Comida mexicana não é só pimenta

Público-alvo de comida mexicana se expande e setor vê abertura de muitos negócios novos no país

0

Guacamole, tortillas, tacos, burritos, quesadilhas, nachos… São muitas as receitas mexicanas. E não é só da pimenta em si que vive os pratos mexicanos. A culinária daquele país é riquíssima. Os sabores e temperos fortes são reconhecidos e aprovados mundialmente. Os ingredientes base são milho, feijão e chili – este último é um condimento usado em muitas receitas, além de ser nome de um dos pratos. Há quem diga que o povo mexicano é muito semelhante ao brasileiro, caracterizados pela alegria e hospitalidade. O clima tropical de ambos os países também é idêntico, apesar de lá ser bem mais quente e mais frio em algumas regiões e estações do ano. E, para não ser diferente, muitos brasileiros também gostam de vários tipos de pimentas e outros muitos condimentos nas mais diversas culinárias locais.

Dentre tantas iguarias mexicanas, o guacamole é um dos que merecem destaque especial. Famoso molho em várias partes do mundo, o guacamole está agradando o paladar dos brasileiros. O principal ingrediente é o abacate. Em geral, os brasileiros eram acostumados a comê-lo puro com açúcar ou em receitas doces, e a iguaria do México é salgada. A história registra que o guacamole foi inventado pelos astecas por crerem que o abacate é uma fruta que proporciona força ao organismo, pelo alto teor de gordura e, consequentemente, boa fonte de energia, além de ser considerado afrodisíaco. Ele harmoniza muito bem com os variados pratos mexicanos, sendo degustado como molho e aperitivo.

Brasil e México, quando se trata de gastronomia, podem andar de mãos dadas. Os dois países desenvolvem e aperfeiçoam receitas admiradas em todo o mundo. Aqui, a comida mexicana vem ganhando espaço em restaurantes especializados, praças de alimentação de shoppings, fast-foods, food trucks, deliverys e produtos já prontos para consumo usados em receitas caseiras e por chefs de inúmeras empresas.

Preparo da comida mexicana

O chef Miguel Campos, do restaurante Azteka, é mexicano de Acapulco e prepara seus pratos com a nativa inspiração do país. Localizado no bairro de Ipanema, Rio de Janeiro, o estabelecimento já está no quinto ano de funcionamento. Lá são oferecidos os pratos mais conhecidos do México: nachos, tacos, quesadillas e burritos.

“Temos sabores diferentes, e usamos frango e legumes orgânicos, carne bovina e suína, e muitos temperos típicos mexicanos, principalmente pimentas secas que são a assinatura da cozinha mexicana”, conta o chef. Os pratos variam quanto ao preço. Os aperitivos estão em volta de 25 reais; os pratos principais em volta de 40 reais.

Não dá para falar de comida mexicana sem também se lembrar das bebidas – igualmente famosas em todo o mundo. “Oferecemos tanto bebidas tradicionais sem álcool – horchata e água da Jamaica – quanto bebidas tradicionais com álcool. Dessas, temos três sabores de margarita e cheladas (uma bebida feita com sal, apimentada na borda, suco exprimido de limão e cerveja)”.

Sobre o guacamole, Miguel não poupa elogios. “É um ‘mexido’ superdelicioso. Ao contrário do Brasil, no México o abacate é usado nos pratos salgados. O abacate é amassado com cebola, tomates, coentro e vários temperos, e acompanha a maioria dos pratos no Azteka”.

O chef também aborda a receptividade da clientela em consumir comida mexicana. “No começo, eram mais clientes estrangeiros ou brasileiros que já tinham viajado por vários países e experimentado culinárias diferentes. Pouco a pouco, ganhamos um público mais local. Fizemos um trabalho ‘educacional’ para introduzir os sabores verdadeiros do México no Rio. Hoje em dia, vendemos bastante. Temos muitos clientes voltando a visitar-nos e
recebemos muitos elogios dos clientes da capital”, alegra-se.

Miguel destaca que no Brasil ainda não tem muitos restaurantes mexicanos autênticos. Segundo ele, o público procura o restaurante para aproveitar e curtir a genuína comida mexicana. E finaliza: “Nós oferecemos pratos que não existem em nenhum lugar do Brasil por causa da falta de matéria-prima que importamos do México. No Azteka, as pessoas podem degustar mole rojo, tomatillo, molho de pimenta guajillo e molho de pimenta arbol vindos direto de lá”.

