Brasileiro consome muito sódio e empresa de análises em alimentos dá dicas de regularização

0

Por Redação FSN – 06 de novembro de 2013

O brasileiro consome em média 12g de sódio por dia, mais do que o dobro do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo diário normal deve ser de 4g para adultos hipertensos, equivalente a uma colher de sobremesa, enquanto para não-hipertensos, a quantia aumenta para 5g.

O sódio quando consumido em excesso pode causar sérios danos ao organismo, tais como hipertensão, insuficiência cardíaca e renal e obesidade, ele é utilizado em diversos produtos industrializados para prolongar a vida útil do alimento. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os maiores teores de sódio estão no queijo parmesão, macarrão instantâneo, mortadela, maionese, biscoito de polvilho, salgadinho de milho, biscoito água e sal e biscoitos doces. Ainda segundo a Anvisa, somente 20% dos produtos alimentícios consumidos pelos brasileiros tem o teor adequado às normas de regulação.

Com o objetivo de reduzir o uso do mineral nos alimentos, o Ministério da Saúde em parceria com a Associação Brasileira de Indústrias de Alimentação (ABIA), criou um programa de redução de sódio de produtos processados no Brasil. O acordo, prevê a retirada gradual do sódio de alimentos processados. A Bioagri, empresa que integra a Mérieux NutriSciences, líder mundial em análises em alimentos e um dos maiores laboratórios do mundo, ressalta que o uso de sódio nos alimentos deve ser feito de forma ponderada e de acordo com as normas dos órgãos reguladores. A empresa oferece análises de alta complexidade para registro e controle de qualidade de produtos, em sete segmentos, entre eles o da Alimentação.As modificações já começaram a ser postas em prática esse ano e a expectativa é a de que, até 2020, pelo menos 8,8 mil toneladas de sódio deixem de ser consumidas no País.

O compromisso do programa é diminuir o uso do sal nas formulações de caldos, temperos, margarinas e cereais matinais, mais ainda sim é preciso que a população tome algumas atitudes no dia-a-dia para controlar o uso do mineral. A OMS dá dicas como tirar o saleiro da mesa e evitar sachês de sal quando for comer fora de casa; usar o mínimo de sal na hora de temperar algum prato e investir em ervas frescas e secas; ler sempre o rótulo dos produtos, pois a quantidade de sódio está relacionada na tabela nutricional de todos os alimentos industrializados; além de anotar tudo o que come para saber se a quantidade ingerida de sódio todos os dias está dentro do recomendado.

Por: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 + 15 =