FS Chef: “Profissão de entrega”

0

Chef André Mifano dirige o restaurante Lilu, com sua proposta inovadora de compartilhamento

Morador de São Paulo, o chef André Mifano, de 42 anos, tem um restaurante chamado Lilu, inaugurado em 2016. Ele também é um dos mentores do The Taste Brasil, programa exibido pelo canal GNT. Em entrevista a Food Service News, o chef conta que o objetivo do seu restaurante é servir comida de altíssima qualidade, a preços justos e dentro da proposta inovadora de compartilhar – todos os pratos do Lilu são criados para serem compartilhados no centro da mesa entre todos os comensais. “Atuamos no segmento gastronômico paulistano. Estamos situados no bairro de Pinheiros e temos 12 funcionários”.
Falando primeiramente do empreendimento, o público do Lilu é bastante diversificado. “É um restaurante genuinamente democrático e que agrada a todos os paladares”, salienta. A ideia do estabelecimento é a de inclusão total da gastronomia na sociedade paulistana. “Atendemos um público diverso que, em comum, tem o interesse por gastronomia e pela valorização de refeições para serem compartilhadas. Atendemos nosso cliente de maneira atenciosa e acolhedora”, garante.

No Lilu é oferecida uma grande gama de preparações. É possível ver a produção de tudo enquanto o cliente espera. Mifano diz que, nos últimos anos, foram criados alguns “novos clássicos”, dentre eles o tartar de wagyu com corn flakes e o fideuá de camarão.
Trabalho

Mifano ressalta que o seu papel no estabelecimento vai além de ser chef. “Eu também sou administrador, cozinheiro, faxineiro…”. A ideia de criar o Lilu se deu numa colaboração entre o chef e seu sócio, trazendo à realidade uma ideia antiga de criar um restaurante com pratos para compartilhar e oferecer uma nova tendência mundial para o público de São Paulo.

“O meu grande aprendizado é de que trabalhar com restaurante não é fácil. Não é muito rentável, confesso. No entanto, o maior aprendizado é o amor à profissão. A paixão pelo negócio faz com que o empresário não pense apenas no lucro. As coisas vão acontecendo. É uma profissão de entrega. É, de fato, um negócio, mas que nasce com amor pela profissão”.

Para os próximos anos, Mifano pretende abrir um novo restaurante, sempre expandindo na cidade de São Paulo. “Pensamos em inaugurar, provavelmente, no ano que vem”, relata. A fama do profissional também atinge as redes sociais. Até o fechamento desta edição, ele contava com mais de 100 mil seguidores em seu perfil no Instagram.

Cardápio

O conceito passado no menu do Lilu é o seguinte: “Compartilhar um prato vai muito além de dividir. Nossas receitas são servidas ao centro da mesa, sem distinção entre entrada e principal. Aqui, não há qualquer tipo de separação, nem mesmo entre salão e cozinha. A ideia é trocar, desfrutar a experiência e curtir o momento despretensiosamente”.
O cardápio oferece opções como pão de queijo frito e goiabada cremosa; chilaquiles, nachos, salsa verde, creme azedo, picles de cebola roxa e ovo; manjubinha frita e tártaro de avocado; arenque defumado, ovas, coalhada e panqueca de baunilha; folhas, couve-flor, parmesão, rabanete e vinagrete de mel; rosbife de wagyu, kombu temperado, ikura e wasabi; batata frita com ovo e botarga defumada; lula e morcilla; tacos de feijoada refrita, couve, pururuca, pico de gallo e laranja; sanduíche de frango, batata doce frita e picles; baião de dois, arroz basmati, feijão fradinho, chistorra e provolone; barriga de porco no vapor, caldo de shoyu e sake e espinafre na manteiga; bife de angus, gratin de mandioquinha, repolho fermentado e chimichurri. Já as sobremesas são: abacaxi cremoso, compota e gelatina de framboesa; chocolate branco, cacao e amarena; creme brûlée de cachaça e sorbet de caju; flan de doce de leite e chantilly de café.

Trajetória

Mifano começou a trabalhar lavando louça, aos 18 anos, no Cuccina Daltore, do chef Hamilton Mellão. Cinco anos depois, estava em Londres, na Inglaterra, no instituto Le Cordon Bleu. Depois, passou uma temporada em São Francisco, nos Estados Unidos. Em 2008, já no Brasil, o chef abriu o restaurante Vito, que funcionou por sete anos, focado, também, na mesma filosofia do Lilu: cozinha simples. Lá eram servidos pães, massas, embutidos e queijos feitos artesanalmente. Mas o xodó de Mifano era mesmo o porco, presente em 16 pratos do cardápio do Vito.
O chef, ao longo de sua carreira, desenvolveu um cardápio autoral, baseado em muita pesquisa e na relação próxima com pequenos produtores. O profissional também defende a sustentabilidade a partir dos produtos escolhidos em sua cozinha.
O profissional tem também relevante bagagem na televisão, além de ter ganhado vários prêmios. Participou dos programas: Taste It, no Glitz, como apresentador, em 2011; The Taste Brasil, no GNT, como mentor, em 2015; The Taste Brasil 2, no GNT, como mentor, em 2016; Taste Brasil 3, no GNT, como mentor, em 2017; Taste Brasil 4, no GNT, como mentor, em 2018 e Sabor em Jogo, no GNT, como apresentador/jurado, em 2018.

CHEF ANDRÉ MIFANO
Instagram – @andremifano / www.restaurantelilu.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

16 − 11 =