Ciclovia cria novos negócios na Paulista

0

Com a inauguração da ciclovia na Avenida Paulista, em São Paulo, alguns setores como serviços, comércio e novos ciclistas estão mudando seu comportamento. A novidade trouxe expectativa de novos negócios para empreendedores da região.

Um dos exemplos é a rede de Hotel Ibis nas Avenidas 9 de Julho, Paulista e da rua Vergueiro. Estas unidades começaram a oferecer bicicletas elétricas aos clientes, pensando em melhorias no turismo com a ciclovia. De acordo com a rede Ibis, no começo serão oferecidas cinco bicicletas em cada unidade, mas tem a possibilidade de aumentar para 20 veículos.

Os “food bike” também estão esperançosos com a nova ciclovia. Danilo Tanaka, 36, largou o emprego para investir em um empreendimento seu. Foram investidos R$ 30 mil para montar food bike. Atualmente ele possui autorização da Prefeitura para ficar em uma calçada na Avenida Paulista – desde dezembro de 2014- e prevê melhorias no movimento com a ciclovia. “Espero que a ciclovia ajude no negócio, porque, com certeza, o movimento de ciclistas e turistas vai aumentar na região”, afirma Tanaka.

O empreendedor vende cerca de 200 hambúrgueres por dia, com preço médio que varia entre R$14 e R$18. Para trabalhar durante a inauguração da ciclovia, o ciclista precisou de uma autorização especial, pois a Prefeitura não permite que ele trabalhe aos domingos na região.

A ciclovia, porém, não agradou a todos. “Poderiam fazer em qualquer lugar, menos na Paulista. Atrapalha demais e vai ter um monte de ciclista atravessando fora do lugar”, conta o taxista Nicola Perez, de 35 anos. A empresária Magda Francisco, 50, conta que a ciclovia vai prejudicar seu comércio, no Pinheiros. “”Acho uma porcaria, só atrapalha o trânsito e o comércio”.

Fonte: Revista PEGN

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

vinte − 12 =