FiSA 2019 lança as principais inovações na alimentação e atesta a demanda por ingredientes saudáveis e naturais do mercado brasileiro

0

Corredores cheios e grade qualificada de conteúdo marcaram a edição deste ano

São Paulo, agosto de 2019 – A 23ª edição da Food ingredients South America – FiSA 2019 reuniu cerca de 10 mil visitantes durante seus três dias, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Os profissionais da indústria de alimentos e bebidas puderam conhecer novidades de mais de 700 marcas, entre empresas brasileiras e internacionais.

A exposição contemplou segmentos como ingredientes naturais, orgânicos, nutracêuticos, inovações em proteínas de laticínios, opções para clean label, redução e alteração de açúcares e sal, colágeno, entre outros. Mas além dos estandes e de pavilhões especializados, como o Natural ingredients e o Organic ingredients, a feira B2B também teve uma robusta grade de conteúdo, com atrações como o Summit Future of Nutrition, Seminar Solutions e Industry Insights.

“Esta é a primeira edição da Food ingredients como parte do portfólio da Informa Markets e estamos orgulhosos do sucesso que notamos nos corredores da feira”, afirma a gerente do evento, Márcia Gonçalves. “As tendências de alimentação baseada em opções plant-based e ingredientes funcionais ou naturais não são mais nichos isolados. Toda a indústria está se movimentando para essa direção, e quem sai ganhando são os consumidores”.

O resultado vem de um esforço conjunto do setor. Ary Bucione, conselheiro do ILSI Brasil (International Life Sciences Institute), acredita que a busca por inovação motivou os visitantes. “O que vemos é um fluxo nos corredores como nunca vi nas edições anteriores. O evento trouxe esse aspecto e imagino que as pessoas tiveram suas expectativas correspondidas, porque há muita novidade na exposição. Basta ver o número de visitantes circulando desde o primeiro dia. O evento começou cheio e terminou cheio”.

Hélvio Collino, presidente da Associação Brasileira da Indústria e Comércio de Ingredientes e Aditivos para Alimentos (Abiam), diz que a entidade atua há 40 anos em prol da evolução do setor. “É um trabalho que pode ganhar mais agilidade com oportunidades de debates como estas oferecidas pela FiSA”.

Para a presidente da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD), Tatiana Pires, estar na FiSA é uma grande oportunidade de participar das discussões com colegas do setor. “O suplemento alimentar é uma pauta de muita importância e que não termina. É fundamental ter um ambiente que propicie esta interação”.

“O setor de suplementos alimentares cresce dois dígitos por ano. Portanto, é muito importante um espaço como este oferecido pela FiSA, reunindo entidades do setor na busca por soluções para problemas comuns”, opinou o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), Marcelo Fernandes Bella.

Raul Amaral, coordenador da Plataforma de Inovação do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), comenta que a FiSA é um evento fundamental. “A indústria de ingredientes é, talvez, a mais desenvolvida na cadeia de alimentos. São tecnologias cada vez mais avançadas, atendendo a várias necessidades do mercado, e temos de mostrar isso dentro de um espaço como esse”.

A opinião dos expositores

Expositores de diversos segmentos também aprovaram a edição 2019 do evento. A diretora de Vendas para América do Sul da GELITA, Léia Tomaz Pipulini, acredita que a feira é a mais importante do segmento de alimentos e suplementos alimentares. “Como líder global na produção de gelatinas e colágenos, é importante estar presente. Estamos aqui com várias inovações e novidades no portfólio”, afirma.

“A FiSA é a maior plataforma B2B em nossa região de atuação e estamos sempre presentes, trazendo portfólio inovador para um maior valor agregado aos nossos clientes e consumidores finais”, comentou a gerente de Marketing para América do Sul da Döhler, Jane Vieira.

“Recebemos clientes e iniciamos novos projetos, muito networking. Nossa participação está sendo muito proveitosa”, comentou o gerente de Logística e Fornecimento da Roha, Fernando Beckmann. A qualificação do público também foi comentário do diretor de Controladoria da Milhão Corn Ingredients, Reginaldo Barros. “Estamos gostando muito. O público está bastante direcionado. O pessoal está vindo sabendo o que quer, voltado para inovações, mercado clean label, que é o nosso foco. Está sendo bastante enriquecedor”.

