Força Natural

0

Naturais, sem adição de conservantes e aditivos, saudáveis, os sucos integrais marcam presença na rotina de muitos consumidores. Para quem os fabrica e comercializa, é uma boa oportunidade para alcançar bons números no negócio, principalmente em um momento em que a alimentação saudável vem sendo cada vez mais valorizada.

Para toda a família

Fundada em 1967 pelo italiano Giuseppe Di Iorio, a Bela Ischia, atualmente, possui pontos de venda nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro e abastece, ainda, outros 13 estados do país. A Bela Ischia conta com pomares próprios e certificados, com um rigoroso controle na seleção de frutas, mão de obra especializada, equipamentos modernos e laboratório informatizado.

De acordo com a diretora de marketing da empresa, Renata Tilli, a Bela Ischia busca inovar o mercado de frutas e desenvolver produtos de acordo com as necessidades dos consumidores. “A empresa prima por novos métodos de produção e pela qualidade dos produtos, sem deixar de lado a preocupação com projetos sociais e preservação do meio ambiente”, diz.

Segundo ela, o suco integral é o produto obtido pelo processamento da fruta madura e sã, não concentrado e sem adição de água em seu processo. “É destinado ao consumo, por processamento tecnológico adequado, submetido a tratamento que assegure a sua apresentação e conservação até o momento do consumo”, diz.

Renata afirma que os produtos da Bela Ischia são fabricados por meio de processos tecnológicos adequados com controle rigoroso de qualidade em todas as etapas de produção, prezando pela qualidade de todo o portfólio. “Os sucos integrais são produzidos nos sabores caju, goiaba, manga, maracujá, uva e pêssego. De sucos prontos para beber, oferecemos diversos sabores na linha tradicional e de baixa caloria – manga, goiaba, pêssego, caju, uva, abacaxi com hortelã, laranja, maçã. Oferecemos também polpas congeladas, polpas resfriadas e concentrados adoçados resfriados, em embalagens de 5 litros, além de uma linha para cereais – granolas e aveia”, relata.

Ela afirma que os sucos da Bela Ischia podem ser consumidos por toda a família e apresentam como diferenciais a qualificação de fornecedores, o investimento em novas tecnologias e o controle rigoroso de qualidade. “Além disso, a Bela Ischia tem capacidade de produção e estocagem para manter a linha completa de produtos durante o ano inteiro nas gôndolas, mesmo com a sazonalidade das frutas”, diz.

Investindo em novidades, Renata afirma que a empresa vai lançar dois novos sabores típicos nordestinos, em embalagens Tetra Pak, prontas para o consumo. “Além disso, a Bela Ischia pretende investir em estrutura para ampliação de área de estocagem e espera um crescimento de 40% para 2013”, conta.

Sabor caseiro

Depois de muitas pesquisas e de todo o entendimento do processo de fabricação de sucos naturais, foi fundada a Do bem™, com a filosofia de oferecer o mesmo suco que pode ser feito em casa, só que em uma escala maior. As bebidas oferecidas pela empresa são 100% naturais e podem ser encontrados em mais de três mil pontos de venda espalhados pelo país.

Marcos Leta, fundador e diretor da Do bem™, afirma que a linha de bebidas traz sucos de laranja integral, laranja integral com gominhos, uva integral, tangerina integral, limonada, abacaxi com hortelã, água de coco, chá mate com limão e chá mate natural; todos com versões de 1 litro e, alguns deles, como laranja, limonada, água de coco, tangerina, abacaxi com hortelã e chá-mate com limão também em embalagens de 200 ml.

Ele conta que, após pesquisar bastante e entender o processo de fabricação de sucos, a Do bem™ descobriu que o que atrapalha uma bebida natural é o contato com ar. “Para não usar nenhuma química e conseguir levar aos clientes uma bebida sem conservantes e com todos os nutrientes da fruta, a produção do suco é feita a vácuo e acondicionada em embalagens assépticas. Sem o contato com ar, a Do bem™ garante o aumento de validade de, no mínimo, quatro meses, e uma bebida saudável sem conservantes e nenhum tipo de aditivo químico”, diz.

De acordo com Leta, o diferencial da empresa é oferecer sucos com frutas frescas, sem conservantes e sem o barulho do liquidificador. “É a fruta na caixinha e mais nada. Este conceito pode parecer estranho, ainda mais num segmento regido por grandes multinacionais que fazem bebidas com água, aditivos, açúcares e adoçantes. Mas nós nos mantemos fiéis a ele com objetivo de fazer as melhores bebidas naturais do mundo com ingredientes da biodiversidade brasileira”, afirma.

Leta relata que a Do bem™ já lançou três novos sabores – Laranja com Gominhos, Mate Natural e Abacaxi com Hortelã; e que até o final deste ano pretende lançar mais cinco novas bebidas, que estão guardadas a sete chaves. “Com tanto sucesso a Do bem™ projeta um faturamento de 180 milhões nos próximos dois anos, apresentando como principal público pessoas que se preocupam com a saúde, a alimentação e querem adquirir bebidas saudáveis e saborosas”, diz.

