BH avança para legislação de food trucks

0

Em Belo Horizonte os food trucks ganharam o gosto dos consumidores. Para continuar crescendo no estado, porém, é preciso estabelecer regras de funcionamento como em outros lugares, como países da Europa e nos Estados Unidos.

Um Projeto de Lei, criado pelo deputado federal Marcelo Aro (PHS), deve ser votado na Câmara ainda neste primeiro semestre. O texto apresentado propõe novas regras de higiene e funcionamento para os veículos. Dentre as principais exigências, está o uso de uma cozinha de base móvel e respeito à distância mínima de bares e restaurantes de 50 metros.
“A lei vai revolucionar a comida de rua na cidade. A aceitação dos consumidores é ótima. Queremos poder trabalhar e oferecer uma opção a mais de alimentação”, afirma Felipe Borba, presidente da Associação Mineira de Food Trucks.

A Prefeitura de Bh afirma ter leis vigentes sobre o funcionamento dos food trucks. Uma das normas é que o automóvel não ultrapasse 1.000 kg, restringindo caminhões e trailers mais sofisticados. Uma das punições pelo descumprimento de normas é a apreensão dos produtos, multa de até R$1.612,50 , além da cassação da licença.
Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais(Abrasel Mg), a entidade não se opõe às mudanças e é a favor que os food trucks tenham as mesmas regras que bares e restaurantes fixos, até mesmo no que diz respeito a tributos. “Estamos participando de reuniões sobre o assunto”, conta Lucas Pêgo, diretor executivo da Abrasel Mg.
A Associação Mineira de Food Trucks estima que a capital possua 33 food trucks e a estimativa é que novos 20 surjam até o final do ano.”Estamos fazendo diversos eventos, sempre com a casa cheia. Essa modalidade de restaurante é tendência mundial e não seria diferente aqui”, ressalta Borba.

Fonte: O Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

doze + nove =