Azeite marroquino ganha destaque no Brasil

0

Produtores marroquinos trazem ao Brasil, nos dias 16 e 17 deste mês, o azeite produzido em suas terras para os distribuidores nacionais. O evento, promovido pelo Ministério da Agricultura e Pescas Marítimas de Marrocos, acontecerá no Hotel Tivoli Mofarrej, em São Paulo.

Um dos destaques neste ano é a presença da Picholine Marroquina, variedade que está presente em mais de 90% das plantações no país. Esse cultivo chama a atenção pela sua adaptação às condições do solo e do clima da região, e também pela sua utilização nos azeites tipo Comum e Premium. Os outros 10% de plantações são destinadas ao cultivo de Picholine Languedoc, Manzanille, Picual Hojiblanca, Arbequine, Ascolana, Dura, Frontoi e Gordal.

A produção de azeite em Marrocos já representa 5% do PIB do país e 15% no total de suas exportações. Além disso, são gerados mais de 100 mil empregos pela atividade de oleicultura. O território de Marrocos é tomado pelo plantio de oliveiras, que se estende por todo o território nacional, com exceção da costa Atlântica. Ao todo, as oliveiras já ocupam 10% da área de Marrocos e representam 55% da arboricultura frutífera no país.

Em níveis mundiais, a produção de azeites marroquinos representa 3%. Atualmente, a produção de azeites gira em torno de 1,57 milhão de toneladas (2003), mostrando a expansão em relação aos anos anteriores, com 850 mil toneladas de azeites, no ano de 2008. O principal mercado de Marrocos é a América do Norte, seguido pela União Europeia. Logo em seguida, está o Brasil, que ao longo das últimas duas décadas têm apresentado crescimento notável nas relações com o Marrocos.

Fonte: Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 − 2 =