Cada vez mais conhecida

0
Cada vez mais conhecida

João Feniar, diretor operacional do Lavash – Comida Armênia, destaca objetivo de popularizar no Brasil o Kashalama, as Dolmas e o Rhapama, típicos da culinária Armênia

A comida Armênia é bastante diversificada e tem conquistado os consumidores do Brasil.

Cada vez mais conhecida
Simon Gbrail Kazanjian é chef do Lavash – Comida Armênia, rede que abriu recentemente uma unidade no shopping Frei Caneca, em São Paulo. De acordo com ele, “a comida Armênia é muito regionalizada, cada região do país possui em seu leque de diversidade e os pratos tradicionais são baseados na sazonalidade dos produtos e nos principais atributos de cada lugar”

Simon Gbrail Kazanjian é chef do Lavash – Comida Armênia, rede que abriu recentemente uma unidade no shopping Frei Caneca, em São Paulo. De acordo com ele, “a comida Armênia é muito regionalizada, cada região do país possui em seu leque de diversidade e os pratos tradicionais são baseados na sazonalidade dos produtos e nos principais atributos de cada lugar. Incorpora toda a diversidade de ingredientes do Oriente Médio e dos países mediterrâneos como a carne de cordeiro, muitas frutas e legumes frescos”, afirma.

Além disso, pontua o chef, esse tipo de culinária tem como um de seus principais diferenciais os temperos, que são produzidos de forma artesanal e se destacam não só pelo sabor intenso, mas também pelas cores vibrantes.

Um dos pratos mais conhecidos da culinária Armênia, segundo Simon Gbrail Kazanjian, é o Kashlama, “uma costela de cordeiro cozida na cerveja com legumes”. Ele cita também “o Mante, uma massa caseira recheada com carne moída assada no forno, servida com caldo de tomate, coalhada fresca temperada e sumak”; o Rhapama, um arroz cozido na abóbora com frutas secas, nozes, mel e temperos especiais; e os Khorovadz, que são os grelhados de cordeiro, carne, frango e porco”.

“Acredito que todos esses pratos se destacam pois resgatam a história das antigas famílias armênias. Aqui no Lavash demos, claro, uma roupagem mais contemporânea, já que estamos em um país tropical”, afirma.

Investimentos

João Feniar é diretor operacional do Lavash – Comida Armênia. Ele conta que “a culinária Armênia ainda é pouco difundida no Brasil”.

Cada vez mais conhecida
João Feniar é diretor operacional do Lavash – Comida Armênia. Ele conta que “a culinária Armênia ainda é pouco difundida no Brasil”. “Com isso, queremos entregar uma gastronomia diferenciada resgatando uma história milenar de um país não muito conhecido”, diz ele

“Com isso, queremos entregar uma gastronomia diferenciada resgatando uma história milenar de um país não muito conhecido. Uma grande vantagem para nós é conseguir explorar as oportunidades que o país oferece com toda a sua diversidade. Hoje em dia, com um público cada mais exigente, conseguimos atender também uma fatia do mercado que se destaca como os veganos, com temperos e sabores diferenciados”, diz.

Para o diretor operacional do Lavash – Comida Armênia, o principal desafio é apresentar ao público brasileiro uma culinária diferente, que tem tanto temperos e sabores quanto nomes não muito conhecidos. “Há 30 anos, a maioria dos brasileiros não sabia o que era um temaki ou sushi. Hoje já nos familiarizamos com esse tipo de nome e sabor. Treinamos nossos colaboradores de salão para que eles passem para o público como experimentar e conhecer um pouco mais dessa gastronomia. Queremos popularizar o Kashalama, as Dolmas e o Rhapama”, ressalta.

Para João Feniar, “implantar uma culinária não muito conhecida em um país com diversas opções como o Brasil sempre será um desafio, pois não competimos diretamente com outros restaurantes armênios, mas, sim, com uma diversidade imensa que existe. Hoje em São Paulo conseguimos encontrar uma culinária mundial em diversos bairros espalhados pela cidade ou até mesmo receber em nossa casa, no conforto do nosso lar. A adaptação de temperos e sabores é importante para que você consiga atender os dois públicos também, o famoso e conhecido prato ‘abrasileirado’ como chamam por aqui, aquelas adaptações na culinária tradicional que agradam o gosto do brasileiro”, diz.

Para se destacar em um mercado de alimentação cada vez mais competitivo, afirma o diretor operacional, é necessário atender o cliente da forma como ele gostaria de ser atendido, “com cordialidade, respeito e conhecimento da culinária, para que ele não fique com nenhuma dúvida sobre os pratos ou a comida que está sendo oferecida. Além de entregar, claro, qualidade e diferenciais competitivos para agradar todos os tipos de cliente e paladares”, diz.

Qualidade

Cada vez mais conhecida
“A adaptação de temperos e sabores é importante para que você consiga atender os dois públicos também, o famoso e conhecido prato ‘abrasileirado’ como chamam por aqui, aquelas adaptações na culinária tradicional que agradam o gosto do brasileiro”, diz João Feniar, diretor operacional do Lavash – Comida Armênia

Quando o assunto são os fatores que devem ser priorizados para garantir a qualidade de um estabelecimento de alimentação fora do lar, João Feniar diz que “a qualidade de um estabelecimento só pode ser controlada quando existem procedimentos e processos bem estabelecidos. O bom relacionamento com os fornecedores é de suma importância também. Escolhemos todos os nossos fornecedores para garantir que vamos sempre receber os melhores produtos e repassar essa qualidade ao nosso cliente. Todos os colaboradores precisam estar cientes do padrão estabelecido e devem ser cobrados quando não acontecer. Além do treinamento pontual e periódico que cada vez mais se torna importante no aperfeiçoamento da equipe e do controle operacional da
empresa”, ressalta.

Para o diretor operacional, o “êxito profissional é alcançado quando deixamos de trabalhar com a razão e começamos a trabalhar com o coração, ter prazer pelo que se faz, acordar todos os dias com um mesmo propósito e o melhor de tudo: conseguir enxergar na sua equipe o mesmo espírito de realização. Não existe nada melhor do que chegar em um restaurante e ser recebido com brilho nos olhos pelas pessoas que ali trabalham”, afirma.

Perguntado sobre quais são as dicas que João Feniar dá para quem deseja atuar na área, ele diz que “o empreendedor brasileiro é colocado a prova diariamente e precisa superar todos os desafios impostos pela burocracia e alta carga tributária existente, sendo assim, a principal dica que eu posso recomendar é o trabalho duro e ter persistência sempre focando no objetivo final. Também nunca deixar de lado a qualidade e o bom atendimento ao cliente e principalmente ter uma equipe empenhada ao seu lado. Hoje conto com a minha equipe: Raphael, Marcos, Maranhão e é claro meu irmão nessa jornada do Lavash, o chef Simon. Sem eles nada seria possível, sou muito grato a toda dedicação e empenho. Só com uma equipe unida com o mesmo objetivo e princípio o sucesso é possível”, destaca.

Lavash

O Lavash é a primeira e a maior rede de restaurantes de comida Armênia do País.

“Para nós, os principais pontos a serem destacados são a qualidade da comida, o preço justo e o atendimento cordial. Prezamos pelo atendimento qualificado, para que o nosso cliente se sinta em casa mesmo com toda a tradição da Armênia, e os pratos deliciosos preparados artesanalmente pela equipe”, afirma João Feniar sobre os principais diferenciais do Lavash.

Lavash – Comida Armênia
www.lavash.com.br
Shopping Frei Caneca
www.freicanecashopping.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 − 7 =