Ele chegou para ficar

0

O gosto oscila entre o apimentado, o ácido e o doce. Popular nos Estados Unidos, na Austrália e em outros países de língua inglesa, é um ingrediente indispensável no junkie food. Acompanha costelinha de porco, nuggets, hambúrgueres, pizzas, cachorros-quentes, batatas fritas e outros pratos e alimentos.

Ideal para os consumidores que buscam por diferentes temperos e condimentos, o molho barbecue está presente nas redes de fast-food, em alguns restaurantes, nas prateleiras dos supermercados e, de uns tempos para cá, nos portfólios das empresas de food service. No Brasil, há várias redes de fast-food que oferecem o molho barbecue no cardápio, o que tem popularizado o ingrediente entre os consumidores brasileiros.

O McDonald´s, por exemplo, oferece o molho como acompanhamento de nuggets e do sanduíche feito com carne de porco McRib – este último, bastante popular nos Estados Unidos, chegou a circular temporariamente em território nacional. As redes mineiras Eddie Fine Burgers e Sam´s Burger, por exemplo, além da decoração inspirada em ícones norte-americanos dos anos 1950, possuem em comum sanduíches que acompanham o molho barbecue – ou bbq, para os íntimos.

DNA americano, temática australiana

Muitos brasileiros acreditam que a rede Outback, presente no país há 16 anos, com 43 unidades espalhadas por 20 cidades e 11 estados, surgiu na Austrália, uma vez que a decoração dos restaurantes e os nomes dos pratos remetem à vasta região desértica e árida do país oceânico. No entanto, o primeiro steakhouse Outback surgiu nos Estados Unidos em 1988, ano em que a primeira unidade foi inaugurada na Flórida. Atualmente, a rede está presente em 22 países entre Europa, América e Ásia. A rede, que tem por objetivo abrir mais 8 restaurantes no Brasil em 2013, é apontada pelos executivos do food service como uma grande divulgadora do molho barbecue e da popularização dos pratos que o acompanham no território nacional.

Boa parte dos Favoritos Outback vem acompanhada pelo molho barbecue, como o Ribs on the Barbie, costela de porco defumada e grelhada regada ao molho e servida com fritas e cinnamon apples; Chicken on the Barbie, peito de frango grelhado que acompanha legumes frescos cozidos no vapor; Ribs and Chicken Platter – Drovers, porção de costeletas de porco e peito de frango grelhados, servidos com fritas e cinnamon apples e o Junior Ribs, meia-costela de porco grelhada e servida com fritas, dentre outros pratos.

Os alimentos e bebidas oferecidos pelos restaurantes da rede seguem o rígido padrão de qualidade Outback, a começar pelas carnes. Estas são provenientes de animais de procedência britânica – Hereford ou Angus – e alimentados à base de milho, garantindo o sabor e a maciez do produto. Geralmente, os cortes são grandes e altos, o que permite cozimento em qualquer ponto.

No cardápio para o bar, destacam-se o chope bem gelado e as Aussie Caipirinhas de frutas, que podem ser preparadas com cachaça, cachaça Premium, vodca nacional e importada, tequila e saquê. Por sua vez, a carta de vinhos conta com bons espumantes e bons exemplares australianos, chilenos, argentinos e nacionais, selecionados para harmonizarem com as carnes oferecidas pela casa.

Cada restaurante da rede é operado por um sócio-proprietário, responsável pela gestão do empreendimento. Antes de assumirem o cargo, eles passam por um treinamento intensivo nos restaurantes e conhecem o trabalho das diversas áreas do negócio, com foco na qualidade dos pratos servidos e na cordialidade do atendimento.

Em versões americana e australiana

O sucesso de uma rede de restaurantes como o Outback leva itens como o molho barbecue e pratos como a costelinha de porco acompanhada pelo ingrediente a serem mais populares entre os brasileiros. De olho nesta tendência de consumo, a Natural Alimentos oferece o Molho Barbecue Tondela tipo australiano. Para o food service, o produto é comercializado em embalagens de 5 litros e, no varejo, em embalagens de 240ml. O produto representa 12,5% do total de vendas da linha de molhos da marca. Na primeira loja de fábrica, localizada em Cajamar, na região metropolitana de São Paulo, é o segundo molho mais procurado pelos consumidores.

“O molho Tondela foi elaborado com a mais alta tecnologia e os melhores ingredientes do mercado, sendo este o que mais se assemelha ao barbecue tipo australiano, ideal para o preparo de carnes assadas”, afirma Raquel Poklikucha, nutricionista da Natural Alimentos. “Sua consistência não modifica sob altas temperaturas e seu brilho o torna atrativo na versão final do prato, sendo estes os grandes diferenciais perante os molhos concorrentes. Seu paladar é picante e levemente adocicado, o que dá um toque sofisticado à receita”.

De acordo com Alberto Fernando Trigo, presidente da Natural Alimentos, “O molho barbecue possui suas particularidades. O molho tipo australiano é escuro, possui uma textura consistente, é mais condimentado e seu toque adocicado se contrasta com a pimenta presente nos ingredientes. É muito utilizado em costelas suínas. Já o tipo americano é mais apimentado e com uma textura mais líquida, sendo amplamente utilizado em churrascos”, diz.

