Food truck de coxinhas abre loja física e pretende se expandir

0

Em menos de um ano, o Só Coxinhas, que havia começado como apenas um food truck, completa seis kombis, dois carrinhos e uma loja conceito. Fundado pelos sócios Juliana Nagy Caltabiano e João Victor Curial, o negócio não para de crescer e pretende se expandir.

Tudo começou quando a sogra de Juliana, Myriam Caltabiano, que está há 45 anos no ramo de alimentação, sugeriu que a nora vendesse suas receitas congeladas. Inicialmente, a venda seria feita por parte de um site, mas João Victor, colega de trabalho, evoluiu a ideia até chegar no consenso de food truck. “Há uns quatro anos meu marido registrou a marca Só Coxinhas porque acreditou que faria sucesso”, conta Juliana.

Juliana e João deixaram seus empregos e foram investir no negócio. A escolha da kombi foi por dois principais motivos: o preço e o charme do automóvel. “Saímos da empresa e na semana seguinte fomos comprar uma Kombi, sem estudar nada, e levamos em uma empresa de transformação. Estava começando esse movimento e fomos o 23º food truck do Brasil. Hoje só em São Paulo são mais de 500”, ressalta. Para começar o negócio, o investimento necessário foi de R$ 100 mil.

Um dos maiores sucessos no negócio são as minicoxinhas vendidas em copos. A partir daí, a empresa começou sua expansão. Atualmente são seis unidades do food truck, sendo três kombis em São Paulo, e as outras três em Belo Horizonte, Curitiba e no Rio de Janeiro. Completando um ano de operação, a empresa lançou a primeira loja conceito, em Guaratinguetá, na região do Vale do Paraíba. O novo espaço recebeu o investimento de R$ 190 mil e vende coxinhas, doces, tortas, cafés e entre outros produtos.

Fonte: Estadão PME

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

11 − três =