A FiSA é a maior vitrine para a indústria alimentícia e tem um público muito direcionado, que busca pioneirismo e inovação. Acompanhamos desde o começo. Nesta edição, destacamos ingredientes de nove empresas, com lançamentos e tendências de países como Uruguai, Israel e Estados Unidos”, relata Emma Tovani Benzaquen, diretora de Marketing da Tovani Benzaquen.

O caráter global do evento foi comentário de Andreia Viana, gerente de Vendas de Nutrição Humana e Animal da Química Anastacio “A FiSA é um evento de grande importância para nosso segmento, com abrangência internacional. Hoje temos atuação B2B não somente no Brasil, mas também com escritórios e, em alguns países, distribuição, como Argentina, Colômbia, Peru, Venezuela, China e Panamá. Temos fornecedores da Ásia, Europa, Américas, onde podemos fechar bons negócios na FiSA. Nosso foco nesta edição da FiSA foi a nutrição esportiva, dentro de um portfólio amplo no segmento de aminoácidos e proteínas. Sempre fazemos questão de participar da feira porque é um evento para ser visto, para a captação de novos negócios, conhecimento de tendências e das necessidades dos clientes”.

Confira destaques do último dia de evento

Com especialistas de renome, 7º Workshop Abiam é palco essencial de conteúdo e discussão do setor

Em sua sétima edição, o Workshop Abiam realizado durante a FiSA reuniu especialistas de renome para discutir temas como regulação, evolução e tendências do segmento. O evento foi especial, pois marcou a comemoração aos 40 anos da Abiam. “O debate é o melhor caminho para a regulação eficiente do setor. A entidade representa esse setor e vejo a participação da Anvisa como essencial na discussão. É o terceiro ano que participo do workshop, sempre com resultados positivos”, afirmou Thalita Antony de Souza Lima, gerente-geral de Alimento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que proferiu a palestra “Perspectivas Futuras da GGALI”.

Ana Lucia Viana, diretora do DIPOA/SDA do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), também elogiou o workshop. “É uma forma de levantar as informações que são necessárias para que o setor consiga avançar e a gente seguir esses avanços, que são tendências mundiais, como das melhorias de processos, desburocratização. Então, levantar as demandas e receber um feedback do setor do que precisa melhorar é importante para facilitar o levantamento de informações”, afirmou. Ana Lucia falou sobre “A Nova Estrutura do DIPOA” em sua palestra.

Também foram palestrantes do evento o dr. Gonzalo Vecina Neto, professor-assistente da Faculdade de Saúde Pública da USP e primeiro presidente da Anvisa (com a palestra A Criação da ANVISA – Evolução da Regulamentação Sanitária), e Gustavo Beduschi, assessor técnico da Viva Lácteos (Associação Brasileira de Laticínios), com a palestra “Acordo Mercosul – União Europeia”).

Congressistas elogiaram o workshop. “Este evento é excelente. As empresas que mais participam do mercado pela busca de novos ingredientes, novos mercados e tecnologias estão aqui. Acredito que essas palestras com trocas de informações, principalmente com quem faz a regulamentação, são um grande ponto de divulgação, de interação entre indústria e governo para que as empresas possam melhorar os seus produtos, ter inovações, mais abertura de mercados diferentes no Mercosul e Europa”, afirmou Diego Cason, 37 anos, comprador, do Rio Grande do Sul.

Corbion apresenta soluções para os desafios da indústria de carnes

As principais tendências de consumo, os grandes desafios da indústria de carnes e as soluções para essas demandas foram temas da palestra da engenheira Daniela Gastaldo Cordeiro, gerente de Aplicação LATAM da Corbion, durante o Seminar Solutions, na FiSA.

Segundo ela, uma das grandes demandas da indústria de alimentos hoje em dia é a extensão de vida de prateleira de um produto. Entre as soluções para essa demanda estão as pesquisas e os modelos preditivos, ferramentas capazes de calcular a ação de micro-organismos no alimento com a informação de determinados dados no sistema. “Hoje já é possível colher o DNA de produtos e identificar micro-organismos e as melhores formas de intervenção microbianas. Isso, inclusive, gera informações que vão alimentar nossos modelos preditivos”, afirmou a especialista.

