Internet, serviço é utilizado pela maioria dos empresários

0

O uso da internet por empreendedores já é quase unanimidade entre os donos de micro e pequenas empresas, aquelas que ganham até R$3,6 milhões por ano. Segundo uma pesquisa inédita realizada pelo Sebrae, cerca de 92% dos empresários fazem uso da internet. Esse número é bem alto comparado com o restante da população brasileira. De acordo com Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade de Informação(Cetic.br), 59% dos brasileiros utilizam a rede.

O número de empresários que utilizam a internet pelo celular também é maior que a média da população. A metade dos donos de negócios fazem uso de aparelhos móveis para se conectar,enquanto apenas 31% dos brasileiros fazem o mesmo. ““A internet hoje é uma importante ferramenta que os donos de pequenos negócios têm para se capacitar e divulgar seus produtos e serviços. Ter acesso a esse meio de comunicação já é um grande passo para melhorar a qualidade do empreendedorismo no país”, ressalta o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

A pesquisa também mostrou que 65% dos empresários consideram a internet uma ferramenta importante para o desenvolvimento dos negócios. Entre os recursos que eles mais utilizam estão o uso de e-mails, pesquisas sobre preços e fornecedores, serviços financeiros e compras. O tempo gasto pelos empresários é de 20 horas semanais com assuntos relacionados aos negócios e cerca de 12 horas com outras finalidades.

Outro recurso importante para os empresários é a capacitação. Essa pesquisa aponta que, dentre os entrevistados, quase a metade possui interesse em fazer cursos online.Em média, eles dispõe de cinco horas semanais para esses cursos. Os cursos a distância oferecidos pelo Sebrae, por exemplo, tiveram recorde de procura .Foram quase um milhão de pessoas até o inicio dezembro em 2014.“Sabemos que o grande desafio para os donos de pequenos negócios é se qualificar. Para se ter uma boa gestão é preciso estar capacitado e essa disponibilidade do empreendedor favorece a criação de novas empresas, aumentando também a taxa de sobrevivência delas”, afirma Barretto.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze + onze =