Coca-Cola deve entrar no mercado de lácteos

0

O Sistema Coca-Cola, através da Leão Alimentos e Bebidas, assinou um contrato que demonstra a intenção de compra da Verde Campos, fabricante mineira de lácteos. Com isso, a Coca-Cola passaria a competir no mercado brasileiro de lácteos, como a rival Pepsico atua, desde 2000, com a marca Toddynho.

A entrada da Coca-Cola no mercado de lácteos, no entanto, demonstra a vontade de atuar com produtos de maior valor agregado, como iogurtes, sorvetes e queijos. Leites não serão o foco da companhia.

O valor da operação foi mantida em sigilo pela Companhia. O negócio foi aprovado pelo Conselho Administrativa de Defesa Econômica (Cade). De acordo com a Coca-Cola, a negociação não tem prazo para finalização.

Mineira de Lavras, a Verde Campo possui 15 anos de mercado e atua na produção de linhas de queijos e iogurtes, possui produtos sem lactose, dietéticos e com baixo valor de gordura.

No mercado exterior, tanto a Coca-Cola quanto a PepsiCo possuem variedade no setor de bebidas. Em 2011, por exemplo, a Coca-Cola adquiriu a Estrella Azul, no Panamá. No ano seguinte adquiriu a Santa Clara, no México. Nesses países a companhia atua na produção de iogurtes, queijos, sorvetes e entre outros itens. Neste ano, a Coca-Cola lançou nos Estados Unidos a bebida láctea Fairlife, sem lactose.

A Pepsico comprou, em 2011, a fabricante de iogurtes russa Wimm-Bill-Dann Foods. No ano seguinte, a companhia começou a venda de iogurtes por meio de joint venture com a companhia alemã Theo Muller.

Segundo a Euromonitor International, o setor de iogurtes, que incluem os líquidos, de colher e à base de soja, cresceu em volume aproximadamente 7,2% ao ano no período entre 2010 e 2015. Este ano, o negócio deve fechar com a média de 1,6 milhão de toneladas. Esse ano, o setor de iogurtes deve fechar com a receita de R$14,6 bilhões, com crescimento de 13,7%.

Fonte: Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × quatro =