Dose diária de cafeína ajuda a armazenar na memória informações de longo prazo

0

Por Redação FSN – 16 de janeiro de 2014

O resultado de uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, e publicada na revista “Nature Neuroscience” mostrou que uma ou duas xícaras de café por dia pode aumentar a capacidade que o nosso cérebro tem de armazenar memórias de longo prazo. A teoria foi testada em 160 pessoas durante 24h.

As pessoas que haviam tomado uma dose de cafeína depois de olhar para uma série de imagens dotavam de mais condições de distinguir determinadas fotos quando, no dia seguinte, foram apresentadas a imagens semelhantes. A capacidade de diferenciação entre os itens semelhantes, mas não idênticos, é chamada pela ciência de padrão de separação, e indica um nível mais profundo de retenção na memória. Entre os voluntários que consumiram cafeína, o número de pessoas que identificaram corretamente imagens semelhantes era maior do que o total que respondia – de forma errada – que eram as mesmas imagens.

Segundo o chefe da pesquisa, o cientista Michael Yassa, o resultado da pesquisa é positivo, mas, as pessoas não devem passar a beber muito café ou tomar muito comprimido de cafeína. O trabalho sugere uma quantia diária de 200 miligramas, para conter o risco e efeitos colaterais da substância no corpo.

produto_2_01

Fonte: The Guardian.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − oito =