhões de clientes, funcionários, fornecedores e parceiros para que também façam parte desse processo”, convoca.

Unilever Food Solutions
www.unileverfoodsolutions.com.br
Pepsico
www.pepsico.com.br
3 Corações
www.3coracoes.com.br
McDonald’s
www.mcdonalds.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − nove =