Cervejas podem ter queda em 2015

Setor pode sofrer variações pelo possível novo modelo tributário

0

Apesar do bom período para o segmento de cervejas em relação a demanda para o verão,o próximo ano tende a ser mais complicado para o setor. O motivo se deve a queda no consumo e ao aumento nos preços com a mudança no modelo tributário, ainda estudada pelo governo federal.

O Deutsche Bank previa um aumento de 2,7% para o próximo ano, mas revendo sua previsão, chegou a conclusão que o volume de vendas pode ter queda de 3%. José Yordan, analista do Deutsche Bank, disse que um dos fatores de risco para 2015 é a indefinição sobre os impostos especiais que serão aplicados no segmento de bebidas.

Ainda sem uma decisão definitiva, o governo debate adotar um modelo inspirado no “ad valorem”, no qual são definidas alíquotas tributárias fixas, levando em consideração o valor de venda dos produtos. Atualmente, a tributação é feita a partir da quantidade vendida. Nelson Jamel, vice-presidente financeiro e de relações com investidores da Ambev, disse em coletiva de imprensa que a alta carga tributária, com o repasse para o setor varejista, tem influenciado no aumento da inflação.

De acordo com a Receita Federal, o último reajuste tributário feito em Outubro teria um impacto de 0,4% no valor das bebidas. Porém, o IBGE ( Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística),em uma pesquisa sobre o IPP (índice de Preços ao Produtor), mostra que o setor de bebidas teve o aumento de 7,04 % em Setembro, se comparado com Agosto.

Jamel disse ainda que a discussão sobre o novo modelo tributário está em andamento, sem previsão de quanto será o reajusto. Entretanto, o aumento no preço das cervejas pode ajudar a diminuir o consumo da bebida.

Fonte Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × 2 =