Consumo de vinho aumenta, mesmo na crise

0

O consumo de vinho no Brasil aumentou 4,6% no primeiro semestre de 2015, em comparação ao mesmo período do ano passado, é o que informou o Ibravin (Instituto Brasileiro de Vinho). Esse crescimento acontece de forma fora do comum, já que as famílias reduziram 0,9% em suas compras no primeiro trimestre do ano.

De acordo com o Ibravin, sucos, vinhos, espumantes e outros produtos derivados da uva tiveram aumento no seu consumo. O vinho tinto, especialmente, com alta de 4,6%, chegando a 9,1 milhões de litros. O suco de uva registrou aumento de 24,8% no consumo e os espumantes 22,7%, com produção de até 4,9 milhões de litros. “O próprio consumidor está sabendo apreciar o vinho, tanto nacional quanto importado, mas o volume consumido ainda é pequeno e nos dá espaço para crescer nos próximos anos”, declarou Efe Oscar Lo, presidente da Federação de Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul (Fecovinho).

Para Efe, mesmo com a crise econômica, o brasileiro já incorporou o vinho à sua rotina. Com o aumento do dólar, houve queda de 1,9% no consumo de vinhos importados no país O chefe de promoção vinícola da embaixada da Espanha no Brasil, Antônio Correias, disse à Agência Efe que a “suave redução” não é tão alarmante. “O consumo de vinho não compartilha do mesmo pessimismo existente em outros setores. Ele contínua vigoroso, apesar de certa queda do consumo em restaurantes”, disse.

De acordo com Correias, o cenário é bom para o fortalecimento de produtos nacionais entre os brasileiros e proveitoso também para a cultura de vinho.

Já para Oscar, houve receio de que a crise econômica pudesse interferir na cultura de vinho no País. “Mas agora estamos comemorando os números porque completamos o primeiro semestre com crescimento em todas as categorias”, finaliza.

Fonte: Revista EXAME

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

16 − onze =