Mercado

A Gourmet Foods, dona da marca Nacho Loco, é uma empresa com 10 anos de mercado, situada em Vinhedo (SP). A marca é focada na culinária mexicana, e atualmente está presente nos segmentos de autosserviço, food service e eventos. Hoje, atua em mais de quatro estados e mil pontos de venda. A Nacho Loco oferece a seus clientes, desde restaurantes e lanchonetes até supermercados, o leque completo de produtos mexicanos, desde Nachos, Tortillas, Tacos, Burritos, Quesadillas prontos até os tradicionais molhos mexicanos.

comida mexicana
“Se pensarmos nos principais itens que compõem as refeições dos brasileiros, podemos encontrar muita similaridade com as dos mexicanos em alguns elementos, como, feijão, carne, milho, farinha e queijos e, por isso, a comida mexicana tem tido um crescimento expressivo nos últimos anos”, diz João Freitas, da Nacho Loco

João Freitas, sócio-diretor da Gourmet Foods, explica que a culinária mexicana tradicional se norteia em quatro itens, sendo eles milho, feijão, farinha de trigo e salsas. “O milho e a farinha são para o preparo das tortillas, que estão presentes desde o café da manhã até o jantar dos mexicanos, já os feijões e o queijo são como recheios ou acompanhamentos para enriquecer as refeições”.

É possível encontrar os principais pratos dessa culinária no mercado food service com fornecedores de comida mexicana, sendo que os pratos prontos como os burritos, por exemplo, são congelados, os molhos refrigerados e o nachos e tacos hermeticamente fechados. Tudo visando ter a melhor validade possível. “Atualmente, a forma de compra é diretamente com os fabricantes, em pacotes vendidos por kg, ou em 20 unidades como no caso de burritos e quesadillas,” orienta João.

O guacamole, que é um dos produtos produzidos pela Nacho Loco, dentre os molhos mexicanos, é o segundo mais consumido, ficando atrás apenas do Chili Beans com carne, que é um molho quente, conforme elucida o sócio-diretor da marca. Devido à baixa validade do abacate após aberto – somente um dia – é um produto de difícil manuseio, por isso a empresa desenvolveu uma base concentrada de guacamole, que tem validade de 21 dias refrigerada e 90 dias congelada, sendo que só é preciso adicionar o abacate conforme for utilizando.

O mercado de comida mexicana gera prazer em comer e rentabilidade nos negócios. “Se pensarmos nos principais itens que compõem as refeições dos brasileiros, podemos encontrar muita similaridade com as dos mexicanos em alguns elementos, como, feijão, carne, milho, farinha e queijos e, por isso, a comida mexicana tem tido um crescimento expressivo nos últimos anos. Em 2007, quando iniciamos, o Brasil tinha aproximadamente dez restaurantes mexicanos, hoje são mais de 200 espalhados, entre franquias, pequenos restaurantes familiares, grandes redes e fast-foods”.

Crescimento

Empresa 100% brasileira focada em qualidade, a Tortillas, localizada em Magé, no Rio de Janeiro, se preocupa com as questões ambientais e o crescimento sustentável. De acordo com Gary Allen Urban, sócio-diretor da fábrica, os produtos são produzidos com ingredientes da melhor qualidade. Seguindo receitas tradicionais que se transformam no produto final, através de uma tecnologia moderna, sempre buscando uma maior eficiência. Os produtos fabricados pela Tortillas são: Tortillas de trigo e de milho, Garytos, Pimenta Jalapeno e Gary’s Salsa.

“Comida diferenciada e picante. Uma culinária aprovada pelos brasileiros. É assim como defino a gastronomia mexicana. Por valorizarmos tal cultura, somos a pioneira no ramo de produção de produtos mexicanos, vendidos em todo o Brasil. Esses são usados principalmente no preparo de comidas mexicanas, sendo utilizados também no preparo de pratos rápidos como pizzas”, fala Gary.

O molho guacamole tem a combinação perfeita com o nacho Garytos, que são as tortilhas de milho, cortadas em triângulo, fritas em óleo de girassol, levemente salgadas (produto e matéria-prima 100% naturais, livre de produtos geneticamente modificados). Os produtos, tamanhos e quantidades da marca Tortillas estão publicados no site. João Freitas, sócio-diretor da Gourmet Foods, conclui: “Hoje a comida mexicana já é a quinta mais vendida no Brasil, atrás das americanas, italianas, japonesas e, claro, brasileiras, já ultrapassando outras como as alemãs e espanholas”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 − 1 =