Em alta no Brasil, trabalho freelancer tem startup que conecta profissionais e restaurantes

0

Por meio de um aplicativo, a Closeer automatiza processos e atua sob demanda das necessidades de cada setor, priorizando a flexibilização dos modelos contratuais. Plataforma também oferece cursos gratuitos que aprimoram aspectos técnicos e comportamentais dos trabalhadores

Quase 15 milhões. Esse é o número de pessoas afetadas pelo desemprego no Brasil – que atingiu taxa de 14,6% em julho do ano passado, um décimo abaixo do recorde. Sem perspectiva de melhora desse cenário, considerando a crise econômica, a pandemia e o lento processo de adequação às novas modalidades de trabalho, a startup Closeer se tornou uma importante aliada destes brasileiros.

Por meio de um aplicativo, ela conecta pessoas em busca de vagas para trabalhos freelancer às empresas. Fundada em 2019, a Closeer é, hoje, uma das grandes responsáveis por atender as demandas de segmentos como os de foodservice, hotelaria e farmácia, oferecendo às partes envolvidas a possibilidade de vínculos mais flexíveis.

De acordo com Walter Vieira, CEO da empresa, a ideia inicial focava em abastecer bares e restaurantes, que corriqueiramente necessitam de profissionais temporários, dependendo do dia da semana ou época do ano. Mas a experiência vivenciada pela companhia durante a pandemia, segundo ele, mostrou que as funcionalidades do aplicativo tinham potencial para responder não somente às necessidades das empresas de food service.

“Entendemos que a flexibilidade é o futuro do mercado de trabalho. Isto não se restringe ao home office ou ao trabalho híbrido, mas também aos modelos de contrato.  Por isso, a Closeer oferece um completo serviço on demand para que tanto os trabalhadores quanto as empresas possam se adaptar mais rapidamente de maneira fácil e econômica a este novo ambiente, afirma.

Através da Gig Economy, expressão utilizada para definir um amplo mercado que prioriza as relações de trabalho alternativas aliadas às novas tecnologias, a plataforma oferece um sistema de filtragem bastante dinâmico, tanto para quem demanda os serviços, como também para os profissionais que buscam oportunidades, o que agiliza o contato entre as partes.

Em 2021, a Closeer registrou um crescimento de 120% em sua base de profissionais cadastrados. Para 2022, a tendência, segundo Walter Vieira, é de que um número ainda maior de freelancers surja no mercado, já que passado o período mais crítico da pandemia muitas empresas precisam reestruturar seus quadros de trabalhadores.

“Muitas empresas, de portes variados, tiveram que demitir seus funcionários. Como agora eles precisam reforçar e reorganizar suas equipes de forma rápida, nossa plataforma se tornou uma alternativa mais viável, já que, além de garantir segurança jurídica, todo o processo pode ser feito através do aplicativo – desde as ofertas de trabalho, passando pelo pagamento, até a gestão de relatórios”, explica o CEO da startup.

EduCloseer

A partir do momento em que a demanda por trabalhos temporários cresceu, os responsáveis pela Closeer perceberam a necessidade de torna-la uma ferramenta ainda mais diferenciada. Foi então lançado a EduCloseer, espaço dentro da própria plataforma onde os trabalhadores têm acesso a cursos gratuitos que aprimoram aspectos técnicos de cada função, além do comportamento, higiene e postura dos usuários.

 Fernando Ferreira, cofundador e diretor de growth da Closeer, acredita que o diferencial desse método, conhecido como microlearning, é a democratização das oportunidades. “A pandemia agravou um cenário de desemprego que pegou de surpresa muitas pessoas que, hoje, lidam com um mercado escasso de oportunidades em suas respectivas áreas. Pensando nos trabalhadores que porventura não têm muita experiência em serviços bastante ofertados na plataforma, como os de restaurantes ou cozinha, a EduCloseer já os qualifica para determinadas funções”, diz.

Ele ressalta, ainda, que cada empresa tem as suas particularidades. “Nós permitimos que elas contribuam na nossa plataforma, trazendo os requisitos desejáveis para os profissionais que queiram contratar. Todo esse ecossistema vem, de fato, favorecer o profissional e o mercado, onde vamos oferecer um nível de serviço mais elevado. Vamos entregar profissionais mais preparados para os serviços sob demanda”, garante Ferreira.

Atualmente, a Closeer atende profissionais e empresas parceiras em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina e já se movimenta para atingir outros grandes centros no País. A plataforma é gratuita para quem está procurando serviços. O aplicativo relaciona a vaga da empresa solicitante com as características do trabalhador. O contato se dá por meio de notificação no app e um sms e, ao aceitar a vaga, o profissional e a empresa podem entrar em contato diretamente para alinhar o serviço.

Sobre a Closeer

A Closeer atua desde 2019 apoiando o crescimento da Gig Economy no Brasil. A plataforma utiliza tecnologia para conectar pessoas que precisam de renda com empresas que buscam redução de custos, flexibilização e controle na contratação de profissionais freelancer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito + 4 =