Empresários discutem inovação no setor de pizzarias

0

O Congresso Internacional de Pizza (ConPizza), que aconteceu semana passada na Associação Comercial de Sorocaba (Acso), discutiu como se diferenciar em um mercado que cresce cada vez mais e, com isso também aumenta sua concorrência.

No Brasil o setor de pizza movimenta cerca de R$ 8,5 bilhões por ano, com uma estimativa que esse setor cresça 8%. De acordo com a Associação Pizzarias Unidas, são vendidas 620 mil pizzas por dia no Estado de São Paulo. Mesmo com bons números, o crescimento desse mercado pode não ser uma boa notícia para muitos proprietários de pizzarias. Adilson Barboza, diretor da Adec Gestores e Carlos Zoppetti, cofundador da Associação Pizzarias Unidas, estiveram no Conpizza para discutir maneiras de impulsionar o setor.

Segundo Barboza, o consumo de pizzas no Brasil cresce todos os anos, o que impulsionam outros segmentos do comércio a faturar. “”Porque todos os lugares vendem pizza. O problema é que a padaria vende, o posto de gasolina está vendendo, os supermercados vendem – e estes, além das de marca, ainda fazem as deles “, explica.

Se por um lado o mercado de pizzas cresce, por outro as pizzarias passam por problemas, atesta o diretor da Adec Gestores. “Cresce o consumo, mas o ramo de pizzarias não consegue acompanhar, por causa da concorrência.” Por isso, acrescenta Barboza, os empresários que possuem estabelecimentos do ramo devem se diferenciar.

Com o consumo crescente de pizzas no Brasil, as pizzarias passam por alguns problemas, afirma o diretor da Adec Gestores. “Cresce o consumo, mas o ramo de pizzarias não consegue acompanhar, por causa da concorrência “, conta.

Barboza atenta para a necessidade de mudanças nas pizzarias:”Hoje, qualquer pizzaria consegue ter o mesmo produto, a não ser que seja algo diferente, um tempero ou marinado diferente. Mas o Catupiry é o mesmo, a farinha é a mesma”. De acordo com ele a saída está na gestão, ou como Zoppetti diz, na necessidade de capacitar para ser diferente. “Através da capacitação, da procura das informações dos concorrentes e do mercado, para fazer planejamento.”, afirma.

Fonte: Cruzeiro do Sul *Matéria na íntegra disponível no site

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove + 18 =