Caminhos assertivos

Algumas das atitudes empresariais adotadas em 2016 foram essenciais para que as empresas pudessem se sobressair

0

Quando se fala nas empresas de alimentação fora do lar, muitos são os nomes que se destacam no setor. Para que isso aconteça, as organizações estão sempre pensando em aspectos que são, de fato, diferenciados, e que conseguem fazer com que elas conquistem um espaço cada vez maior no mercado.

Inovação, foco nas estratégias e nos colaboradores, lançamentos, entre outras ações, são alguns dos caminhos trilhados pelas organizações, para que elas alcancem os seus alvos e possam se destacar no mercado. Diante do fim de um ano e de todas as reflexões que ele gera, é comum também lembrar o que foi motivo de destaque entre as organizações.

Um dos pontos que marcaram o ano de 2016 para diversas organizações foi o lançamento de novos produtos, bem como o relançamento de marcas. O foco em um consumidor cada vez mais exigente e todas as suas demandas também foi algo presente em várias empresas. Outro fator que tem sido bastante abordado em diferentes companhias é a inovação.

Atenção

O Giraffas é um dos exemplos de empresa que possui bastante destaque na área de alimentação fora do lar. “Inovação é muito mais do que um valor para o Giraffas. É um dos pilares estratégicos da nossa marca. Mais do que entregar o verdadeiro gostinho brasileiro, queremos surpreender nossos consumidores com uma experiência diferente”, destaca Carlos Guerra, fundador da marca, ressaltando que o ano de 2016 contou com o lançamento de novos pratos, sanduíches e opções de sobremesa e acompanhamentos.

Conforme ele explica, as ações que a empresa realiza são pensadas de acordo com pesquisas e estudos que são feitos com os consumidores. No segundo semestre deste ano, foi decidido pela marca que ela focaria a sua estratégia em inovações, oferecendo opções gostosas e inéditas para os consumidores atuais e também os novos. “Para se destacar no mercado, é preciso mais do que estar atento ao contexto econômico e social do país. Devemos oferecer uma ótima experiência, produtos inovadores e um atendimento de qualidade”, ressalta ele.

Quando o assunto são os principais desafios que estão presentes no setor, Guerra ressalta que, atualmente, são o cenário econômico e também a competitividade do segmento. “O cenário é o mesmo para todas as empresas. É preciso equilibrar uma equação que envolve produtos, qualidade, preços justos e valor de marca. É necessário perseverança, determinação e muito trabalho. Além disso, é essencial que a empresa transmita um direcionamento estratégico claro para que toda rede esteja trabalhando com a mesma diretriz e pelo mesmo objetivo”, salienta. “Nos dias de hoje, o consumidor busca praticidade, sem abrir mão de qualidade. O consumidor quer desfrutar da variedade de opções e competitividade das grandes redes de varejo de alimentação. E isso ele encontra nas praças de alimentação”. O profissional destaca que vivemos em um cenário que é de mudanças constantes e, sendo assim, o perfil do consumidor acaba por se adaptar aos cenários existentes.

Até o fiam do ano, as expectativas do Grupo Giraffas (que inclui Tostex e Giraffas EUA é um crescimento de 5%, pretendendo, assim, atingir R$820 milhões em faturamento. “Também vemos com muito otimismo a expansão no interior do Brasil. Pretendemos fechar o ano com 40 pontos de venda a mais. Temos, atualmente, 410 restaurantes em 26 estados brasileiros, e queremos chegar a 700 até 2018”, finaliza ele.

O início do modelo de franchising do Giraffas aconteceu no ano de 1991. A taxa de franquia é de R$ 60 mil, sendo que o custo de instalação é a partir de R$ 900 mil, sem o ponto comercial. A área mínima é de 200m² e o prazo estipulado para retorno é de 36 meses. O faturamento mensal bruto é de, em média, R$ 250 mil.