“No Brasil, o molho barbecue tem sido utilizado em lanches diversos, como acompanhamento de petiscos como tiras de filé mignon e cubos de frango empanado, pizzas, tender, macarrão, strogonoff e camarão. No ramo do food service, ele é muito vendido para restaurantes, churrascarias e lanchonetes, que acrescentam em seus sanduíches o molho”, completa Trigo.

Atualmente, a empresa está desenvolvendo o Molho Barbecue Tondela tipo americano, com lançamento previsto para o segundo semestre deste ano.

Molho para o paladar brasileiro

“O brasileiro tem muita facilidade em assimilar a cultura americana de forma geral, em especial na alimentação. Hábitos como comer lanches com frequência e alimentar-se em fast foods já foram adotados”, constata Gesica Cereser, gerente de vendas e de marketing da Castelo Alimentos. Tendo em vista este e outros fatores, a marca investe no lançamento do Molho Barbecue Castelo em embalagens de 200ml.

A empresa verificou que o molho barbecue está presente em vários restaurantes e nos pontos de venda. Existe um crescente nicho de mercado de restaurantes com inspiração australiana que demandam este tipo de molho – estes, inclusive, já compram outras linhas de produtos da Castelo.

“O molho barbecue já é muito popular no Brasil, em especial entre o público jovem e entre os consumidores que têm o hábito de realizar eventos sociais e cozinhar em casa”, comenta a gerente. Apesar do otimismo, ela assume que, em relação ao sabor, em algumas vezes, o produto exige adaptações. “O nosso Barbecue é muito similar à formulação americana. Esta destaca mais o sabor Wdas ervas, mas a picância é bem parecida”, pondera.

De olho na experiência do consumidor

Houve um tempo em que os molhos barbecues e afins eram encontrados apenas em refeições servidas em restaurantes internacionais e redes de fast-food. “Hoje em dia, isso mudou. Há uma ampla demanda destes molhos por parte de churrascarias, restaurantes tradicionais e até mesmo bares, para consumo como o dipping que acompanham o happy hour. O aumento da demanda pelo molho barbecue, sem dúvidas, é um exemplo da rápida transformação do mercado de food service, cada vez mais exigente e aberto a novidades que tragam diferentes experiências e sabores à alimentação”, constata Flávia Peria, gerente de marketing da Cargill.

Flávia percebe que, nos últimos dez anos, o food service cresceu de forma significativa, em função do dia a dia das pessoas, da organização das famílias e do conceito de qualidade de vida, que aponta para um novo padrão familiar. “Em 2010, o Seminário Brasil Food Trends 2020, realizado pela FIESP em parceria com o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), apontou as principais tendências da alimentação para o setor e a tendência para a sensorialidade e o prazer, destacada tanto por meio da valorização da gastronomia pelos consumidores finais como pela necessidade constante de inovação e diferenciação por parte das indústrias”, diz.

De olho nesta tendência de consumo, em setembro de 2012, a Cargill ampliou sua linha de produtos com o lançamento do molho Liza Barbecue, cuja finalidade é inovar e tornar mais prático o cotidiano de seus clientes. “O molho é ideal para carnes, grelhados, porções, fritas, pizzas e fondues e é capaz de enriquecer a experiência do consumidor. Ele pode ser servido como acompanhamento ou na finalização de pratos, além de ser resistente ao processo de marinar”, explica a gerente. “Disponíveis em caixas com 3 bags de 1,250kg, o produto é assegurado pelos mais altos padrões de qualidade exigidos pela indústria, garantindo a segurança do alimento”.

Na visão de Flávia, a demanda de molho barbecue pelo food service no Brasil ainda é recente e está em desenvolvimento. “No entanto, há expectativas de crescimento, seja a partir da criação de novas receitas e aplicações deste tipo de molho ou levando em consideração a realização de eventos internacionais no país como a Copa do Mundo e as Olimpíadas”, diz.

Expansão da classe média

Apesar de ter sido fundada no Brasil por um imigrante japonês e, tradicionalmente, trabalhar com ingredientes relacionados à culinária japonesa, a Sakura Nakaya Alimentos também inseriu o molho barbecue em seu portfólio. Atualmente, a empresa comercializa o molho Barbecue Kenko, disponível em sachês de 8ml e frascos de 180ml.

“É crescente a demanda pelo molho barbecue no mercado. Nos últimos três anos, ela duplicou. A popularidade deste molho no Brasil se deve principalmente à migração de boa parte da população à classe média, que passou a experimentar produtos novos, mais sofisticados e, até então, desconhecidos para elas”, revela Henry Nakaya, diretor de marketing da Sakura. “A inserção deste molho foi alavancada com a chegada de muitas cadeias de restaurantes com bandeira internacional nos centros urbanos, como o Chilli´s, Applebee´s e Outback”.

Outback:

www.outback.com.br

McDonald´s:

www.mcdonalds.com.br

Eddie Fine Burgers:

www.eddieburger.com.br

Sam´s Burger:

www.samsburger.com.br

Natural Alimentos:

www.naturalalimentos.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

11 − 9 =