Daniela também falou sobre tendências na alimentação, como clean/clear label, consumo verde, vida saudável e experiências. “Naturalidade e saudabilidade são predominantes na mente do consumidor. Também vai além para o impacto de saúde de alguns ingredientes específicos”, afirma.

Espaço Ingredients Network conecta compradores e fornecedores

O espaço Ingredients Network foi bastante concorrido nos três dias. Representantes de empresas do Brasil e de outros países visitaram o local para conhecer um pouco mais sobre a ferramenta que conecta compradores e fornecedores de ingredientes. O banco de dados, com mais de 3.000 ingredientes, permite a busca por palavras-chave ou fazer requisições de produtos que serão vistas pelos fornecedores.

“Achei extremamente interessante porque concentra os ingredientes em um só lugar e permite tanto ser encontrado como encontrar”, afirmou LIege Biesuz, coordenadora de P&D para Life&Science da Imerys, que esteve ontem no estande com colegas para conhecer o Ingredients Network. “É uma ferramenta simples, muito prática e importante.”

Para conhecer mais, visite www.ingredientsnetwork.com

Indústria passa por intenso processo de adaptação para atender consumidores mais conscientes

Conceitos de saudabilidade dos alimentos, de cadeias de produção sustentáveis e de transparência de todo o processo produtivo, da plantação ao descarte de resíduos, são tendências para o mercado de alimentos em 2050, de acordo com dados apresentados Cristiana Ambiel, coordenadora de atividades técnicas do Instituto de Tecnologia Senai, durante a palestra “O que vamos comer em 2050”.

Para Ambiel, a democratização desse novo perfil de consumo, mais consciente, será acompanhada pela tecnologia e a transformação da indústria, que já passa por esse processo, visando atender às novas demandas.

“Esses conceitos ainda estão restritos a pequenos grupos, mas isso vai mudar. Temos desafios muito grandes até 2050, quando teremos que alimentar 9,6 milhões de pessoas produzindo produtos com menos impacto ambiental e que melhore a saúde humana”, explica.

A coordenadora explica que as premissas para 2050 é que exista uma busca por fontes alternativas e sustentáveis de alimentos, que esse processo mantenha o planeta saudável e seja democratizada a consciência do como a alimentação impacta na saúde do indivíduo e do meio.

No entanto, para atender esse cenário, uma verdadeira revolução deve acontecer na indústria e em toda a cadeia produtiva, porque os modelos existentes serão insustentáveis. Em meio a essa busca por atender um consumidor cada vez mais exigente com todas as etapas de produção, a indústria tem estudado novas fontes de alimentos, como é o caso das proteínas alternativas, que podem ser encontradas na cell based (carne feita em laboratório), insetos e até bactérias.

A próxima edição da FiSA acontecerá de 18 a 20 de agosto de 2020.

Sobre a FiSA

Com soluções em food, health, organic e natural ingredients, a Food ingredients South America, em sua 23ª edição, é o evento mais completo de ingredientes alimentícios da América Latina. A feira reúne, a cada ano, cerca de 750 marcas expositoras e aproximadamente 10 mil profissionais qualificados nacionais e internacionais, de 40 países.

Sobre a Informa Markets

A Informa Markets cria plataformas para indústrias e mercados especializados para fazer negócios, inovar e crescer. Nosso portfólio global é composto por mais de 550 eventos e marcas internacionais, sendo mais de 30 no Brasil, em mercados como Saúde e Nutrição, Infraestrutura, Construção, Alimentos e Bebidas, Agronegócio, Tecnologia e Telecom, Metal Mecânico, entre outros. Oferecemos aos clientes e parceiros em todo o mundo oportunidades de networking, viver experiências e fazer negócios por meio de feiras e eventos presenciais, conteúdo digital especializado e soluções de inteligência de mercado, construindo uma jornada de relacionamento e negócios entre empresas e mercados 365 dias por ano.

Para mais informações, visite www.informamarkets.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × quatro =