Ações

Outra empresa que tem bastante notoriedade na área de alimentação é a Pepsico. Marcela Mariano, diretora de Trade da PepsiCo Brasil, falou com a Food Service News a respeito de algumas das ações de destaque da empresa. “O relançamento da Elma Chips, em 2015, restaurando a força de uma marca que faz parte da história dos brasileiros, em mais de 100 mil pontos de venda no Brasil, com a promoção de uma ‘invasão amarela’ real no espaço onde a marca foi criada. Em 2016, uma iniciativa diferenciada com Ruffles, maior marca de batatas fritas do país, com a segunda edição da promoção ‘Faça-me um sabor’, que incide sobre a co-criação de um novo sabor em parceria com os consumidores. Outro destaque deste ano é o relançamento de Pepsi Twist. Além dos Limões – ícones da marca – terem voltado para a mídia, o relançamento contou também com nova arte e embalagem. Vale destacar que Pepsi Twist é um sabor diferenciado no mercado, sendo o único refrigerante de cola com Limão. Por último, o patrocínio global da UEFA Champions League, por Lay’s e Pepsi, categorias que se complementam em nossa carteira, com atividades promocionais conjuntas, ativações na POSs e nos meios de comunicação”, frisa ela.

Conforme a profissional ressalta, para se destacar em um mercado que é cada vez mais competitivo, é necessário ter conhecimento acerca das necessidades dos consumidores/tendências, bem como conseguir traduzir isso em itens na forma de um sabor que seja novo ou em uma embalagem que seja uma novidade. “Um exemplo na indústria de bebidas que ilustra bem essa visão é o sucesso de H2OH!, que foi lançado buscando suprir necessidade de consumidores por um produto levemente gaseificado com zero açúcares. O H2OH!, que já tinha um posicionamento importante no canal Food Service, neste ano fortaleceu ainda mais esse posicionamento com a nova embalagem da lata slim de 310ml. Já no setor aéreo, desenvolvemos produtos adequados para este canal. Para a LATAM, fizemos uma embalagem estratégica da marca Eqlibri para todos os voos de curta duração”, salienta ela.

Desafios

Quando se investe tanto, os desafios também são algo constante dentro das mais diversas organizações, sendo que elas precisam promover estratégias para supera-los e, assim, continuarem se destacando no setor. Mariana frisa que a Pepsico está no Brasil há mais de 60 anos, sendo que a empresa tem um compromisso de longo prazo com o país. “Um dos principais desafios no setor de alimentos e bebidas para a companhia, em um contexto geral, é o de buscar alternativas para melhorar a produtividade e o controle de custos, aproveitando também para fortalecer todos os portfólios das categorias – em especial o de Nutrição, bem como o de Biscoitos e Snacks Salgados. A ideia é promover ajustes que privilegiem a gestão e a eficiência, sem deixar de investir em inovação. Entretanto, quando tratamos do setor de Food Service, mais especificamente, um dos principais caminhos é por meio de produtos, promoções, programas de recompensas etc, já que, com essa estratégia, os estabelecimentos tendem a atrair mais fluxo para suas lojas e fidelizar seus clientes”, diz ela, que também ressalta os benefícios que o segmento oferece. “O canal Food Service é considerado muito estratégico por gerar experimentação de nossos produtos e visibilidade de nossas marcas. Por isso, dizemos que o canal não é mensurado apenas pelo seu volume de vendas, mas também por sua contribuição indireta no resultado de outros canais. A indústria de bebidas já investe e enxerga o potencial desse canal há anos e observamos agora uma tendência de investimento no canal por parte de outras indústrias, visando os benefícios do mesmo. Além desses fatores, é um canal com grande potencial de crescimento visto que o dispêndio das famílias brasileiras com alimentação fora do lar ainda é menor do que mercados mais maduros como, por exemplo, o dos Estados Unidos”, ressalta.

O consumidor, conforme destaca Mariana, está cada vez mais exigente no que diz respeito à inovação. “Independentemente de um produto ser premium ou mainstream, as pessoas estão mais exigentes. Buscam novidades, opções mais nutritivas, porções em tamanhos mais variados. Essas características no canal de Food Service são ainda mais fortes, pois os clientes que estão contratando um serviço de alimentação fora do lar são ainda mais exigentes com o estabelecimento”, finaliza ela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

vinte − 8 =