100% natural

A ideia da marca Superbom surgiu de uma entrevista do Diretor do Colégio, Pastor Domingos Peixoto da Silva, no ano de 1936, com o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, o qual foi brindado com o Suco de Uva. Ao ser indagado sobre a qualidade do produto, conta-se que Vargas respondeu: “é superbom”. Desde então, o Departamento Industrial do Colégio registrou a sua linha de produção com a marca Superbom.

Segundo Cristina Ferreira, gerente de produção da Superbom, os sucos são fabricados com a polpa ou suco integral da fruta, contando com a produção própria de uva e tomate na filial no Sul do Brasil, localizada no estado de Santa Catarina. “As frutas recebem um tratamento especial desde a plantação, onde frequentemente temos visitas de inspeção, verificação da qualidade do solo e cuidados de manejo. A diferenciação começa com a seleção de frutas colhidas no momento ideal, com grau de maturação adequado, seleção de frutas, processo de lavagem e higienização das frutas in natura”.

Ela conta que após a extração do suco e polpa, é utilizada uma tecnologia de processamento em que o suco é submetido ao processamento de pasteurização, sem a utilização de conservantes químicos no processo. “O produto é conservado exclusivamente pela tecnologia aplicada e cuidados específicos durante o processamento. Temos uma equipe técnica qualificada que monitora todos os indicadores online na linha de produção, e oferecemos os sucos integrais nos sabores uva integral, tomate integral, tomate temperado e caju com alto teor de polpa integral”, diz.

Destacando os diferenciais do produto, ela afirma que os principais são a ausência de conservantes químicos, aromas artificiais e corantes artificias, sendo um produto 100% natural. “Nossa filosofia é produzir sucos saudáveis, que contribuam com a qualidade de vida dos nossos consumidores, que já atendemos há mais de 87 anos. A Superbom é pioneira na fabricação do suco de uva integral, um produto exclusivo, no qual utilizamos uma variedade exclusiva de Uva Isabel, muita rica em compostos bioativos como o resveratrol – excelentes para nossa saúde e bem-estar”, relata.

Cristina relata que a empresa conta com um público de pessoas muito esclarecidas, jovens e adultos, dos quais muitos são praticantes de atividade física ou buscam produtos saudáveis, com diferenciais de conservação do produto e empresas idôneas, que procuram utilizar embalagens ecologicamente sustentáveis. “Nossos sucos são fabricados exclusivamente com vidro, que é uma embalagem fantástica para a preservação das qualidades sensoriais do suco, sendo a melhor embalagem para a visualização do produto. Hoje, os consumidores sabem exatamente o que é necessário pagar por alguns diferenciais do produto, pois são produtos que irão contribuir diretamente para uma alimentação saudável e balanceada”, diz. Ela afirma, ainda, que a Superbom conta com um novo sabor em desenvolvimento, que deve chegar às prateleiras em 2014.

Naturais

A Juxx é uma das empresas que se destacam no que diz respeito ao segmento de sucos saudáveis. “A Juxx tem o pioneirismo como um de seus princípios e isso justifica toda a sua atuação no país. A escolha por introduzir sabores diferenciados no mercado está ligada às tendências de consumo mundial. Com o crescimento e procura pela fruta, a Juxx estuda a viabilidade de produzir o suco de alta qualidade para os consumidores brasileiros. Além do cranberry, o novo sabor de blueberry – lançado em julho de 2013 – também segue essa máxima”, afirma Edson Mazeto Jr., fundador da empresa.

Conforme ele explica, inicialmente, no Brasil, foram feitos alguns testes para que o produto ficasse o mais agradável possível para o paladar da população do país. “O paladar do consumidor brasileiro se diferencia muito do estrangeiro, o que provoca na indústria de bebidas nacional a necessidade de adaptar a fórmula para que esses produtos cheguem às casas dos brasileiros sem que haja rejeição. No caso da cranberry, fruta que possui acidez elevada e que é apropriada ao paladar dos habitantes de países com temperaturas mais baixas, como Chile e Estados Unidos, os sucos feitos nacionalmente tiveram pequenos ajustes na fórmula para que a bebida mantivesse suas propriedades, sem aromatizantes, conservantes nem corantes, e, consequentemente, correspondesse às expectativas de mais pessoas”, relata.

Sobre os diferenciais dos produtos da empresa, o fundador destaca: “Todos os sucos Juxx oferecem aos consumidores alta concentração de frutas, por isso, são ricos em antioxidantes, vitamina C e outros nutrientes, feitos sempre sem adição de corantes, sem conservantes e sem aromatizantes artificiais.

Possuímos uma linha de produtos Zero Açúcar, na qual os sucos são adoçados com sucralose (único adoçante feito da cana-de-açúcar e não reconhecido como carboidrato pelo organismo), garantindo, desta forma, à empresa, o selo de reconhecimento da Associação Nacional de Assistência ao Diabético (ANAD)”.  Ele completa: “Majoritariamente os consumidores do suco são os que o iniciaram o consumo por recomendação médica e que buscam e reconhecem no produto as funcionalidades e benefícios das frutas”.

Em 2007, a empresa produziu 90 mil litros de suco. Neste ano, são comercializados 330 mil litros mensais e a expectativa de faturamento é de 30 milhões.

Bela Ischia
www.belaischia.com.br
Do bem
www.dobem.com
Superbom
www.superbom.com.br
Juxx
www.juxx.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

13 + dez =