Exportação de carne é positiva, mas exigência pesa

0

A exportação de carne brasileira em 2016 tem potencial positivo para as empresas. Porém, normas para cumprir as exigências pedidas pelas empresas podem se tornar uma barreira para muitos empresários.

No meio do ano passado, por exemplo, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos reconhece o status sanitário da carne bovina brasileira, necessária para importação de carne in natura, já que o Brasil apenas exportava carne processada para o país. Meses depois, uma missão japonesa visitou três empresas produtoras de carne termoprocessada. A ação tinha como objetivo liberar a exportação para o Japão, já que desde 2012 o país mantinha embargo sobre a cane brasileira.

Frigoríficos grandes precisam estar atentos às normas e procedimentos sanitários. Para isso, uma plataforma tem missão de garantir que as principais regras nacionais e internacionais sejam cumpridas. O “Arena Técnica”, como é chamado, monitora a gestão, alerta e entrega relatórios prontos com as normas em uso, desenvolvido pelo Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia da Universidade de São Paulo (Cietec-USP).

A plataforma foi produzida para ser utilizada por todos os técnicos que utilizam normas e procedimentos dentro da empresa. “O sistema analisa a codificação das normas do acervo do usuário e responde ao especialista de maneira muito simples e objetiva o status de conformidade de cada norma e a última data publicada pela entidade”, conta Raquel Schilis, diretora-geral da Arena Técnica.

Fonte: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × três =